Panama Papers apanham ex-ministro Ângelo Correia e revelam avenças a políticos

CV YouTube

Ângelo Correia

O ex-ministro Ângelo Correia, políticos da Madeira, elementos da família Champalimaud e o empresário Pedro Queiroz Pereira são os novos nomes revelados no âmbito da investigação aos Panama Papers.

O Expresso e a TVI continuam a divulgar dados sobre os documentos da Mossack Fonseca e Ângelo Correia, ex-ministro da Administração Interna do governo do PSD, é apanhado no processo, estando associado à offshore Anchorage Group Assets Limited, da qual foi administrador entre 2004 e 2005, quando estava afastado da política.

Ângelo Correia refere ao Expresso que não se lembra de nada. “Trabalhei para muita gente e pode ter sido que me tenham nomeado para essa empresa e eu tenha assinado”, refere o ex-ministro, enquanto o Expresso sublinha que a offshore em causa funcionava com acções ao portador, sendo assim impossível saber quem eram os seus verdadeiros donos.

O semanário avança ainda com novos dados relativamente à ES Enterprises, offshore considerada o “saco azul” do Grupo Espírito Santo (GES), notando que esta terá feito pagamentos “ocultos” durante mais de 20 anos, incluindo avenças a políticos.

O Ministério Público (MP) já terá na sua posse uma lista de mais de 100 pessoas, incluindo autarcas, funcionários públicos, gestores, empresários e jornalistas, que terão beneficiado destes alegados pagamentos ilícitos. Esta lista inclui os valores pagos e “há pagamentos elevados e outros de poucos milhares” e ainda “avenças mensais” que se prolongaram no tempo, sublinha o Expresso.

O semanário nota ainda que o GES surge associado a outro episódio suspeito, depois de buscas feitas no âmbito da Operação Furacão, na sede do Conselho Superior do GES, terem levado à apreensão de dois milhões de euros em notas, dinheiro que continuará num cofre de um tribunal, sem que tenha alguma vez sido reclamado ou que tenha sido explicada a sua proveniência.

Apanhados nos Panama Papers foram ainda os presidente e vice-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Tranquada Gomes e Miguel de Sousa, que surgem nos documentos como representantes legais de outras pessoas em offshores distintas, uma registada no Panamá e a outra nas Ilhas Virgens Britânicas.

Ambos garantem que nunca exerceram funções nesse âmbito. “Não passaram de actos banais da profissão de advogado”, diz mesmo Tranquada Gomes.

O empresário Pedro Queiroz Pereira, dono da Semapa e da Portucel, é outro dos nomes citados na investigação como detentor de duas offshores, uma das quais terá servido para pagar um contrato de aluguer de jactos privados com a Netjets, em 2006.

A família Champalimaud também é mencionada na investigação do Expresso, com os nomes de Luís de Mello Champalimaud, um dos filhos do patriarca António Champalimaud, e da sua neta, Sofia Charters Monteiro, associados a duas offshores diferentes e a contas no banco suíço UBS.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. É só corruptos e malfeitores de colarinho branco na política, que nos roubam todos os dias. Quantos milhões devem aos portugueses?

    • Não querida Josefina, eles, (os de colarinho branco) não devem nada aos portugueses, (embora tenham ficado sempre mais ricos, eles os filhos deles, os genros e os netos), mas os portugueses é que viviam acima das suas possibilidades e por isso devem pagar a divida até ao último cêntimo, com todos os juros exigidos pelos “amigos” agiotas, mesmo que Portugal, para além de ter perdido tudo o que eram empresas rentáveis, tenha que perder a sua própria independência.
      Deixe lá Josefina, talvez um dia destes, apareça outra vez um D. Afonso Henriques. e comecemos uma nova era de conquistas….Talvez os nossos netos, quem sabe?

  2. O Ângelo Correia… mas que admiração…!!!!! esse é um autêntico lobo vestido com pele de cordeiro. Desde a tecnoforma e por aí em diante… enfim… a roubalheira do costume. Se isto fosse um País, mais de metade dessa pandilha que nos governa (ou governou) devia era estar na prisão.

RESPONDER

Pandemia leva Easyjet a deixar em terra toda a frota de aviões

A companhia aérea easyJet anunciou esta segunda-feira que está a deixar toda a sua frota de aviões em terra até novo aviso devido ao colapso na procura por causa da pandemia de covid-19. Em comunicado, a …

Crise no setor de petróleo pode ser a pior dos últimos 100 anos

A crise no setor de petróleo pode ser a pior dos últimos 100 anos, antevê o presidente da Petrobras. O brasileiro calcula que o preço do barril de petróleo caia dos 40 para os 25 …

Ministro alemão encontrado morto "estava muito preocupado" com apoio à população

O ministro das Finanças do Estado alemão de Hesse, Thomas Schäfer, foi encontrado morto no sábado. O corpo do político estava nos carris de uma linha de comboios de alta velocidade, na cidade de Hochheim, …

Oposição denuncia sequestro de dois membros da equipa de Guaidó

Este domingo, a oposição venezuelana denunciou que alegados funcionários das forças de segurança sequestraram dois membros da equipa do líder da oposição, Juan Guaidó. Rafael Rico, do partido Vontade Popular, indicou que o sequestro teve lugar …

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …