“Maior sondagem” dá 12 pontos à coligação, restantes dão 5 ou 6

Manuel de Almeida / Lusa

-

A Marktest divulgou esta quarta-feira uma nova sondagem, com a maior amostra até agora recolhida nas legislativas, na qual a coligação Portugal à Frente obtém 41% dos votos, enquanto o PS se fica pelos 29%.

De acordo com a empresa de estudos de mercado Marktest, a coligação PSD/CDS poderá estar perto da maioria absoluta.

A Marktest recolheu as intenções de voto de 1607 pessoas, nos dias 22, 23 e 29 de Setembro, na que será até agora, segundo o Jornal de Negócios, a “maior sondagem das legislativas“,

A recolha da informação foi efectuada através de entrevista telefónica com recurso ao Sistema CATI.

Nesta sondagem, a coligação PSD/CDS recolhe 41% das intenções de voto, enquanto o PS obtém 28,6%  – uma diferença de 12 pontos, que coloca Pedro Passos Coelho e Paulo Portas perto de nova maioria absoluta.

Na mesma sondagem, a CDU recolhe 9,3% das intenções de voto, e o Bloco de Esquerda obtém 8,7%.

A percentagem de indecisos é elevada, na ordem dos 30%, e 6% dos inquiridos adiantaram que não tencionam votar.

PS recupera um ponto nas restantes sondagens

O Partido Socialista recuperou 1% de diferença nas intenções de voto manifestadas nas outras sondagens divulgadas esta quinta-feira, diminuindo para 6% a diferença na sondagem Intercampus e para 5% na sondagem Universidade Católica.

Segundo o jornal Sol, ambas as sondagens recolheram a opinião de cerca de 1000 pessoas.

Na sondagem da Intercampus para a TVI, Público e TSF, cujos resultados foram apurados numa votação em urna, a coligação PSD/CDS recolhe 38,4% e o PS obtém para 32,1% das intenções de voto, diminuindo a diferença de 7,2% para 6,3%.

Segundo a sondagem diária da Universidade Católica para a RTP, a coligação mantém a sua votação na ordem dos 39%, mas o PS apresenta uma subida nas intenções de voto para os 34%, diminuindo a diferença para os 5 pontos percentuais.

ZAP

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Nem vale a pena ir votar, o PUF já ganhou. Ontem na Tvi24 o apresentador Henrique Garcia e os dois jornaleiros foi um nojo, eu que não sou nem do PS

    • É mesmo essa a intenção da publicação destas sondagens.
      fazer com que quem pode fazer a diferença fique em casa já derrotado

  2. É que eu acredito-me mesmo nestas sondagens da treta…
    Eu dou oportunidade a um dos partidos novos e pequenos que apareceram há pouco tempo e com o qual me identifico com os seus ideais!
    Nunca votarei naqueles que afundaram o país desde há 40anos. Ainda há muita gente que precisa de se “formatar” e abrir novos horizontes…

  3. As sondagens serão derrotadas como têm sido em todos os países. Sondagens por telefone fixo? Quem tem telefone fixo hoje em dia? Só os velhinhos! E é muito fácil manipular sondagens, se telefonarem para o Restelo e Telheiras vão ter respostas muito diferentes de Chelas e Benfica.

    • E se passar por telheiras então a eurondagem dá maioria absoluta ao PS só à porta que é como quem diz à “boca” do pavilhão do sporting

  4. Como é que é possível 1.607 pessoas representarem o eleitorado de um pais com 9.485.604 eleitores (números de 2013)
    Façam lá essa sondagem a 1.607 alentejanos para ver se o resultado é igual!!!
    E os Tugas continuam a seguir estas tretas todas!

  5. São boas notícias sem duvida, vamos dar uma oportunidade a este país… Pode alguma coisa não estar a ser feita da melhor maneira, mas não tenho dúvidas que seria bem pior com outros partidos que apenas se preocupam com medidas eleitoralistas para ganhar votos e depois logo se vê… Vê-se a Troika, evidentemente!

  6. Caros responsáveis do ZAP (entidade anónima): quando fazem resumos de estudos estatísticos, neste caso, relativos a sondagens de opinião junto de eleitores, têm de ter mais cuidado com a contextualização e explicação adequada dos números que são referidos, caso contrário dá erro grosseiro. É que se somarem as percentagens dos diferentes indicadores do estudo da Marktest, tal como o artigo está apresentado, o resultado dá 123,6% !! Eu diria que se trata de um paradoxo estatístico ou talvez uma impossibilidade matemática, pois o total nunca pode ultrapassar 100%. Espero que concordem comigo…

    • Caro Jitter,
      Tem razão, o texto pedia uma nota explicativa.
      A percentagem de indecisos não pode ser somada às percentagens de intenções de votos, uma vez que normalmente estas últimas já incorporam a primeira, com as intenções dos indecisos distribuídas proporcionalmente em função das percentagens dos que manifestaram intenção de voto.

  7. As sondagens são todas manipuladas e sempre assim foi. Alguém acredita que são feitas com todo o rigor e seguem à risca todos os critérios necessarios para que sejam fiáveis e isentas? Basta acompanhar as sodagens da eurosondagens (do PS) para ver como as coisas vão acontecendo. Há pouco na TV, um comentador disse que só hoje a eurosondagens apresentou uma sondagem com um diferença de 5% de diferença entre a coligação e o PS. Até aqui colocaram sempre as coisas rés vés. Não é só este ano. Quando o buchachas concorreu com o tresmalhado pateta, este ficava sempre atrás do outro. Lembro-me de em 2011, longe ainda das eleições o PS estava sempre em alta. Nos últimos dias caíu a pique. Claro que se eles se enganarem muito em relação ao que depois acontece mesmo, a agência fica desacreditada, Quando se está muito longe da data respectiva podem arranjar montes de desculpas. Como há pouco um dos comentadores disse que o PS tem descido e a coligação tem crescido poa causa da campanha. Mas para mim são tudo tretas.

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …

Presidenciais EUA. Biden promete vacina gratuita para todos, Trump apela ao voto latino

Joe Biden e Donald Trump continuam em campanha eleitoral para a corrida à Casa Branca, numas eleições que estão agendadas para 3 de novembro. O candidato presidencial democrata Joe Biden prometeu esta sexta-feira que a vacina …

Há 72 concelhos com risco "muito elevado" de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso …

Nuno Melo estuda candidatura à liderança do CDS

O eurodeputado Nuno Melo não excluiu uma candidatura à liderança do CDS, avança este sábado o semanário Expresso. Confrontado pelo jornal, o eurodeputado não excluiu uma eventual candidatura à liderança dos centristas, dizendo apenas que "não …

Testes de diagnóstico já podem ser requisitados através do SNS24

O modelo de requisição de testes de diagnóstico à covid-19 através da linha de saúde 24 começou esta sexta-feira a funcionar, à semelhança dos meses mais complexos de março e abril, avançou a ministra da …

"Turbulência política", desvalorização do "vírus da China" e geopolítica. China, Irão e Rússia destroem Trump

As eleições presidenciais que se vão realizar no próximo dia 3 de novembro nos EUA têm despertado o interesse dos eleitores, mas não só. São vários os países do mundo que estão de olhos postos …

OE2021. Bloco prepara voto contra. PSD só salva proposta se Costa pedir desculpa

O Bloco de Esquerda prepara-se para votar contra o Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, avança este sábado o semanário Expresso. Governo e Bloco de Esquerda tem negociado nos últimos dias a proposta de …