Amigo de Sócrates tentou usar parte dos milhões congelados pela Justiça

André Kosters / Lusa

O ex-primeiro-ministro José Sócrates

Carlos Santos Silva, sinalizado pelo Ministério Público (MP) como o principal testa de ferro de José Sócrates, tentou gastar parte dos 23 milhões de euros que repatriou da Suíça e aceder à conta com 8,5 milhões de euros apreendidos.

A notícia é avançada na edição desta quinta-feira do Correio da Manhã, que refere que o amigo do antigo primeiro-ministro pretendia pagar impostos da empresa Proengel I, no valor de 410 mil euros.

A defesa de Carlos Santos Silva pediu a “derrogação parcial da medida de apreensão do saldo bancário da conta BPI para o pagamento adicional de IRS”, conforme refere um requerimento anexado aos autos do processo, consultado pelo mesmo jornal.

Apesar de o arguido da Operação Marquês alegar que não tem fundos para liquidar o pagamento, o juiz Ivo Rosa não permitiu a utilização deste dinheiro, segundo o CM.

O saldo das contas bancárias foi apreendido a 17 de maio de 2016, no âmbito da investigação do processo Marquês. Com o colapso do Grupo Espírito Santo, Carlos Santos Silva foi obrigado a esconder dinheiro. A fortuna repatriada da Suíça, ao abrigo do perdão fiscal, passou para o BPI, Barclays e Caixa Geral de Depósitos.

O MP considera, no entanto, que “os montantes depositados no BPI não pertencem ao arguido Carlos Santos Silva”, e que, por esta razão, o alegado testa de ferro do antigo primeiro-ministro não pode usar o dinheiro para benefício pessoal. Para além disso, o procurador Rosário Teixeira sustenta, na resposta enviada ao Tribunal Central de Instrução Criminal, que a empresa Proengel I não é arguida nos autos.

O juiz Ivo Rosa ainda não tomou uma decisão. Num despacho, datado de 9 de janeiro, o magistrado refere que a quantia monetária depositada no BPI, de 8,5 milhões de euros, na acusação, foi perdida a favor do Estado dada a origem ilícita dos fundos. Depois, esclarece que ainda tomará uma posição no decorrer da instrução.

Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, foi acusado pelo MP da prática de 33 crimes, entre eles corrupção, branqueamento de capitais, fraude fiscal e falsificação de documentos. O empresário foi constituído arguido a 20 de novembro de 2014.

Inicialmente sujeito a prisão preventiva, a medida de coação foi alterada para prisão domiciliária com recurso a meios de vigilância eletrónica, em maio de 2015. Esta medida de coação cessou cinco meses depois por iniciativa do MP.

Carlos Santos Silva é casado com Inês do Rosário, que também foi acusada no processo Marquês, depois de ter sido apanhada em escutas a dizer que desconfiava da origem do dinheiro. Vai igualmente a julgamento.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. quem é vigarista e ladrão vai o ser p/ sempre. Se justiça houvesse esta gentalha teria de pagar TUDO o que ROUBOU e c/ JUROS. E ter o titulo de “persona no grata”.

  2. Deixem-me adivinhar: foi com o argumento de que o dinheiro é todo dele!
    Essa criatura, e o seu associado n.º 44, já tinham reiteradamente alegado isso no processo, conforme é do conhecimento público…

  3. Eu pergunto :
    1- ” Cadê os outros ” Em 4 anos ( desde o inicio da investigação do caso marquês ) , que eu saiba somente o senhor doutor ( da “mula ruça ” Armando Vara é que está preso.
    2 – Porque não prendem nem expropriam o Sr. Ricardo azedo, que prejudicou ( roubou ) dezenas de milhar de portugas como eu.
    Os senhores juizes e procuradores têm o ” rabo preso “. E neste caso são todos.
    3- Para quando justiça verdadeira.

RESPONDER

Rapariga enterrada com pássaro na boca intriga arqueólogos

Arqueólogos estão a tentar resolver o mistério de uma rapariga que foi enterrada, numa caverna na Polónia, há cerca de 300 anos, com a cabeça de um pássaro na boca. Embora o esqueleto desta rapariga tenha …

"Sinto-me bem". Christian Eriksen agradece apoio dos adeptos

O futebolista Christian Eriksen enviou esta terça-feira do hospital a sua primeira mensagem pública depois de ter sofrido uma paragem cardíaca em campo num jogo do campeonato europeu de futebol, agradecendo aos fãs os "incríveis" …

Cotrim Figueiredo diz que "foi um excelente arraial". PCP diz que IL "mordeu a língua"

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, não acata as críticas feitas ao arraial do partido, que diz ter sido "excelente". Aliás, até já está a pensar no próximo. "Vou dizer aqui uma coisa …

Portugal vai seguir a "lógica da escada" no Euro 2020?

Há 25 anos, a seleção nacional iniciou uma sequência curiosa em fases finais de Europeus de futebol. Se prolongar essa sequência, não vai passar dos quartos-de-final neste torneio. Ou só chegará aos oitavos-de-final. Portugal participou até …

Há pelo menos 8.700 alunos em isolamento por causa da covid-19

Há pelo menos 8.700 alunos em isolamento profilático por causa da covid-19. Só na região de Lisboa e Vale do Tejo são 6.407. Há, neste momento, pelo menos 8.700 alunos de quarentena, dos quais mais …

Sporting: equipa de futsal disputou 48 jogos e perdeu...zero

Turma de Alvalade recuperou o título nacional, na época em que foi campeão europeu e em que também venceu a Taça da Liga. Em 40 minutos, nunca perdeu. O Sporting é o novo campeão nacional de …

Produtos químicos presentes em alimentos e cosméticos reduzem fertilidade

As taxas de natalidade estão a diminuir no mundo inteiro. Em todos os países europeus, estão a cair os chamados "níveis de reposição populacional", ou seja, o número de filhos necessários por mulher para manter …

"Surreal". Problema informático na DGS atrasa resultados dos eventos-teste

Para já, ainda não foram tiradas conclusões dos quatro eventos-piloto de abril e maio, organizados pelo Governo em articulação com a DGS. Um problema informático pode estar na origem do atraso. Há uns meses foi avançado …

Costa contraria Marcelo, mas este avisa que o "Presidente nunca é desautorizado pelo primeiro-ministro”

O Presidente da República disse na segunda-feira que “por definição, o Presidente nunca é desautorizado pelo primeiro-ministro”, depois de António Costa ter dito que ninguém pode garantir que não se volta atrás no processo de …

Um em cada quatro portugueses deixou de recorrer ao SNS por receio da pandemia

Um em cada quatro portugueses deixou de recorrer ao Serviço Nacional de Saúde no ano passado, por medo de contagio com o novo coronavírus, e mais de dois terços consideram que o SNS tem respondido …