/

Inglaterra e Rússia empatam e deixam País de Gales na frente do Grupo B

Guillaume Horcajuelo / EPA

-

O médio defensivo Eric Dier, formado no Sporting, marcou o golo da Inglaterra

Um golo de Vasili Berezutski, aos 90+2 minutos, permitiu hoje à Rússia chegar ao empate frente à Inglaterra (1-1), que se tinha adiantado por Eric Dier, aos 73 minutos, em jogo do Grupo B do Euro2016, em Marselha.

Após dominar em toda a primeira parte, só na segunda, e depois da Rússia ter equilibrado, é que a Inglaterra chegou à vantagem pelo ex-sportinguista Eric Dier, aos 73 minutos, na conversão de um livre em posição frontal à baliza.

Mas com o jogo já no período de descontos, e quando os ingleses pensavam que tinham contornado a tradição de não ganharem no jogo de estreia dos Europeus, a Rússia empatou pelo ‘capitão’ Vasili Berezutski, aos 90+2 minutos, através de um cabeceamento autoritário que levou a bola a sobrevoar toda a defesa inglesa.

A Inglaterra, que chegou ao Euro2016 com uma fase de apuramento imaculada, com 10 vitórias em 10 jogos, teve um início de jogo forte, ‘encostando’ completamente a equipa da Rússia às ‘cordas’, e dispôs de várias situações de perigo nos minutos iniciais.

Após um aviso de Delle Alli, com um remate de fora da área aos três minutos a passar ao lado da baliza russa, Adam Lallana, aos nove, correspondeu a uma boa solicitação de Kyle Walker e testou os reflexos do guarda-redes Igor Akinfeev, que se viu obrigado a ceder canto.

Sem conseguir segurar o ímpeto da seleção inglesa, a Rússia voltou a passar por um momento de aflição, num lance em que nem Dele Alli nem Harry Kane conseguiram visar a baliza.

A Rússia só aos 17 minutos conseguiu abrir um pouco o espartilho montado pela Inglaterra e criou uma situação de perigo através de um cabeceamento de Sergei Ignashevich, após livre cobrado por Oleg Shatov, que foi morrer nas luvas do guarda-redes Joe Hart, até então remetido à condição de espectador.

Adam Lallana, muito ativo, voltou a dispor de nova ocasião para importunar Igor Akinfeev, aos 20 minutos, e Rahem Sterling, aos 24, surgiu em boa posição dentro da área russa, mas foi desarmado ‘in extremis’ por Igor Smolnikov.

O ‘capitão’ Wayne Rooney, que aos 31 minutos deu uma ajuda à sua defesa e cortou na área um lance de perigo, no minuto seguinte inventou um espaço para as costas dos defesas russos e lançou Dele Alli, conquistando mais um pontapé de canto.

Aos 35 minutos, foi o próprio Rooney a disparar forte, mas à figura do guarda-redes russo, que defendeu com os punhos. Akinfeev voltou a corresponder com nova defesa com os punhos aos 42 ao corresponder a um centro remate de Dany Rose.

A Rússia surgiu melhor na segunda parte, conquistando a posse do meio-campo aos ingleses e dispôs de uma situação de perigo por Aleksandr Kokorin, aos 49 minutos, que teve o condão de deixar em alerta a seleção orientada por Rob Hogdson.

Aos 63 minutos, foi a vez de Fedor Smolov rematar com perigo à baliza de Joe Hart, num lance que teve o condão de fazer soar o alarme na seleção inglesa, que sentindo o perigo russo voltou a pegar no controlo do meio campo e na posse da bola.

Rooney, aos 71 minutos, colocou a seleção russa em sentido ao rematar em posição frontal, mas Akinfeev negou o golo com uma elástica defesa, que levou ainda a bola a embater na barra, para desespero dos ingleses.

Dois minutos depois, a Inglaterra chegou ao golo por intermédio do ex-sportinguista Eric Dier, na marcação de um livre em posição frontal para a baliza russa, que deixou o guarda-redes Akinfeev a seguir a trajetória da bola.

Com o golo de Dier, jogador que se estreou em 2015 na seleção inglesa e não fez nenhum jogo da fase de qualificação, a Inglaterra ficou com os três pontos na mão e perto de ganhar vantagem a um concorrente direto no apuramento quase obrigatório para os oitavos de final.

A Rússia chegou, no entanto, ao empate já no período de descontos, através de um cabeceamento de Vasili Berezutski, aos 90+2 minutos, e dispôs ainda de um lance, resolvido pelo guarda-redes Joe Hart, para criar nova situação de perigo.

Na próxima jornada do Grupo B, a Rússia defronta a Eslováquia, a 15 de junho, e a Inglaterra o País de Gales, a 16 de junho, seleção que se estreou hoje numa fase final de um Europeu com uma vitória e a liderança da ‘poule’.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 10 de Junho de 2016
França – Roménia, 2 – 1

Sábado, 11 de Junho de 2016
Albânia – Suíça, 0 – 1
País de Gales – Eslováquia, 2 – 1
Inglaterra – Rússia, 1 – 1

Domingo, 12 de Junho de 2016
Turquia – Croácia, 0-1
Polónia – Irlanda do Norte, 1-0
Alemanha – Ucrânia, 2-o

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segunda-feira, 13 de Junho de 2016
Espanha – Rep. Checa, 1-0
Rep. Irlanda – Suécia, 1-1
Bélgica – Itália, 0-2

Terça-feira, 14 de Junho de 2016
Áustria – Hungria, 17:00
Portugal – Islândia, 20:00

Futebol 365

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.