Tolerância de ponto para ver o Papa fecha escolas e adia cirurgias e julgamentos

-

A tolerância de ponto concedida pelo Governo aos funcionários públicos, para o dia da visita do Papa a Portugal, vai obrigar ao adiamento de vários serviços, nomeadamente de cirurgias e consultas programadas e de audiências de julgamento.

A decisão de conceder tolerância de ponto à Função Pública para o próximo dia 12 de Maio, aquando da visita do Papa Francisco a Portugal, para assinalar as comemorações do centenário das Aparições de Fátima, vai parar vários serviços.

Os portugueses podem esperar escolas fechadas, audiências de julgamento adiadas, cirurgias e consultas atrasadas para data posterior.

A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, pela voz de Alexandre Lourenço, confirma à TSF que vai ser preciso remarcar consultas e cirurgias já programadas, em todo o país.

“Os serviços mínimos estão assegurados e os hospitais vão continuar a funcionar”, salienta Alexandre Lourenço, mas “existindo tolerância de ponto e se os funcionários optarem por segui-la, o que por norma acontece”, as cirurgias e consultas “terão de ser adiadas”.

No caso das cirurgias, são situações que implicam a intervenção de mais do que um profissional, pelo que bastará uma pessoa da equipa aderir à tolerância de ponto para inviabilizar a realização do procedimento.

Assim, Alexandre Lourenço repara que é preciso iniciar os agendamentos das novas datas o quanto antes, “evitando qualquer transtorno para os doentes”.

A presidente da Associação Sindical de Juízes, Manuela Paupério, destaca também na TSF que a tolerância de ponto vai obrigar a que várias audiências de julgamento tenham que ser remarcadas, uma vez que todos os serviços não urgentes serão adiados.

Seria “grande insensibilidade” não dar tolerância

Alguns deputados do PS já vieram criticar o Governo pela decisão de decretar a tolerância de ponto para a visita do Papa. António Costa reagiu notando que é uma decisão “natural”.

O primeiro-ministro considerou mesmo que seria uma “grande insensibilidade” se o Governo não concedesse tolerância de ponto.

“É natural que muitos portugueses desejem participar na visita do Papa Francisco a Portugal, um momento que distingue o país. Por isso, também é natural que o Governo dê tolerância de ponto para facilitar quem deseja participar nas cerimónias o possa fazer e diminuam as condições de congestionamento”, começou por dizer António Costa.

“Tenho um grande à-vontade sobre esta matéria, porque não só defendo a laicidade, como não sou crente, mas respeito a crença dos outros e não ignoro que muitos portugueses perfilham a fé católica e que muitos portugueses desejarão estar em Fátima”, acrescentou depois, o governante.

Confrontado com as críticas feitas a esta decisão do Governo pelo deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro, conotado com a ala esquerda do PS, António Costa desdramatizou, argumentando que “as críticas são todas legítimas”.

“Agora, a liberdade religiosa e a laicidade implicam também o respeito pelas crenças dos outros. Eu não sou crente, mas respeito as crenças dos outros”, frisou.

PSD e CDS concordam com o Governo

O PSD e o CDS-PP já afirmaram concordar com a decisão do Governo. “Para acontecimentos excecionais, tomam-se medidas excecionais”, disse à Lusa o deputado do PSD Duarte Pacheco, recusando a ideia de que, com esta medida, se está a colocar em causa o Estado laico.

O Governo “compreendeu que o país é maioritariamente católico” e que, em Fátima, com a visita do Papa, o centenário das aparições e a canonização de dois pastorinhos, “é um acontecimento excecional”, acrescentou Duarte Pacheco.

Pelo CDS, o deputado Filipe Anacoreta Correia também concorda com a decisão, interpretando-a como o “reconhecimento da importância do Papa Francisco, da Igreja Católica em Portugal” e da ideia de que “esta visita mexe com milhares de pessoas que vão deslocar-se a Fátima”.

“O Governo teve a preocupação de se associar a uma circunstância de grande alegria para os portugueses”, concluiu.

O Papa Francisco visita Fátima a 12 e 13 de maio para canonizar os dois pastorinhos Jacinta e Francisco, no centenário das “aparições” na Cova da Iria, em 1917. Tem também encontros agendados com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e com o primeiro-ministro, António Costa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Ja q és o 1º ministro de todos os portugueses devias de os representar, assim ao dar tolerância de ponto é somente p/ os FP, os outros trabalhadores são escravos, não fazem parte da classe de trabalhadores deste país. Já que é para todos devia ser feriado nacional assim é q é para todos os portugueses. Numa democracia devia de ser assim…

    • Antes de dar a tal tolerância de ponto deveria era ter pensado nos Serviços que vão afectar grande parte dos portugueses, principalmente na área da saúde, o que é bem mais importante do que a vinda do Papa, a Portugal!
      O que interessa a vinda do Papa, a uma grande parte dos Portugueses? Francamente.

      • Perante tanta preocupação, justíssima, pela saúde, pela justiça, etc, deixo a seguinte pergunta:quantas cirurgias, julgamentos,consultas, audiências, inaugurações, etc. foram adiadas com o retomar, pelo atual Governo, dos QUATRO dias de feriado que o Governo anterior tinha eliminado ?

  2. Tem toda a razão. É lamentável…. tolerância de ponto????? Quanto vai custar aos outros “desgraçados” a quem não é dada tolerância? São sempre os mesmos a pagar. É assim em Portugal!

  3. Não me digam que é o Papa o responsável pelo adiamento das cirurgias ?
    Decidir tolerância de ponto ( mas para todos ) é sem dúvida um gesto de respeito.
    Mas perguntem ao Papa se é essa a sua vontade . Ele que tanto tem falado e tanto tem lutado pelo bom e contínuo serviço aos outros.
    A grande alegria do Papa é vir como peregrino de Nossa Senhora – não como um estorvador dos nossos deveres.
    Nós é que somos uns aproveitadores … e uns faltosos.

Responder a TSMC Cancelar resposta

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …

"Tiro da rua muitos miúdos". Ex-Benfica cria clube com ajuda de Saviola, Di María e Maxi

O ex-Benfica José Shaffer criou um clube na Argentina, onde diz que tira muitos miúdos da rua. O antigo futebolista conta com o apoio de Saviola, Di María e Maxi Pereira. José Shaffer foi campeão nacional …

Mapa mostra queda abrupta da poluição na Península Ibérica

Um mapa desenvolvido por uma equipa da Universidade Politécnica de Valencia, em Espanha, mostra a diminuição da poluição do ar na Península Ibérica em 10 dias. Com as fábricas encerradas, menos automóveis nas estradas e as …