Vieira da Silva nega conhecimento da gestão da Raríssimas e pede inspeção urgente

Tiago Petinga / Lusa

Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social garante que desconhecia denúncias de gestão danosa e pede uma inspeção global urgente ao funcionamento da Raríssimas.

Vieira da Silva, vice-presidente da Assembleia Geral da Raríssimas entre 2013 e 2015, decidiu dar uma conferência de imprensa, esta segunda-feira, sobre a polémica que envolve a Raríssimas, instituição criada para apoiar cidadãos portadores de doenças raras e deficiências mentais.

O ministro anunciou que o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) pediu uma inspeção global urgente ao funcionamento da associação sem fins lucrativos, devido ao “justificado alarme” provocado pela divulgação de alegadas irregularidades na gestão financeira.

A inspeção foi solicitada à Inspeção-Geral e decorrerá já nos próximos dias. Uma equipa irá “avaliar todas as dimensões da instituição”, explicou Vieira da Silva.

Durante a conferência de imprensa, o ministro aproveitou para esclarecer que ocupou o cargo de vice-presidente da assembleia geral da Raríssimas entre 2013 e 2015 apenas por “compromisso cívico” sem receber qualquer tipo de “contrapartida financeira”.

De acordo com Público, sobre a eventual gestão danosa da instituição, o ministro garante que não teve qualquer tipo de informações.

“Relativamente às denúncias que foram feitas e divulgadas de gestão danosa nesta instituição, não tive, nem teve a minha equipa, nenhuma informação em particular do que foi divulgado pela TVI. Nunca recebi nenhuma indicação sobre atos de gestão danosa nessa instituição”, garantiu.

Também a Procuradoria-Geral da República avançou que o Ministério Público recebeu uma denuncia anónima e está, agora, a investigar a instituição.

“Confirma-se a existência de um inquérito a correr termos no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa. Não tem arguidos constituídos. As investigações relacionadas com a matéria tiveram início em finais de Novembro e origem numa denúncia anónima”, refere a PGR.

Segundo a reportagem da jornalista Ana Leal, está em causa a utilização de dinheiro da Raríssimas, por parte da presidente, para compra de vestidos de alta costura, deslocações fictícias e de gastos pessoas em supermercados.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

“Voltaremos a encontrar-nos”. Isabel II relembra a 2.ª Guerra Mundial e fala de um desafio "diferente"

A rainha Isabel II salientou este domingo, numa mensagem televisiva, que a pandemia Covid-19 é um desafio "diferente" de outros enfrentados pelo Reino Unido e exortou os britânicos a respeitar o confinamento. "Embora já tenhamos enfrentado …

CTT recuam. Não vão propor a distribuição de dividendos de 2019

O Conselho de Administração dos CTT - Correios de Portugal, SA informaram esta segunda-feira que já não vão propor à Assembleia Geral de Acionistas a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019, como previsto, …

Há enfermeiros sem treino a trabalhar nos cuidados intensivos

A presidente do Sindicato de Todos os Enfermeiros Unidos (SITEU), Gorete Pimentel, denuncia que há enfermeiros sem treino a trabalhar em unidades de cuidados intensivos. "São necessários três a quatro meses para que um enfermeiro seja …

Ronaldo vai tornar-se o primeiro bilionário no mundo do futebol

Cristiano Ronaldo vai faturar cerca de 90 milhões de euros este ano. Isto faz com que o futebolista português atinja os mil milhões de euros em receitas durante a sua carreira. Embora Cristiano Ronaldo tenha sido …

Tribunais adiaram mais 50 mil diligências num mês

A pandemia de covid-19 obrigou os tribunais portugueses a adiar 2.445 diligências e a anular outras 28.957, escreve o jornal Público. Ao todo, foram desmarcadas 51.402 diligências, frisa o matutino na sua edição desta segunda-feira, …

311 mortes e uma subida de 4% nos casos confirmados em Portugal. Recuperados quase duplicaram

O número de mortes em Portugal relacionadas com a Covid-19 ultrapassou a barreira das 300, situando-se nas 311 vítimas, mais 16 do que no domingo. O número de recuperados também cresceu para 140. Os casos …

"Uma vergonha para o país". Morte de ucraniano leva a "mudanças profundas" no funcionamento do SEF

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse esta segunda-feira que vai haver “mudanças profundas no modelo de funcionamento do Centro de Instalação Temporária do SEF no aeroporto de Lisboa, na sequência do caso da …

City abre processo a Kyle Walker por festa com prostitutas durante quarentena

Kyle Walker, futebolista do Manchester City, viu o clube instaurar-lhe um processo disciplinar, depois de este ter, alegadamente, quebrado a obrigação de confinamento devido à COVID-19 numa festa com prostituas. “Os futebolistas são modelos a seguir …

"Digam aos accionistas que não há nada para ninguém". Marcelo apela à Banca (ou deixa que o Governo suspenda os lucros)

O Presidente da República reúne-se, nesta segunda-feira, com os cinco maiores bancos a actuar em Portugal para apelar à sua "sensatez" para agilizarem os empréstimos às empresas e às famílias depois de terem recebido milhões …

FC Porto à caça em Famalicão por Uros Racic

O FC Porto está atento à possível contratação de Uros Racic. O jogador tem-se destacado ao serviço do Famalicão e pode mudar-se para o Dragão a um preço acessível. Até à interrupção das competições, o Famalicão …