Partido Comunista e Bloco vão votar a favor do orçamento na generalidade

drcursor / Flickr

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo que o PCP vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016, na generalidade, mas avisa que vai marcar a sua posição contra “vários aspectos”, e “intervir com determinação” na especialidade.

Jerónimo de Sousa anunciou o acordo do PCP à proposta do Governo, mas avisa que “o partido vai lutar na especialidade por medidas que considera essenciais”.

O voto favorável comunista, revela o jornal Público, foi decidido na reunião deste domingo do Comité Central do PCP, que durou oito horas.

“O PCP votará a favor na generalidade do Orçamento do Estado”, anunciou Jerónimo de Sousa, em conferência de imprensa, após a reunião do Comité Central.

Este voto é inseparável da avaliação quanto ao seu enquadramento, desenvolvimento e repercussões políticas e de elementos positivos, que registamos na proposta de orçamento, e que podem dar resposta a problemas imediatos dos trabalhadores e do povo português”, acrescentou.

O secretário-geral comunista alertou, no entanto, que “o PCP vai intervir com determinação no debate na especialidade, para que o orçamento possa corresponder, o melhor possível, às necessidades, expectativas e aspirações dos trabalhadores e do povo”.

As restrições impostas aos trabalhadores e serviços da Administração Pública com impacto nos seus rendimentos, progressões, vínculos e direitos, e o não cumprimento da Lei de Finanças Locais são alguns dos aspectos que vão contar com a oposição do PCP.

Por outro lado, o aumento real do valor das pensões de reforma, o alargamento das condições de atribuição do subsídio social de desemprego, o não aumento das propinas e a redução da taxa de IMI são algumas das medidas pelas quais o PCP se vai agora bater, na discussão do orçamento.

“O que de positivo está no Orçamento do Estado não apaga as muitas limitações e insuficiências que resultam das opções do governo PS. É necessário e possível ir mais longe”, realçou Jerónimo de Sousa.

Esquerda.Net / Flickr

-

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

Bloco também vai viabilizar Orçamento do Estado

Catarina Martins, porta-voz do Bloco de Esquerda, anunciou este domingo, em Torres Novas, que o partido vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016 na generalidade, pois “não falha aos compromissos” que assume.

A porta-voz do Bloco diz que o OE2016 que vai ser debatido e votado na generalidade na segunda e terça-feira no parlamento “não é o orçamento do Bloco de Esquerda” mas do Governo do Partido Socialista.

Catarina Martins assegurou que, tendo resultado de um “percurso” de que o partido fez parte, este orçamento “não falha” aos seus compromissos.

“Na sua generalidade, o Orçamento do Estado vai de encontro ao que foram as negociações feitas com o Bloco de Esquerda e permite a recuperação de rendimentos pela primeira vez em cinco anos a quem trabalha ou trabalhou toda a vida em Portugal”.

“Portanto, o BE vai fazer este debate não contra ao orçamento, mas para viabilizar o orçamento”, declarou Catarina Martins.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Já não me voltam a enganar.
    Afinal votar nestes 2 partidos, PC e Bloco, foram sempre votos perdidos.
    A saída da Europa já não é saída, as scut ficam na mesma, apoiaram o aumento dos impostos sobre os combustíveis, devolveram as subvenções vitalícias com retroactivos, para os políticos , enquanto as pequenas pensões aumentaram 0.41€ por Ano, afinal o Governo PSD/CDS governou mais à esquerda que estes senhores.
    Fazem completamente o contrário das promessas, Grandes aumentos para os políticos e para as pequenas reformas um aumento de 0.41€ por Ano.
    Depois do que estão a mostrar acredito que estes 2 partidos vão acabar extintos depois do resultado das próximas eleições.

    • Obviamente o Sr. não votou em nenhum destes partidos. O Sr. é um eleitor de direita e vem para aqui fingir que se trata de um eleitor de esquerda muito amargurado e desapontado com o caminho que se está a trilhar. Você é eleitor psd ou cds. E isso nota-se porque você só vai buscar as questões que quer falar. Não vai buscar aquelas em que se está a fazer verdadeiros progressos e que era preciso resolver desde há anos. Comparar o incomparável é falta de inteligência ou má fé. Escolha você aquela em que se insere.

  2. Esta troika governativa vai limitar-se a votar um esqueleto de todas aquelas medidas prometidas na altura do matrimónio, era mais do que evidente que para se dar de um lado que se teria de retirar do outro, para mais o país está sob vigilância europeia e daí vieram as recomendações de que a conversa do senhor Costa e companhia não tinha viabilidade política e este senhor mais o seu credenciado ministro das finanças mais não puderam fazer do que se limitarem a acatar as recomendações de Bruxelas, perante tal evidência PCP + BE têm que se limitar a engolir os sapos desfazendo-se em reuniões e explicações fazendo crer que afinal o monstro não é assim tão mau e um pouco melhorzinho do que aquele que Passos Coelho apresentaria aos portugueses caso fosse governo.

RESPONDER

Descobertas filmagens inéditas de um centro de espionagem da II Guerra Mundial

Foi descoberta uma rara filmagem da instalação militar secreta Bletchley Park, no Reino Unido. Este centro de espionagem atuou durante a II Guerra Mundial e foi responsável por decifrar códigos alemães durante o período nazi. O …

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos com teoria da conspiração que liga covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a funcionários de operadoras e ataques a antenas de telecomunicações. Agora, o YouTube está …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …