Portugal prepara-se para reconhecer Palestina como Estado

Carles Palacio / arietcat / Flickr

O Governo está a preparar-se para reconhecer a Palestina como Estado, de acordo com informações do Expresso. 

De acordo com fontes governamentais, citadas pelo semanário, o Partido Socialista preparou um projeto de resolução que recomenda ao Governo o reconhecimento da Palestina como país. O Executivo liderado por Passos Coelho está a analisar a recomendação e a estudar eventuais propostas de alteração.

O Expresso adianta que, para o Governo, Portugal “sempre fez parte do grupo de países que defende que a solução dos dois Estados é a mais adequada para garantir a paz e a segurança na região”. O deputado do PSD, António Rodrigues, afirma à publicação que não tem dúvidas de que o partido vai assumir uma posição favorável.

O assunto esteve em debate no Parlamento Europeu esta semana, mas a votação só será realizada entre 15 e 18 de dezembro. A questão foi também debatida a 17 de novembro no Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, quando a Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini (que substituiu Catherine Ashton este verão), adiantou que “fiaria feliz se o Estado palestiniano existisse” no termo do seu mandato.

A 30 de outubro, a Suécia reconheceu a Palestina como Estado, e desde então Reino Unido, Espanha e França são alguns dos países que avançaram com propostas que recomendam o reconhecimento do Estado palestiniano. Outros sete países membros da União Europeia, na Europa de leste e no Mediterrâneo, já reconheceram o estado palestiniano – Bulgária, Chipre, República Checa, Hungria, Malta, Polónia e Roménia. A Islândia, que não pertence à União Europeia, foi o único país da Europa ocidental que o fez até agora.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Creio ser muito importante, pecando apenas por tardio, que seja reconhecido o Estado da Palestina. Já o foi por muitos outros paises, alguns da U.E. e não será por isso que se irão agravar as relações entre israelitas e palestinianos. Trata-se de um verdadeiro sofisma – que só pretende manter o staus quo ou permitir a Israel reforçar o seu poderia bélico -insistir, e é a teoria israelita, de que a Palestina só deverá ser reconhecida com Estado independente quando alcançada a paz!!!

  2. Já vamos tarde, como sempre não temos vontade própria foi necessário ver os outros, devemos reconhecer, apoiar e mostrar aos semitas que não temos medo

  3. Caro Guilherme, Israel não coloca o “alcançar da paz” como condição para reconhecimento da Palestina, mas sim que os árabes, auto-denominados palestinos, reconheçam o Estado de Israel. Basta isso. Só que os tais palestinos recusam-se a fazer aquilo que pedem que os outros façam. Eles querem o reconhecimento do seu Estado, mas recusam-se a reconhecer o Estado de Israel. Quanto ao sr. Caallipi, tendo ou não um Estado reconhecido, os ismaelitas continuarão a temer Israel. Foi sempre assim ao longo da História e continuará sendo.

RESPONDER

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …