Sócrates vai processar o Estado português

Mário Cruz / Lusa

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O ex-primeiro-ministro José Sócrates afirmou esta quinta-feira que vai processar o Estado e considerou inqualificáveis as declarações do diretor do DCIAP que disse que não garante que haja uma decisão sobre a “Operação Marquês” até setembro.

“O que estou aqui a fazer é denunciar o que está a acontecer e o que está a acontecer está à vista de todos. Quanto a haver ou não haver acusação uma coisa digo: processarei o Estado porque o Estado teve um comportamento de abuso inqualificável”, disse José Sócrates quando questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de não ser deduzida a acusação.

O ex-primeiro-ministro convocou uma conferência de imprensa, em Lisboa, após a entrevista do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), Amadeu Guerra à estação de televisão SIC, esta quarta-feira à noite.

Amadeu Guerra fixou, em março passado, a data de 15 de setembro como limite para encerrar a investigação: nesse prazo terá de ser decidido arquivar o processo ou deduzir acusação sobre os arguidos, entre os quais está o antigo primeiro-ministro José Sócrates.

Na entrevista de ontem à SIC, no entanto, o diretor do DCIAP não excluiu a hipótese de prolongar a investigação, e também não afirmou claramente que o processo vai ficar decidido na data prevista.

“A única coisa que eu exijo da Justiça portuguesa e do diretor do DCIAP é que respeite a lei e o Estado de Direito. Ele não tem o direito, com aquela arrogância, de vir dizer na televisão ‘logo se vê’. Como se o Estado se pudesse comportar com um indivíduo da forma que quiser. Ele não tem esse direito”, declarou José Sócrates.

Para o antigo primeiro-ministro, a “Operação Marquês” é um processo político, tendo acusado Amadeu Guerra de não está a respeitar o Estado de Direito.

“Quero recordar ao procurador que dirige o DCIAP que a ação penal neste país deve estar comprometida com o Direito e com a Lei. Este inquérito acabou no dia 19 de outubro do ano de 2015 e terminou sem acusação. O prolongamento deste inquérito sem cobertura legal confirma que este inquérito não pretenden investigar um crime, mas perseguir um alvo político”, acrescentou José Sócrates, que reafirmou que a sua prisão serviu apenas para o impedir de se candidatar à Presidência da República.

Para o ex-governante, trata-se de um processo “infame” e que depois das “acusações” sobre a “Parque Escolar, das Parcerias Público Privadas, do TGV, da Argélia, da Venezuela e de Vale do Lobo” é agora a Portugal Telecom “que interessa” ao processo.

“Afinal parece que tudo se resume à Portugal Telecom. Acontece também que estas novas suspeitas são tão injustas e absurdas quanto as anteriores”, disse Sócrates, que revelou, durante a conferência de imprensa, que se viu “forçado” a pedir a subvenção vitalícia.

“Eu, quando fui detido, fui obrigado a vender a minha casa, desde logo para pagar ao meu amigo, como já expliquei, e que pretendia ter feito antes. Decidi vender a minha casa, pagar ao meu amigo e fiquei ainda com algum dinheiro e, para além, disso vi-me forçado, pelas circunstâncias a que o Estado me colocou, a pedir a subvenção vitalícia, coisa que nunca tinha pedido porque não tinha precisado dela, mas vi-me forçado por estas circunstâncias a fazê-lo”, disse ainda o ex-primeiro-ministro José Sócrates.

/Lusa

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Não devia processar o estado mas sim os juízes “investigadores” e outros que tais por incompetência e/ou abuso de poder jurídico. O Estado (que somos todos nós) não tem culpa dessa “incompetência”. São aqueles que se dizem representantes que devem pagar pela sua incapacidade, inércia, interessa, vingança, etc… Eu não pedi que prendessem um homem sem haver culpa/prova formada. Se não há provas, que investiguem! Sejam competentes! Trabalhem! Não é prender primeiro e depois: “Logo se vê…” Está errado e é um abuso que não é aceitável num Esatdo de direito. Seja culpado ou não!
    Para aqueles que o ódio a Sócrates cega tudo: Gostariam de estar numa situação em que estão presos sem saberem do que são acusados (para procederem á vossa defesa)? Não me parece… Parece-me que os direitos, garantias e liberdades, são só para alguns.

    • há pessoas que a sua crença politica não os deixa ver o que qualquer pessoa já viu. O que todos sabemos que Sócrates usou à descrição do dinheiro do “seu amigo”, parece evidente que o seu amigo recebeu comissões, luvas, subornos e sei lá que mais e essa é a origem do dinheiro. Santos Silva não tem influência politica para receber luvas, Sócrates sim, junta-se a isso não haver qualquer registo dos supostos “empréstimos” parece licito pensar que o dono do dinheiro é outro. A vida que ele leva era de quem não iria nunca pagar os empréstimos, não preciso ser matemático para saber que 2+2 são quatro e não 3, mesmo que os maiores matemáticos digam o contrário, ainda penso pela minha cabeça. Todo este barulho agora serve para apressar a investigação para seja arquivada, no limite tentar levar para a prescrição. Acho que 80 % da população já viu quem é e quem foi Sócrates

      • Pois, 80% da população acredita que o sol dançou em Fátima quando no resto do mundo o sol continuava impávido a sua viagem aparente à volta da Terra.
        Na verdade, depois de anos de perseguição é inacreditável que o MInistério Público ande de convencimento em convencimento, de suspeita em suspeita, de acreditar que isto ou aquilo sem ter conseguido dizer taxativamente uma coisa bem simples: Este facto X é a prova da corrupção no caso Y. Todo o resto é o resultado de um envenenamento diário da opinião pública. O mesmo tipo de envenenamento que criou o mito da saída limpa e do país na bancarrota. Saímos limpos com 130% de dívida, e sem qualquer empresa estratégica nas nossa mãos, e estávamos na bancarrota com 90% de dívida e senhores das nossas empresas. Quando se consegue meter na cabeça das pessoas que este disparate tem consistência, então qualquer coisa é passível de ser acreditado. Até elefantes a voar.

    • Concordo em absoluto com o que diz.
      Há coisas neste precesso que sempre me cheiraram a esturro mas, as pessoas na sua infinita sabedoria, tirada dos “livros” do pasquim “Correio da Manhã” já lhe ditaram sentença.
      Tudo isto é normal, partindo do principio que já assumiram que é culpado.
      Seja ou não culpado, este processo foi mal conduzido. Só num país de terceiro mundo se prende e se investiga depois. Tratando-se dum ex pm mais cuidados deveria haver mas…houve outras intenções por detrás disto, disso tenho certeza.

  2. Não fui, não sou apoiante deste individuo mas o estado que vá brincar com o C…
    Que respeite os direitos das pessoas criminosas ou não.

  3. Vou comentar só para este alguém não se sentir sozinho…. Não vou comentar porque toda a gente sabe o ladrão que este ordinário foi. E os danos que deixou…. Mas ainda ha gente que obstinadamente o defende. Não dá para acreditar. Força alguém. Continua assim!

    • Ó boi. Não estou a defender o Sócrates! Tens tanta merda nos olhos que não consegues ver. Estou a criticar o “Justiça” portuguesa! Só é pena que não tenha lido o último parágrafo do meu comentário. Talvez porque a merda era tanta…
      Ficarei muito surpreendido se este comentário for publicado.

  4. Maus amigos efectivamente na teoria os direitos “democráticos” são p/ todos, mas como este sr. quando esteve no poder não aplicou essa tese ora não lhe compete sequer apontar o dedo ao sistema implantado. Este sr. e outros como ele, deve ser escrupulosamente investigado porque na arte da artimanha ele é perito. ão é 1 pessoa que se possa confiar seja no que for, já deu mostras e exemplos disso mesmo. Não venha p/ aqui armado em CALIMERO = coitadinho porque ele da forma que nos deixou também não teve um pingo de pena nem consideração pelo povo português. Justiça até ao FIM – ou em democracia como no fascismo não existe justiça?

