/

Ministério Público nega acesso a escutas do GES a Ricardo Salgado

José Sena Goulão / Lusa

O Ministério Público impediu o acesso de Ricardo Salgado, principal arguido no caso Grupo Espírito Santo (GES), às escutas telefónicas efetuadas nesse processo.

A notícia, avançada pelo Correio da Manhã, dá conta que apesar de o segredo de justiça interno ter terminado no final de setembro, o Ministério Público opôs-se à consulta de parte dos autos pela defesa do banqueiro.

Segundo escreve o diário nesta quinta-feira, a decisão do Ministério Público abrangeu também outros seis arguidos, três assistentes, que serão lesados do BES, e dois ofendidos que pretendiam ter acesso aos suportes técnicos das conversas ou comunicações telefónicas e aos relatórios sobre as escutas.

O MP terá impedido o acesso às escutas, de modo a não haver interferência em algumas diligências de investigação que estão ainda em curso. Dada a recusa de consulta dos autos, a decisão teria de ser submetida ao juiz de instrução criminal. Carlos Alexandre concordou com a posição adotada pelo MP, revela ainda o Correio da Manhã.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE