Porteiro recua e diz que errou em mencionar Bolsonaro no caso Marielle

Abir Sultan / EPA

O porteiro do condomínio onde o Presidente brasileiro tem casa recuou na informação cedida anteriormente à polícia, admitindo que errou ao citar o nome de Jair Bolsonaro no caso do homicídio da vereadora Marielle Franco.

De acordo com o jornal O Globo, o porteiro do condomínio Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro, prestou na terça-feira um novo depoimento às autoridades, tendo corrigido a versão inicial, alterando o conteúdo que dizia respeito ao atual mandatário.

Segundo O Globo, o homem disse que errou ao referir que tinha falado pelo intercomunicador com o “senhor Jair”, e que se equivocou ao anotar o número 58 [número da casa de Bolsonaro] no registo do condomínio.

Nos primeiros depoimentos cedidos à polícia, o porteiro declarou aos investigadores que um dos suspeitos do homicídio de Marielle Franco, o ex-polícia Élcio Queiroz, já formalmente acusado de ter sido um dos autores materiais do crime, afirmou à entrada do condomínio que queria visitar Jair Bolsonaro, então deputado federal.

Na ocasião, o porteiro relatou que alguém de casa de Bolsonaro autorizou a entrada, mas Queiroz acabou por dirigir-se à residência de Ronnie Lessa, um outro ex-polícia acusado de balear Marielle Franco e que vive no mesmo condomínio que Bolsonaro.

A estação televisiva Globo, responsável por divulgar o conteúdo do depoimento, assegurou que, no seu testemunho às autoridades, o porteiro informou que a autorização de entrada no condomínio havia sido concedida, via intercomunicador, por Jair Bolsonaro. Contudo, o atual chefe de Estado estava nesse dia, 14 de março de 2018, em Brasília, a mais de mil quilómetros do Rio de Janeiro, como comprovam os registos oficiais do Congresso.

O porteiro, cuja identidade não foi divulgada pela polícia, prestou nesta terça-feira novas declarações, tendo reformulado a sua versão. O depoimento cedido esta semana à Polícia Federal faz parte do inquérito que apura se o funcionário cometeu crimes de obstrução da Justiça, falso testemunho e denúncia caluniosa contra o Presidente do Brasil.

A Polícia Federal abriu no início do mês um inquérito para investigar o depoimento, após o Ministério Público do Rio de Janeiro ter afirmado que o funcionário da urbanização mentiu nas suas declarações. “(O porteiro) mentiu. Pode ter sido por vários motivos. E esses motivos serão apurados”, indicou a procuradora Simone Sibilio. A procuradora disse ainda que o Presidente brasileiro não é investigado e que é vítima de acusações caluniosas.

Sibilio afirmou que os investigadores analisaram o livro de registos da entrada na urbanização, assim como as gravações do intercomunicador, e verificaram que a entrada de Queiroz foi autorizada por Lessa, e não por alguém que estava no interior da casa de Bolsonaro. “O facto é que as evidências provam que quem autorizou (a entrada no conjunto habitacional) foi Ronnie Lessa”, frisou a procuradora.

O assassínio a tiro de Marielle Franco e do seu motorista, Anderson Gomes, ocorrido em março de 2018, gerou uma grande comoção no Brasil. A vereadora, negra, homossexual e de uma favela, destacou-se pelo seu trabalho como defensora dos direitos humanos, e pelas suas denúncias contra a violência policial no Rio de Janeiro.

Em 12 de março, a polícia brasileira prendeu dois antigos agentes da Polícia Militar no Rio de Janeiro suspeitos pelos homicídios da vereadora e do motorista Anderson Gomes. Os suspeitos são Ronnie Lessa, um ex-polícia militar de 48 anos, e Élcio Queiroz, um militar expulso do exército de 46 anos, que será quem guiava o carro.

De acordo com os promotores do Gaeco, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o crime foi meticulosamente planeado durante os três meses que o antecederam. A investigação aponta que Ronnie fez pesquisas na Internet sobre locais que a vereadora frequentava.

Depois, o organismo que controla as movimentações financeiras no Brasil descobriu que foi feito um depósito de 100 mil reais (23.136,90 euros) na conta de um dos suspeitos.

As investigações à sua morte continuam a decorrer desde há 20 meses, mas falta ainda determinar quem foi o autor moral.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Óbvio que agora mudou a versão, já foi apertado para mudar o testemunho!
    Toda a gente sabe que o Bolsas está envolvido até ao tutano!
    BolsoM3rdas = Bosta de animal

RESPONDER

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …