700 imigrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo

(dr)

Marinha italiana resgata imigrantes norte-africanos em Lampedusa

Cerca de 700 imigrantes estão desaparecidos no mar mediterrâneo, depois de a traineira onde viajavam com destino a Itália ter naufragado a 60 milhas da costa da Líbia, informam meios de comunicação social locais.

As mesmas fontes, citadas pelas agência EFE e AFP, acrescentam que terá sido um barco português a fazer uma chamada de emergência para a guarda costeira italiana, depois de ter salvo 28 sobreviventes, que terão relatado que o barco transportava outras 700 pessoas.

O barco que transportava os cerca de 700 imigrantes virou cerca das 00:00 de hoje, nas proximidades do sul da ilha italiana de Lampedusa.

Segundo a BBC, o primeiro-ministro de Malta Joseph Muscat já reagiu, dizendo que muitas pessoas poderão ter morrido no naufrágio, e a porta-voz da agência de refugiados da ONU, Carlotta Sami, adiantou que, “no momento, há receio de que se trate realmente de uma tragédia de grandes proporções.”

O jornal italiano Corriere della Sera refere que o navio que lançou o pedido de ajuda para o resgate nacional da Guarda Costeira tinha bandeira portuguesa, com o nome “King Jacob”, e salvou 28 dos imigrantes.

Um dos imigrantes salvos terá contado que a guarda costeira italiana recebeu uma chamada de socorro durante a noite, avisando que uma embarcação se encontrava em perigo.

Perante a impossibilidade de chegar a tempo, a guarda costeira pediu ajuda a um navio português que navegava na zona e que se desviou até ao local do naufrágio.

Quando o navio se aproximou da embarcação, os imigrantes “colocaram-se todos do mesmo lado da embarcação, provocando o naufrágio“.

Pelo menos 24 cadáveres foram já resgatados dos cerca de 700 imigrantes desaparecidos.

Segundo os órgãos de comunicação locais, os serviços da guarda costeira italianos e a marinha militar, em colaboração com a armada de Malta, terão já recolhido os corpos de 24 pessoas.

Marinha confirma envolvimento de navio português nas operações de salvamento

A Marinha Portuguesa confirmou este domingo à agência Lusa o envolvimento de um navio com bandeira portuguesa nas operações de buscas e salvamento do naufrágio no mar do mediterrâneo.

O porta-voz da Marinha, comandante Paulo Vicente, adiantou que o navio com bandeira portuguesa, com o nome “King Jacob”, está envolvido nas operações desde as 22:30 de sábado.

Segundo o mesmo responsável, o navio com bandeira portuguesa encontrava-se a navegar na zona do naufrágio, tendo sido contactado pelo Centro Coordenador de Buscas e Salvamento Marítimos de Itália para prestar assistência, uma obrigação que todos os navios têm quando existe situações graves.

O navio com bandeira portuguesa participa nas operações de buscas e salvamento juntamente com 30 navios e três helicópteros.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Afundem esses barcos todos assim que entrem em zona marítima Europeia. Ando eu a descontar para estes Giadistas entrarem na Europa e terem apoio social.

  2. Que andava um navio português a fazer ali? Andava a pescar ou à espera dos barcos que se afundam? Não há mais nada para fazer de útil ao serviço do país?

Responder a vigia Cancelar resposta

Autópsias de infetados com covid-19 mostram coágulos sanguíneos em vários órgãos

Investigadores do Centro Médico Langone de Nova Iorque, nos Estados Unidos, analisaram as autópsias de várias pessoas infetadas com covid-19 que mostram a presença de vários sanguíneos em vários órgãos, Na nova investigação, cujos resultados foram …

Abundância de metais raros aponta para uma estrela companheira desaparecida da supernova Cassiopeia A

Uma análise espectroscópica por astrofísicos do instituto RIKEN (Japão) sugere que a estrela massiva que explodiu para formar a supernova conhecida como Cassiopeia A provavelmente tinha uma estrela companheira que ainda não foi descoberta. Isto …

BMW vai começar a cobrar mensalidade pelo smart cruise e aquecedores de assentos

A BMW vai começar a cobrar uma mensalidade ou anuidade aos condutores por várias funcionalidades opcionais dos seus automóveis. Smart cruise, faróis inteligentes e aquecedores de assentos são algumas funções que passarão a ser cobradas periodicamente …

Uma boa higiene oral ajuda a travar a covid-19. Os especialistas explicam porquê

Especialistas espanhóis defendem que uma boa higiene oral ajuda a travar a covid-19, uma vez que o novo coronavírus se concentra inicialmente no nariz e boca, sendo também expelido através destas vias. "Na fase inicial …

"Muito angustiado". Papa diz sofrer com a transformação de Santa Sofia em mesquita

O Papa Francisco afirmou este domingo estar "muito angustiado" com a conversão, decidida pela Turquia, da antiga basílica de Santa Sofia numa mesquita, após a oração dominical do Angelus. “O mar leva o meu pensamento um …

Gestor de ativos norte-americano diz que o ouro é o "verdadeiro bitcoin" (e explica porquê)

Um gestor de ativos norte-americano disse, em entrevista à CNBC, que acredita que o outro é o "verdadeiro bitcoin" - e explicou porquê. O preço do ouro, "investimento-refúgio" racional para investidores em tempos de crise …

Fortuna de Jeff Bezos não pára de engordar. Acabou de atingir um novo recorde

A fortuna do fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezzos, acaba de quebrar um novo recorde ao atingir os 182,6 mi milhões de dólares. Os números foram avançados esta semana pela revista Forbes, que detalha que …

Portugal não pode chegar ao inverno com a situação atual, alerta epidemiologista

Portugal corre o risco de não conseguir responder a um ressurgimento de casos de covid-19 no inverno, afirmou este sábado o médico de Saúde Pública Ricardo Mexia, considerando que o país não pode chegar a …

Pela primeira vez, nasceu um raro par de elefantes gémeos no Sri Lanka

Um raro par de elefantes gémeos foi encontrado num parque nacional no Sri Lanka. É a primeira vez que o país regista crias gémeas, que são extremamente raros em elefantes. Os dois animais, que terão entre …

Teste aos forcados e lotação reduzida. Publicadas as novas regras para as touradas

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do sector que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma acualização às normas discutidas com a DGS. “O que …