700 imigrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo

(dr)

Marinha italiana resgata imigrantes norte-africanos em Lampedusa

Cerca de 700 imigrantes estão desaparecidos no mar mediterrâneo, depois de a traineira onde viajavam com destino a Itália ter naufragado a 60 milhas da costa da Líbia, informam meios de comunicação social locais.

As mesmas fontes, citadas pelas agência EFE e AFP, acrescentam que terá sido um barco português a fazer uma chamada de emergência para a guarda costeira italiana, depois de ter salvo 28 sobreviventes, que terão relatado que o barco transportava outras 700 pessoas.

O barco que transportava os cerca de 700 imigrantes virou cerca das 00:00 de hoje, nas proximidades do sul da ilha italiana de Lampedusa.

Segundo a BBC, o primeiro-ministro de Malta Joseph Muscat já reagiu, dizendo que muitas pessoas poderão ter morrido no naufrágio, e a porta-voz da agência de refugiados da ONU, Carlotta Sami, adiantou que, “no momento, há receio de que se trate realmente de uma tragédia de grandes proporções.”

O jornal italiano Corriere della Sera refere que o navio que lançou o pedido de ajuda para o resgate nacional da Guarda Costeira tinha bandeira portuguesa, com o nome “King Jacob”, e salvou 28 dos imigrantes.

Um dos imigrantes salvos terá contado que a guarda costeira italiana recebeu uma chamada de socorro durante a noite, avisando que uma embarcação se encontrava em perigo.

Perante a impossibilidade de chegar a tempo, a guarda costeira pediu ajuda a um navio português que navegava na zona e que se desviou até ao local do naufrágio.

Quando o navio se aproximou da embarcação, os imigrantes “colocaram-se todos do mesmo lado da embarcação, provocando o naufrágio“.

Pelo menos 24 cadáveres foram já resgatados dos cerca de 700 imigrantes desaparecidos.

Segundo os órgãos de comunicação locais, os serviços da guarda costeira italianos e a marinha militar, em colaboração com a armada de Malta, terão já recolhido os corpos de 24 pessoas.

Marinha confirma envolvimento de navio português nas operações de salvamento

A Marinha Portuguesa confirmou este domingo à agência Lusa o envolvimento de um navio com bandeira portuguesa nas operações de buscas e salvamento do naufrágio no mar do mediterrâneo.

O porta-voz da Marinha, comandante Paulo Vicente, adiantou que o navio com bandeira portuguesa, com o nome “King Jacob”, está envolvido nas operações desde as 22:30 de sábado.

Segundo o mesmo responsável, o navio com bandeira portuguesa encontrava-se a navegar na zona do naufrágio, tendo sido contactado pelo Centro Coordenador de Buscas e Salvamento Marítimos de Itália para prestar assistência, uma obrigação que todos os navios têm quando existe situações graves.

O navio com bandeira portuguesa participa nas operações de buscas e salvamento juntamente com 30 navios e três helicópteros.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Afundem esses barcos todos assim que entrem em zona marítima Europeia. Ando eu a descontar para estes Giadistas entrarem na Europa e terem apoio social.

  2. Que andava um navio português a fazer ali? Andava a pescar ou à espera dos barcos que se afundam? Não há mais nada para fazer de útil ao serviço do país?

RESPONDER

Coreia do Sul organizou um espetáculo de luzes para agradecer e incentivar o uso de máscara

A Coreia do Sul tem sido dos países com maior sucesso no combate à pandemia de covid-19. Com receio de uma segunda vaga, o Governo organizou uma forma incomum de agradecer aos profissionais de saúde …

Desgostos e namoriscos com humanos. Aquário de Quioto expõe complexas relações dos pinguins num fluxograma

O Aquário de Quioto, antiga capital do Japão, tem um fluxograma onde expõe as relações dos seus pinguins. Entre diferenças de idade, desgostos de amor e até namoriscos com humanos, as relações entre estes animais …

O sangue azul do caranguejo-ferradura é fundamental para a vacina da covid-19. Mas há um problema

O sangue azul do caranguejo-ferradura pode ser um elemento muito importante para encontrar a vacina para a covid-19, mas há um grande senão. O sangue azul do caranguejo-ferradura (Limulus Polyphemus) é a única fonte natural conhecida …

Jovem guarda-redes russo atingido por raio durante um treino

Ivan Zakborovsky, um jovem guarda-redes russo, está em coma induzido. O clube já revelou que o atleta não corre perigo. Ivan Zakborovsky, um guarda-redes de apenas 16 anos do Znamaya Truda, da Rússia, foi atingido por …

Elegante, leve e com fibra de carbono. O Tyr quer ser diferente de todos os outros caiaques

Embora os caiaques com assento se tenham tornado muito populares entre os pescadores, a maioria dos barcos é bastante tubular, pesada e de plástico. O Tyr da Apex Watercraft é diferente por ser elegante, leve …

2029 Majestic, a mota elétrica futurista com um design centenário

A 2029 Majestic é inspirada no modelo original de 1929, mas tem um motor elétrico e peças impressas em 3D. É o casamento ideal entre tecnologia e a tradição. Em 1929, Georges Roy criou a Majestic, …

Fernando Alonso regressa à Fórmula 1 com a Renault

O piloto espanhol Fernando Alonso vai regressar à Fórmula 1 depois de ter abandonado a modalidade em 2018. Assina agora um contrato de dois anos com mais um de opção. A escuderia Renault anunciou esta quarta-feira …

China reitera que não participará no diálogo EUA/Rússia para reduzir arsenal atómico

A China reiterou, esta quarta-feira, que não entrará nas negociações entre os Estados Unidos e a Rússia para um novo acordo que limite a quantidade de armas nucleares, e acusou Washington de “constituir uma ameaça”. Pequim …

Traumas na infância e um pai "sociopata". As revelações do livro da sobrinha de Trump

O livro de memórias de Mary Trump, sobrinha do Presidente norte-americano Donald Trump, já chegou às mãos de vários jornalistas nos Estados Unidos. A data de publicação está marcada para dia 14 de julho. No livro, …

Rússia detém antigo jornalista por acusações de traição

O ex-jornalista Ivan Safronov, assessor do diretor da agência espacial russa Roscosmos, foi detido esta terça-feira e acusado de traição. Esta terça-feira, as autoridades russas prenderam um antigo jornalista que trabalhava agora como assessor do chefe …