Raríssimas processa Paula Brito e Costa (e exige 384 mil euros)

A Raríssimas – Associação Nacional de Doenças Mentais e Raras está a exigir 384.618 euros e 13 cêntimos à fundadora e ex-presidente, Paula Brito e Costa.

Este valor, avançado pelo Correio da Manhã, está incluído no processo que deu entrada na passada quarta-feira no tribunal de Loures. Em causa estarão despesas de alimentação e de transporte pagas indevidamente pela IPSS à então presidente, afastada em dezembro de 2017 depois de denúncias de gestão danosa.

Em março, a Raríssimas, agora presidida por Sónia Laygue, já tinha revelado que a ex-presidente estava a dever cerca de 350 mil euros à associação, mas só agora o processo deu entrada na justiça.

De acordo com a denúncia tornada pública há cinco meses, através de um relatório divulgado na página da IPSS, no âmbito do processo disciplinar instaurado à ex-presidente foi identificado o pagamento de várias despesas não relacionadas com a atividade da Raríssimas, para além do reembolso de despesas de alimentação em simultâneo com o pagamento do subsídio de refeição e do pagamento de quilómetros por deslocações que nunca terão chegado sequer a ser feitas.

Apesar de estes pagamentos, de acordo com a associação, terem sido feitos tanto a Paula Brito e Costa como ao seu marido – que, tal como o filho de ambos, foi funcionário da Raríssimas -, o nome da ex-presidente é o único visado no processo. Paula Brito e Costa recebia cerca de três mil euros por mês e está indiciada por recebimento indevido de vantagem, peculato e falsificação de documento.

O CM recorda que também o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, esteve envolvido na polémica. Além da relação pessoal com a ex-presidente da instituição, Vieira da Silva omitiu, no seu registo de interesses que, entre 2013 e 2015 foi vice-presidente da Assembleia-Geral da associação. A par desta polémica, a Segurança Social terá recebido várias denúncias sobre a gestão da instituição, mas nenhuma foi investigada.

Também Manuel Delgado, antigo secretário de Estado da Saúde, demitiu-se a 12 de dezembro de 2017, dias depois de ter sido revelado o escândalo da Raríssimas. Entre 2013 e 2014, foi consultor da associação e ganhava três mil euros por mês.

A Raríssimas foi fundada em abril de 2002 e tem como finalidade apoiar pessoas com doenças raras.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois… neste país, rouba-se descaradamente, são descobertos e fica por isso mesmo – os ladrões em liberdade, gozando o dinheiro que roubaram às claras e é assim. È ou não um país de ladrões???? Vergonha…

  2. É mais uma prodidão dos xuxas.
    Agora peça ao “ministro” que lhe abone um subsidio para o reembolso..
    É preciso coragem e falta de decoro, para andar a gastar o nosso dinheiro em luxos, através de uma instituição de solidariedade, apoiada com fundos públicos.

RESPONDER

A primeira forma vida alienígena que encontrarmos será (muito provavelmente) inteligente

A primeira forma de vida alienígena que vier a ser encontrada pelo Homem será, muito provavelmente, inteligente, de acordo com um especialista do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI). A procura de vida para lá da …

Hackers podem "roubar" satélites e fazê-los colidir, alerta cientista

Um especialista da Universidade de Denver, nos Estados Unidos, alertou recentemente que eventuais vulnerabilidades em satélites artificiais em órbita podem vir a ser exploradas por piratas informáticos (hackers). Mais de 50 anos depois do lançamento do …

Benfica 3-3 Shakhtar D. | "Águia" permeável diz adeus à Europa

Todos eliminados. Os quatro clubes portugueses caíram todos nos 16 avos-de-final da Liga Europa, o último dos quais o Benfica. Após a derrota por 2-1 na Ucrânia, frente ao Shakhtar, os “encarnados” receberam os comandados de …

Encontrado túmulo milenar de príncipe com coleção de peças valiosas

Em Corinaldo, perto da costa do Adriático, no norte da região italiana de Marche, a descoberta de um túmulo do século VII a.C. trouxe luz a diversos aspetos da Cultura Picena. Os picentinos foram um povo …

Vacina contra o coronavírus não chega a tempo de travar epidemia

Uma eventual vacina eficaz no combate ao novo coronavírus não deverá chegar a tempo de travar a epidemia, saliente o infecciologista Vítor Laerte. O surto de coronavírus, originário de Wuhan, tem-se espalhado aos poucos por todo …

Força Espacial de Trump trabalha "bem de perto" com Musk e Space X

A Força Espacial dos Estados Unidos, cuja criação foi anunciada pelo Presidente norte-americano em junho de 2018, está a desenvolver os seus trabalhos "bem de perto" com o multimilionário Elon Musk e a sua empresa …

Istanbul B. 4-1 Sporting | "Leão" deixa fugir os dois pássaros

O Sporting disse adeus à Liga Europa, ao cair na Turquia, frente ao Istanbul Basaksehirk após prolongamento, com um resultado de 4-1, e 5-4 no conjunto das duas mãos. Após a vitória por 3-1 em Alvalade, …

Fábio Silva: "No Benfica sempre foram impecáveis comigo"

O jovem avançado de 17 anos do FC Porto, Fábio Silva, recordou a passagem pela formação do SL Benfica, confessando que lá todos o trataram muito bem. Em entrevista ao jornal Vivacidade, Fábio Silva, jovem jogador …

Montijo: Rio defende que ao PSD “não lhe compete fazer rigorosamente nada"

O presidente do PSD, Rui Rio, defendeu hoje que é ao Governo que cabe negociar com as Câmaras que se opõem ao futuro aeroporto do Montijo e que aos sociais-democratas “não compete fazer rigorosamente nada”. “Ao …

Canibalismo entre ursos polares está a aumentar (e parte da culpa é nossa)

A falta de alimento, o degelo e o aumento da presença humana são alguns fatores que estão a fazer disparar os casos de canibalismo entre ursos polares no Ártico. Ilya Mordvintsev, especialista em ursos polares no …