UE admite intervenção militar contra traficantes de imigrantes

Os chefes de Estado e de governo da União Europeia vão solicitar na quinta-feira o início dos preparativos para uma operação militar destinada a destruir as embarcações dos traficantes de imigrantes, refere o projecto da resolução.  

O projecto em discussão, divulgado pelas agências internacionais, solicita aos líderes europeus que desenvolvam “esforços sistemáticos para identificar, capturar e destruir as embarcações antes que sejam utilizadas pelos traficantes” no Mediterrâneo.

A Alta representante para a política externa e de segurança da União, Federica Mogherini, “é convidada para iniciar de imediato os preparativos para uma eventual operação de segurança e defesa para este efeito, de acordo com a lei internacional”, acrescenta o projecto de resolução.

As primeiras consultas sobre esta proposta demonstram “uma vontade política de emitir este forte sinal”, disse à agência noticiosa AFP uma fonte próxima do dossiê.

“Não podemos ser sérios caso não tenhamos em consideração o pedido de Mateo Renzi“, afirmou um alto responsável europeu.

O chefe do governo italiano solicitou que fosse examinada a possibilidade de efectuar “intervenções precisas” contra os traficantes na Líbia, que se tornou no país de embarque de migrantes e candidatos a asilo em direcção a Itália e Malta.

Caso seja aceite, a organização desta operação militar europeia seria uma decisão inédita no combate à imigração clandestina.

“A sua concretização levará tempo”, advertiram diplomatas envolvidos nas conversações. “Vão ser necessários planos operacionais, e depois mobilizar os meios militares”, explicaram.

A missão militar da UE contra a pirataria ao largo das costas somalis, Atalante, foi desencadeada em 2008, mas as primeiras acções contra as embarcações piratas apenas ocorreram em 2011-22012, recordou o eurodeputado francês Arnaud Danjean.

Para destruir as embarcações na Líbia será necessário um mandato jurídico” das Nações Unidas, sublinhou.

“A possibilidade de acção em terra fornecida à força naval Atalante na Somália quase nunca foi utilizada, porque não é tão simples”, explicou.

O apelo para novas medidas e a pressão sobre os líderes europeus aumentou após o devastador naufrágio no domingo que terá provocado a morte de cerca de 800 imigrantes provenientes da Líbia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …

Ryanair e Wizz Air multadas por restrições na bagagem de mão

A autoridade da concorrência italiana aplicou nesta quinta-feira uma multa de três milhões de euros à companhia aérea Ryanair e de um milhão de euros à Wizz Air, outra low cost, pelo suplemento aplicado à …