Partido Comunista e Bloco vão votar a favor do orçamento na generalidade

drcursor / Flickr

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo que o PCP vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016, na generalidade, mas avisa que vai marcar a sua posição contra “vários aspectos”, e “intervir com determinação” na especialidade.

Jerónimo de Sousa anunciou o acordo do PCP à proposta do Governo, mas avisa que “o partido vai lutar na especialidade por medidas que considera essenciais”.

O voto favorável comunista, revela o jornal Público, foi decidido na reunião deste domingo do Comité Central do PCP, que durou oito horas.

“O PCP votará a favor na generalidade do Orçamento do Estado”, anunciou Jerónimo de Sousa, em conferência de imprensa, após a reunião do Comité Central.

Este voto é inseparável da avaliação quanto ao seu enquadramento, desenvolvimento e repercussões políticas e de elementos positivos, que registamos na proposta de orçamento, e que podem dar resposta a problemas imediatos dos trabalhadores e do povo português”, acrescentou.

O secretário-geral comunista alertou, no entanto, que “o PCP vai intervir com determinação no debate na especialidade, para que o orçamento possa corresponder, o melhor possível, às necessidades, expectativas e aspirações dos trabalhadores e do povo”.

As restrições impostas aos trabalhadores e serviços da Administração Pública com impacto nos seus rendimentos, progressões, vínculos e direitos, e o não cumprimento da Lei de Finanças Locais são alguns dos aspectos que vão contar com a oposição do PCP.

Por outro lado, o aumento real do valor das pensões de reforma, o alargamento das condições de atribuição do subsídio social de desemprego, o não aumento das propinas e a redução da taxa de IMI são algumas das medidas pelas quais o PCP se vai agora bater, na discussão do orçamento.

“O que de positivo está no Orçamento do Estado não apaga as muitas limitações e insuficiências que resultam das opções do governo PS. É necessário e possível ir mais longe”, realçou Jerónimo de Sousa.

Esquerda.Net / Flickr

-

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

Bloco também vai viabilizar Orçamento do Estado

Catarina Martins, porta-voz do Bloco de Esquerda, anunciou este domingo, em Torres Novas, que o partido vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016 na generalidade, pois “não falha aos compromissos” que assume.

A porta-voz do Bloco diz que o OE2016 que vai ser debatido e votado na generalidade na segunda e terça-feira no parlamento “não é o orçamento do Bloco de Esquerda” mas do Governo do Partido Socialista.

Catarina Martins assegurou que, tendo resultado de um “percurso” de que o partido fez parte, este orçamento “não falha” aos seus compromissos.

“Na sua generalidade, o Orçamento do Estado vai de encontro ao que foram as negociações feitas com o Bloco de Esquerda e permite a recuperação de rendimentos pela primeira vez em cinco anos a quem trabalha ou trabalhou toda a vida em Portugal”.

“Portanto, o BE vai fazer este debate não contra ao orçamento, mas para viabilizar o orçamento”, declarou Catarina Martins.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Já não me voltam a enganar.
    Afinal votar nestes 2 partidos, PC e Bloco, foram sempre votos perdidos.
    A saída da Europa já não é saída, as scut ficam na mesma, apoiaram o aumento dos impostos sobre os combustíveis, devolveram as subvenções vitalícias com retroactivos, para os políticos , enquanto as pequenas pensões aumentaram 0.41€ por Ano, afinal o Governo PSD/CDS governou mais à esquerda que estes senhores.
    Fazem completamente o contrário das promessas, Grandes aumentos para os políticos e para as pequenas reformas um aumento de 0.41€ por Ano.
    Depois do que estão a mostrar acredito que estes 2 partidos vão acabar extintos depois do resultado das próximas eleições.

    • Obviamente o Sr. não votou em nenhum destes partidos. O Sr. é um eleitor de direita e vem para aqui fingir que se trata de um eleitor de esquerda muito amargurado e desapontado com o caminho que se está a trilhar. Você é eleitor psd ou cds. E isso nota-se porque você só vai buscar as questões que quer falar. Não vai buscar aquelas em que se está a fazer verdadeiros progressos e que era preciso resolver desde há anos. Comparar o incomparável é falta de inteligência ou má fé. Escolha você aquela em que se insere.

  2. Esta troika governativa vai limitar-se a votar um esqueleto de todas aquelas medidas prometidas na altura do matrimónio, era mais do que evidente que para se dar de um lado que se teria de retirar do outro, para mais o país está sob vigilância europeia e daí vieram as recomendações de que a conversa do senhor Costa e companhia não tinha viabilidade política e este senhor mais o seu credenciado ministro das finanças mais não puderam fazer do que se limitarem a acatar as recomendações de Bruxelas, perante tal evidência PCP + BE têm que se limitar a engolir os sapos desfazendo-se em reuniões e explicações fazendo crer que afinal o monstro não é assim tão mau e um pouco melhorzinho do que aquele que Passos Coelho apresentaria aos portugueses caso fosse governo.

SBSR confirma Foals, Local Natives e Boy Pablo para a edição de 2021

Os Foals, os Local Natives e o músico Boy Pablo são os primeiros nomes reagendados para a 26.ª edição do Festival Super Bock Super Rock, remarcada para julho de 2021, foi hoje anunciado. O SBSR deveria …

Artistas com espetáculos cancelados recebem pelo menos 50%

O primeiro-ministro referendou, esta quarta-feira, a lei que regula a possibilidade de festivais e espetáculos no verão e que assegura apoio financeiro a artistas alvo de cancelamento ou reagendamento dos espetáculos por causa da pandemia. Este …

EUA anunciam fim da isenção de sanções no programa nuclear civil iraniano

Os Estados Unidos (EUA) anunciaram na quarta-feira o fim das derrogações que autorizaram até agora projetos relacionados com o programa nuclear civil iraniano, acordo internacional de 2015 do qual Washington se retirou. "Hoje, anuncio o fim …

Violência doméstica, droga, bairros problemáticos. Agentes da PSP obrigados a usar coletes anti-bala

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) decidiu tornar obrigatório o uso de coletes balísticos em oito tipos de situações. De acordo com o Jornal de Notícias, os agentes da PSP vão passar a …

Benfica e FC Porto estão entre os clubes europeus com maior valor comercial

O Benfica e o FC Porto estão em 24.º e 30.º, respetivamente, na lista dos 32 clubes de futebol europeus com maior valor comercial, que é liderada pelos espanhóis do Real Madrid. O Benfica (24.º) e …

Estados Unidos podem vir a acusar Cilia Flores, mulher de Maduro, por narcotráfico

Os Estados Unidos podem vir a acusar formalmente a mulher do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por crimes de tráfico de droga e corrupção. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Reuters, que cita quatro fontes diferentes. …

PSD quer lay-off até final do ano e Estado menos "dorminhoco"

O PSD apresentou hoje um conjunto de 26 "ideias e sugestões" na área social, incluindo o prolongamento do 'lay-off' simplificado até ao final do ano, a reafetação de recursos na administração pública e um Estado …

Trump prepara ordem executiva contra redes sociais. Quer reduzir proteções legais das empresas

O Presidente norte-americano, Donald Trump, vai assinar esta quinta-feira uma ordem executiva sobre as redes sociais, anunciou a Casa Branca, dois dias depois de o Twitter ter assinalado mensagens de Donald Trump com alertas de …

Mais 13 mortes e 304 novos casos. Reabertura da economia em Lisboa questionada

Embora a região Norte continue a ser a mais afetada pela pandemia, a situação na região da Grande Lisboa tem piorado. O Governo está a estudar o adiamento de algumas medidas de reabertura da economia …

Queixas de consumidores sobre vendas online sobem 250%

A Associação de defesa de consumidores Deco recebeu 3.500 reclamações relativas a compras online entre janeiro e maio, um aumento de 250% face ao número registado em igual período do ano anterior. Paulo Fonseca, da Deco, …