    • 1º Quem nunca pecou que atire a primeira pedra (em termos mais claros, todos nós já fizemos merd… por isso não temos direito á “Justiça”, segundo o seu ponto de vista)
      2º Acho muito bem que seja investigado (ele e muita gente de todas as cores) mas NUNCA se deve partir do principio que alguém é culpado antes de ser considerado culpado.
      3º A “forma que nos deixou (…)” – Mas vossa excelência é cega? E o Cavaco? Foi alguma vez julgado? E o Barroso? E o Guterres (caso pense que esteja só à esquerda)? E o Portas? E o Soares? Não pois não? Esses tiveram algum “pingo de pena nem consideração pelo povo português” ? Não! Onde estão eles? Em liberdade!
      Por fim gostaria de me focar nas suas últimas palavras “ou em democracia como no fascismo não existe justiça”? Alguém que defende uma “Justiça” assim não quer democracia não…
      Nota: Mais uma vez, para os energúmenos que me “acusam” de defender o “meu amigo Sócrates” – Não o estou a defender! Estou a criticar a merd… de “Justiça” que temos que é vingativa e política, dois adjectivos que não caracterizam a “Justiça” de um Estado de Direito. Tirem as vendas dos olhos. Hoje é o Sócrates. Amanhã poderá ser você.

      • Ouça, não ligue!
        Isto é tudo gente que já levou lavagem cerebral pelo “Correio da Manhã”.
        Eu, pessoalmente, nunca engoli esta história. Comecei a apercerber-me que isto estava mal contado quando comecei a ver que o pasquim “Correio da Manhã”, durante largos meses senão mesmo 1 ano, todos os dias trazia Sócrates na capa, mesmo quando já não havia tema e havia outra notícia para a capa, pimba, ou porque foi à casa de banho, ou porque foi à compras, ou porque pediu pizza, e outra pérolas de capado género. Chiça que é mesmo perseguição. O Socrates deve ter incomodado muita gente. Porra, que é de mais!

  5. E os Portugueses podem processar os seus políticos, que por incompetência aumentaram a dívida do País, levando a um resgate externo?
    É que o gajo não pode dizer que desconhecia o estado das finanças públicas car@lho!!! Como 1.º ministro tinha os dados todos na mão!!!
    E os portugueses que por causa da austeridade causada pela chamada da troika, por este senhor, ficaram sem casa?
    É bom olhar só para o próprio umbigo.
    Subvenções para os políticos? Já nem deviam existir!
    Não tens meios de subsistência? Vai pedir o RSI!

    • Os portugueses deveriam poder processar os políticos, sem dúvida, mas agora essa de dizer que o aumento da dívida do País (que levou a um resgate externo) ser únicamente e exclusivamente responsabilidade do Sócrates, essa não! Anadam-nos a enterrar à muito!
      Seria ridículo algum primeiro ministro dizer que desconhecia o estado das Finanças. Qualquer um! Barroso, Cavaco, Soares, etc.
      Não se esqueça que a troika foi chamada também pelo PSD e CDS (o Catroga não estava lá apenas para servir cafezinhos).
      Muita gente ficou sem casa, é verdade. Alguns até perderam a vida (em consequência). Mas terá sido apenas culpa do governo do Sócrates? O PSD e CDS fizeram tudo de bom para o povo e depois vem o PS; malvado e terrorista, destroir o povo. Só porque é malvado…
      Concordo consigo quando diz que é preciso olhar “para o próprio umbigo”. Aproveite e olhe para o seu também.
      “Subvenções para os políticos? Já nem deviam existir!” Concordo consigo e digo mais: Nunca deviam ter existido. Pena que se contradiga quando diz para “ele” “pedir o RSI”. Não é também uma forma de subvenção (subsídio) também? Em que ficamos? O homem foi tão mau para o País e ainda tem direito ao RSI? Não me parece justo.
      Nunca se esqueçam: Se algo corre mal; é culpa do Sócrates! O telemóvel partiu-se? Culpa do Sócrates! Tá muita calor? Culpa do Sócrates! A extinção dos dinossauros? Culpa do Sócrates! Eu estou a fazer comentários que não te agradam e incomodam (e não só)? Culpa do Sócrates!

      • Deixando já aqui claro que não defendo nenhum dos crápulas que se sentam ou sentaram na AR, note o seguinte:
        1.º Veja os dados relativos ao aumento da dívida com PPP’s e veja quem subscreveu a esmagadora maioria delas (PS),
        2.º Há 42 anos que andamos a ser enganados por uma “elite” que diz defender o povo; apenas se defendem a eles e aos interesses dos seus partidos;
        3.º Sócrates foi o último e mais flagrante exemplo, de como o dinheiro dos nossos impostos serve para fazer política e não gestão da coisa pública em prol dos cidadãos, este é o 3.º resgate desta república! Será assim tão difícil a um governo gerir um orçamento, fazendo logo os ajustes necessários para que não haja défices sucessivos, que levam um país à bancarrota? difícil não será, mas não dá votos!;
        4.º O RSI assim como o subsídio de desemprego, como apoios sociais, deviam ser a única coisa a que os políticos deviam ter acesso depois de largarem o poleiro, até chegarem à idade da reforma como os restantes cidadãos;
        5.º É por olhar para o meu umbigo, cidadão, cumpridor das leis e pagador de impostos, que me enoja quando vejo qualquer tipo de lixo a fazer MERDA da grossa, e achar que ao perder as eleições fica exonerado de qualquer responsabilidade civil, financeira ou criminal, seja ele Sócrates, Passos, Portas, Cavaco, Guterres, Soares, etc!!! Isto claro apoiados pelos respetivos partidos e apaniguados recetores de grandes tachos, que fazem as leis e as devidas propagandas, que lavam o cérebro a muita gente, de memória curta.

  6. Sócrates nunca se justificou perante a justiça e tudo o que disse não fazia sentido, por isso o Juiz o colocou em prisão preventiva, apenas saiu porque a investigação para ser consolidada demora e o tempo de prisão preventiva ia esgotar-se. Do que veio a publico, nunca desmentido já sabemos de onde veio o dinheiro ( incluindo o BES que todos estamos a pagar ) e quem o usou apesar de o suposto dono ser outro,. Foram luvas e pagamentos de favores que Santos Silva não tinha influência para gerir, mas Sócrates sim, juntando o facto que o dinheiro afinal era usado por Sócrates à descrição. 2+2 são 4 mesmo que Sócrates grite e dê conferências de imprensa a dizer que são 3. Esta é a minha opinião.

    • Não quer ajudar na investigação? É que eles não conseguem encontrar nada! Claramente você tem acesso a informações que podem ser bem relevantes. Não se esqueça: se não as comunicar ás autoridades, poderá ser considerado cúmplice.

  7. Não sei porquê, mas sempre achei que o Povo ainda ía pagar a conta.
    Factos não sei, nunca o incriminarei, nem o defenderei.
    Que foi um mau primeiro ministro não tenho muitas dúvidas. As contas para pagar vieram depois.
    Que todos os seguintes foram melhores, tenho muitas dúvidas (incluindo o actual, onde as contas para pagar vão aparecer depois).
    O que não me parece bem é que ainda tenhamos de pagar uma indemnização por isso.
    É caso para dizer: “carreguem-lhes (ao povo), que ainda podem pagar mais,…”
    Começo a pensar que quem fez bem é quem fugiu disto!!!!

  8. A caça às bruxas parece que é para continuar….
    E há por aqui muito comentador que nem precisa de bruxas para tentar descobrir algo, são mais eficientes que o Ministério Publico… sabem tudo.
    Até sabem que Portugal teria passado ao lado da crise se não tivesse tido Sócrates como governante. É lamentável como gostam tanto de se …

    • É verdade! Se o Sócrates (o político, não o filósofo) não tivesse existido, os dinossauros não teriam sido extintos, a Idade Média (das Trevas) também não. Não existiriam guerras, ou a fome. Toda a gente viveria em paz e harmonia… Será que o Sócrates é o anti-cristo?

      • Boa, boa.
        Já dizia o outro, o homem é naturalmente bom, você acrescenta, os políticos são inatamente puros e incorruptíveis, logo são todos gente acima de suspeita.
        Por este e os outros não terem feito nada é que estamos todos a pagar as contas.

  9. Na política só vejo escroques.
    Definitivame tenho que ir ao oculista
    Só espero é ainda ter dinheiro
    Porque a conta vai sempre parar ao povo…até um dia…

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …