Polícia usa gás pimenta contra os lesados do BES

Mário Cruz / Lusa

Lesados do BES em confrontos com a polícia num protesto em frente à sede do Novo Banco

Um grupo de lesados do papel comercial do Banco Espírito Santo (BES) voltou a protestar, nesta quarta-feira, junto à sede do Novo Banco em Lisboa. Houve confrontos com a polícia que recorreu a gás pimenta para dispersar os manifestantes.

O protesto foi convocado pela Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial do BES (AIEPC) e motivou o corte de trânsito na rua que circunda a sede do Novo Banco na capital.

Os manifestantes usavam apitos, tambores e cartazes, onde se podia ler “Novo Banco – o ladrão das minhas poupanças” e “Desistir nunca”.

Na zona do protesto há um forte dispositivo policial com várias carrinhas da PSP.

O advogado que representa a AIEPC interpôs este verão uma providência cautelar contra o Banco de Portugal e o Fundo de Resolução, na qual os clientes exigem que o banco central informe o comprador do Novo Banco do montante de papel comercial devido aos cerca de 2.500 subscritores, que ronda os 530 milhões de euros, ou seja, que inclua esse montante como uma imparidade nas contas da instituição financeira.

A 03 de agosto do ano passado, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado ‘banco mau’ (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição, que foi designado Novo Banco.

No início do mês, o Banco de Portugal anunciou que terminou sem acordo o período de negociação com o potencial comprador do Novo Banco, apontado pela imprensa como sendo a chinesa Anbang. A imprensa noticia entretanto que o supervisor vai agora negociar com o outro concorrente chinês, a Fosun, mantendo-se ainda uma terceira proposta vinculativa válida, a dos norte-americanos da Apollo.

Na altura, o advogado de lesados do BES disse que os seus clientes estão satisfeitos com a possibilidade de a Fosun liquidar parcialmente o investimento, caso compre o Novo Banco, mas garantiu que continuarão em tribunal até recuperarem todo o dinheiro.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Será que não houve nenhum polícia a ficar sem as suas poupanças?!
    E porque raio o Estado, que dá de mão beijada dinheiro as estes banqueiros parasitas da sociedade (p.ex.BPN) e às pessoas que perderam as poupanças de uma vida, dá ZERO?!
    Reclamam e com muita razão! Depois admiram-se que as pessoas percam a cabeça… Coitadas, não queria estar no lugar delas.

    • Ambos particulares, comerciais, o BPN foi nacionalizado para proteger o eventual efeito dominó (e certa gama de clientes) e o Bes foi “aproveitado” através do fundo interbancário dito de resolução do qual, parte dos bancos ainda não devolveram o 4 Mil Milhões e tal que o estado lhes emprestou para o tal fundo… O resto foi puro risco e actividade criminosa o que para isso, existem os tribunais dado tratar-se de actividade privada. Mais, qualquer crime só o é depois de descoberto. Até lá. o criminoso desconhecido além dos próprios familiares pode enganar instituições, o regulador, PR, PM e os próprios clientes “profissionais” quanto mais os pequenos… Parece que só falta o Regulador, a CMVM, o Presidente da Rep. o Primeiro Ministro, os auditores enrolados em tramas criminosas serem presos e responsabilizados por conta dos verdadeiros criminosos…
      Seria o mesmo que, numa planície alentejana, um GNR mandar parar um gajo de fato e gravata montado num topo de gama com reluzentes cachuchos nos dedos, nada havendo a apontar, o deixasse seguir e posteriormente vir a verificar-se que o tão bem montado apropriou-se de milhares por contos do vigário e o tal GNR vir a ser acusado pela populaça de não o ter impedido… E por isso “linchado”.

RESPONDER

Jeff Bezos quer transformar a Amazon no "melhor empregador da Terra"

O CEO da Amazon admitiu que é preciso fazer mais pelos trabalhadores e revelou que um dos seus principais objetivos é fazer da empresa "o melhor empregador da Terra". As más condições de trabalho a que …

Montenegro "hipotecou-se" à China (e agora quer a ajuda da Europa para se libertar)

Montenegro aceitou um empréstimo gigante da China para construir uma rodovia. Agora, o minúsculo país montanhoso quer ajuda da União Europeia (UE) para pagar a dívida. A situação em Montenegro é o mais recente conflito numa …

Punir os 12 clubes da Superliga Europeia? O tiro pode sair pela culatra

A UEFA ameaça punir os clubes que participem na Superliga Europeia. No entanto, tomar medidas precipitadas pode fazer com que o tiro saia pela culatra. O mundo do futebol foi abalado pelo anúncio de uma Superliga …

Criados 280 postos para vacinar 100 mil pessoas por dia

Duzentos e oitenta postos de vacinação rápida e de resposta reforçada estão a ser criados em todo o país para se conseguir vacinar 100 mil pessoas por dia, disse esta terça-feira à agência Lusa o …

Portugal e França promovem intercâmbio de árbitros nas ligas profissionais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta segunda-feira, que vai promover, juntamente com a Federação Francesa de Futebol (FFF), um intercâmbio de árbitros. "Portugal e França vão promover um intercâmbio de árbitros no seguimento do …

Novo Banco vendeu carteira de malparado por valor inferior às próprias garantias

O deputado do PSD Alberto Fonseca apontou esta terça-feira que o Novo Banco vendeu a carteira de crédito malparado Nata II por um valor inferior às suas próprias garantias, baseando-se no relatório da Deloitte à …

ANA "não tem interesse económico". Montijo é a "solução mais rápida"

O presidente da comissão executiva da ANA - Aeroportos de Portugal disse, esta terça-feira, que a empresa "não tem interesse económico" numa das soluções para a expansão aeroportuária em Lisboa em vez de outra, mas …

Taiwan vende vacinas da AstraZeneca a 17 euros para evitar que expirem

Com lotes da vacina da AstraZeneca em risco de expirarem, devido a resistência à sua toma entre grupos prioritários, Taiwan começou esta segunda-feira a administrá-las a qualquer pessoa, por 17 euros. Horas depois de o sistema …

Mourinho: "Não preciso de fazer uma pausa, estou sempre no futebol"

O treinador português disse, esta segunda-feira, que "não necessita de fazer uma pausa", após deixar o comando técnico do Tottenham, e frisou estar "sempre no futebol". Embora não se tenha alongado muito, José Mourinho falou pela …

Regime sírio acusado de crimes contra a humanidade na Suécia

Quatro organizações não-governamentais apresentaram uma queixa junto da polícia da Suécia contra altos responsáveis do regime sírio por crimes contra a humanidade pelos ataques com armas químicas na Síria, em 2013 e 2017. A queixa foi …