Partido Comunista e Bloco vão votar a favor do orçamento na generalidade

drcursor / Flickr

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo que o PCP vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016, na generalidade, mas avisa que vai marcar a sua posição contra “vários aspectos”, e “intervir com determinação” na especialidade.

Jerónimo de Sousa anunciou o acordo do PCP à proposta do Governo, mas avisa que “o partido vai lutar na especialidade por medidas que considera essenciais”.

O voto favorável comunista, revela o jornal Público, foi decidido na reunião deste domingo do Comité Central do PCP, que durou oito horas.

“O PCP votará a favor na generalidade do Orçamento do Estado”, anunciou Jerónimo de Sousa, em conferência de imprensa, após a reunião do Comité Central.

Este voto é inseparável da avaliação quanto ao seu enquadramento, desenvolvimento e repercussões políticas e de elementos positivos, que registamos na proposta de orçamento, e que podem dar resposta a problemas imediatos dos trabalhadores e do povo português”, acrescentou.

O secretário-geral comunista alertou, no entanto, que “o PCP vai intervir com determinação no debate na especialidade, para que o orçamento possa corresponder, o melhor possível, às necessidades, expectativas e aspirações dos trabalhadores e do povo”.

As restrições impostas aos trabalhadores e serviços da Administração Pública com impacto nos seus rendimentos, progressões, vínculos e direitos, e o não cumprimento da Lei de Finanças Locais são alguns dos aspectos que vão contar com a oposição do PCP.

Por outro lado, o aumento real do valor das pensões de reforma, o alargamento das condições de atribuição do subsídio social de desemprego, o não aumento das propinas e a redução da taxa de IMI são algumas das medidas pelas quais o PCP se vai agora bater, na discussão do orçamento.

“O que de positivo está no Orçamento do Estado não apaga as muitas limitações e insuficiências que resultam das opções do governo PS. É necessário e possível ir mais longe”, realçou Jerónimo de Sousa.

Esquerda.Net / Flickr

-

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

Bloco também vai viabilizar Orçamento do Estado

Catarina Martins, porta-voz do Bloco de Esquerda, anunciou este domingo, em Torres Novas, que o partido vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2016 na generalidade, pois “não falha aos compromissos” que assume.

A porta-voz do Bloco diz que o OE2016 que vai ser debatido e votado na generalidade na segunda e terça-feira no parlamento “não é o orçamento do Bloco de Esquerda” mas do Governo do Partido Socialista.

Catarina Martins assegurou que, tendo resultado de um “percurso” de que o partido fez parte, este orçamento “não falha” aos seus compromissos.

“Na sua generalidade, o Orçamento do Estado vai de encontro ao que foram as negociações feitas com o Bloco de Esquerda e permite a recuperação de rendimentos pela primeira vez em cinco anos a quem trabalha ou trabalhou toda a vida em Portugal”.

“Portanto, o BE vai fazer este debate não contra ao orçamento, mas para viabilizar o orçamento”, declarou Catarina Martins.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Já não me voltam a enganar.
    Afinal votar nestes 2 partidos, PC e Bloco, foram sempre votos perdidos.
    A saída da Europa já não é saída, as scut ficam na mesma, apoiaram o aumento dos impostos sobre os combustíveis, devolveram as subvenções vitalícias com retroactivos, para os políticos , enquanto as pequenas pensões aumentaram 0.41€ por Ano, afinal o Governo PSD/CDS governou mais à esquerda que estes senhores.
    Fazem completamente o contrário das promessas, Grandes aumentos para os políticos e para as pequenas reformas um aumento de 0.41€ por Ano.
    Depois do que estão a mostrar acredito que estes 2 partidos vão acabar extintos depois do resultado das próximas eleições.

    • Obviamente o Sr. não votou em nenhum destes partidos. O Sr. é um eleitor de direita e vem para aqui fingir que se trata de um eleitor de esquerda muito amargurado e desapontado com o caminho que se está a trilhar. Você é eleitor psd ou cds. E isso nota-se porque você só vai buscar as questões que quer falar. Não vai buscar aquelas em que se está a fazer verdadeiros progressos e que era preciso resolver desde há anos. Comparar o incomparável é falta de inteligência ou má fé. Escolha você aquela em que se insere.

  2. Esta troika governativa vai limitar-se a votar um esqueleto de todas aquelas medidas prometidas na altura do matrimónio, era mais do que evidente que para se dar de um lado que se teria de retirar do outro, para mais o país está sob vigilância europeia e daí vieram as recomendações de que a conversa do senhor Costa e companhia não tinha viabilidade política e este senhor mais o seu credenciado ministro das finanças mais não puderam fazer do que se limitarem a acatar as recomendações de Bruxelas, perante tal evidência PCP + BE têm que se limitar a engolir os sapos desfazendo-se em reuniões e explicações fazendo crer que afinal o monstro não é assim tão mau e um pouco melhorzinho do que aquele que Passos Coelho apresentaria aos portugueses caso fosse governo.

Nova Zelândia decreta em junho erradicação de contágios. Está há 13 dias consecutivos sem novos casos

A Nova Zelândia, país que tem sido apontado internacionalmente como exemplar no combate à pandemia de covid-19, prevê decretar a “erradicação da doença” no país no próximo dia 15 de junho. A informação foi avançada esta …

Secretário da Defesa discorda de Trump no envio de tropas para conter distúrbios. Aliados europeus afastam-se

O Secretário norte-americano da Defesa, Mark Esper, rompeu na quarta-feira com o Presidente, Donald Trump, no apoio ao envio das forças armadas para as cidades e os estados que se recusarem "a tomar as medidas …

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …

Empresas podem manter lay-off até ao fim de setembro. Apoio pode chegar a 85% do salário

Os traços gerais do plano do Governo para a retoma da economia e para tentar travar a escalada do desemprego foram apresentados aos parceiros sociais, esta terça-feira, por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade …