Costa recusa Bloco Central, mas vai jogar à esquerda e à direita

Hugo Delgado / Lusa

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa

O secretário-geral do PS considerou “atípica” e nada favorável à estabilidade política a mensagem ao país do Presidente da República, advertindo Cavaco Silva que não basta falar “com o líder do seu partido”, Pedro Passos Coelho.

Esta posição foi assumida pelo secretário-geral do PS no final da reunião da Comissão Política dos socialistas, depois de confrontado com o teor da comunicação ao país feita pelo Presidente da República, na terça-feira à noite, em que anunciou ter convidado Pedro Passos Coelho para iniciar diligências tendo em vista a formação de um novo Governo.

“O Presidente da República, se quer ser um promotor de diálogo, não deve considerar que é suficiente falar com o líder do seu partido”, disse o líder socialista, considerando que Cavaco Silva “deve promover a audição das diferentes forças políticas”.

António Costa também considerou que a ideia de um “bloco central” é “pouco saudável”, sublinhando que “diminui a possibilidade de geração de alternativas”.

O líder socialista frisa que recebeu da Comissão Política “mandato” para falar com todos os partidos, à Direita e à Esquerda, no sentido de “tentar encontrar boas soluções programáticas para o país”.

Acordo PSD/CDS-PP prevê entendimentos autónomos com o PS

Esta ideia de um “Bloco Central” parece também negada, à partida, pela Coligação PSD/CDS, o que se pode depreender do texto de acordo para a formação do governo a que a Lusa teve acesso.

O “Acordo de Governo e de colaboração mútua” entre PSD e CDS-PP estabelece que os dois partidos vão constituir “grupos parlamentares autónomos” que se comprometem a “votar solidariamente” a eleição do presidente da Assembleia da República, propostas de referendo e actos parlamentares que requeiram maioria absoluta ou qualificada, incluindo projectos de revisão constitucional.

O porta-voz do PSD, Marco António Costa, anunciou, entretanto, que Passos Coelho vai contactar António Costa com o intuito de “criar uma solução governativa que seja consistente” e assegure “estabilidade”.

Este encontro entre os lideres de PS e PSD deve ocorrer ainda durante esta semana.

Entretanto, o Bloco de Esquerda, pela voz da dirigente Mariana Mortágua, voltou a desafiar o PS para uma solução de Governo que “rompa com a austeridade”, reiterando que não será pelo seu partido que “a direita estará no poder” com minoria parlamentar.

Mariana Mortágua acusou ainda Cavaco Silva de fazer “pressão para um Governo de direita”.

Socialistas divididos

No seio do PS não parece haver um entendimento claro quanto à postura do partido neste processo. E se por um lado há quem defenda uma “negociação séria” com BE e PCP, como frisa João Soares, há quem seja contra esse possibilidade, nomeadamente Vera Jardim.

“Vejo o diálogo com a coligação PSD/CDS. Com a esquerda não vejo capacidade nenhuma de diálogo”, declarou o antigo ministro da Justiça Vera Jardim antes do início da reunião da Comissão Política socialista.

“Espero que o PSD e o CDS, por estes dias, tenham feito uma aprendizagem no sentido do compromisso necessário”, declarou ainda.

Em sentido contrário, João Soares defende uma “negociação séria” com BE e PCP para obter uma “maioria absoluta de esquerda” que permita ao país ter um governo “estável” durante quatro anos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ainda ontem no telejornal ouvi o alvaro beleza dizer “somos um partido social democrata” ora o acordo será PS+D, aliás como é habitual.

RESPONDER

Revelada causa da morte de 300 elefantes no Botsuana

O Governo do Botsuana anunciou, esta segunda-feira, que uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botsuana em meados deste ano. A causa da morte dos paquidermes foi determinada após …

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …