Polícia usa gás pimenta contra os lesados do BES

Mário Cruz / Lusa

Lesados do BES em confrontos com a polícia num protesto em frente à sede do Novo Banco

Um grupo de lesados do papel comercial do Banco Espírito Santo (BES) voltou a protestar, nesta quarta-feira, junto à sede do Novo Banco em Lisboa. Houve confrontos com a polícia que recorreu a gás pimenta para dispersar os manifestantes.

O protesto foi convocado pela Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial do BES (AIEPC) e motivou o corte de trânsito na rua que circunda a sede do Novo Banco na capital.

Os manifestantes usavam apitos, tambores e cartazes, onde se podia ler “Novo Banco – o ladrão das minhas poupanças” e “Desistir nunca”.

Na zona do protesto há um forte dispositivo policial com várias carrinhas da PSP.

O advogado que representa a AIEPC interpôs este verão uma providência cautelar contra o Banco de Portugal e o Fundo de Resolução, na qual os clientes exigem que o banco central informe o comprador do Novo Banco do montante de papel comercial devido aos cerca de 2.500 subscritores, que ronda os 530 milhões de euros, ou seja, que inclua esse montante como uma imparidade nas contas da instituição financeira.

A 03 de agosto do ano passado, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado ‘banco mau’ (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição, que foi designado Novo Banco.

No início do mês, o Banco de Portugal anunciou que terminou sem acordo o período de negociação com o potencial comprador do Novo Banco, apontado pela imprensa como sendo a chinesa Anbang. A imprensa noticia entretanto que o supervisor vai agora negociar com o outro concorrente chinês, a Fosun, mantendo-se ainda uma terceira proposta vinculativa válida, a dos norte-americanos da Apollo.

Na altura, o advogado de lesados do BES disse que os seus clientes estão satisfeitos com a possibilidade de a Fosun liquidar parcialmente o investimento, caso compre o Novo Banco, mas garantiu que continuarão em tribunal até recuperarem todo o dinheiro.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Será que não houve nenhum polícia a ficar sem as suas poupanças?!
    E porque raio o Estado, que dá de mão beijada dinheiro as estes banqueiros parasitas da sociedade (p.ex.BPN) e às pessoas que perderam as poupanças de uma vida, dá ZERO?!
    Reclamam e com muita razão! Depois admiram-se que as pessoas percam a cabeça… Coitadas, não queria estar no lugar delas.

    • Ambos particulares, comerciais, o BPN foi nacionalizado para proteger o eventual efeito dominó (e certa gama de clientes) e o Bes foi “aproveitado” através do fundo interbancário dito de resolução do qual, parte dos bancos ainda não devolveram o 4 Mil Milhões e tal que o estado lhes emprestou para o tal fundo… O resto foi puro risco e actividade criminosa o que para isso, existem os tribunais dado tratar-se de actividade privada. Mais, qualquer crime só o é depois de descoberto. Até lá. o criminoso desconhecido além dos próprios familiares pode enganar instituições, o regulador, PR, PM e os próprios clientes “profissionais” quanto mais os pequenos… Parece que só falta o Regulador, a CMVM, o Presidente da Rep. o Primeiro Ministro, os auditores enrolados em tramas criminosas serem presos e responsabilizados por conta dos verdadeiros criminosos…
      Seria o mesmo que, numa planície alentejana, um GNR mandar parar um gajo de fato e gravata montado num topo de gama com reluzentes cachuchos nos dedos, nada havendo a apontar, o deixasse seguir e posteriormente vir a verificar-se que o tão bem montado apropriou-se de milhares por contos do vigário e o tal GNR vir a ser acusado pela populaça de não o ter impedido… E por isso “linchado”.

Responder a Luz Cancelar resposta

China já está a trabalhar no desenvolvimento de redes 6G

As autoridades chinesas divulgaram esta sexta-feira que já iniciaram pesquisas para o desenvolvimento de redes sem fio de sexta geração, apenas algumas semanas depois de as três principais operadoras de telecomunicações do país terem lançado …

Miguel Morgado desiste de se candidatar à liderança do PSD

O ex-adjunto de Pedro Passos Coelho anunciou, esta sexta-feira, que desistiu de avançar com a sua candidatura para liderar o PSD. Miguel Morgado anunciou, esta sexta-feira, através do Facebook, que "não foi infelizmente possível no presente …

Merkel fará a sua primeira visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz

A chanceler alemã, Angela Merkel, pretende visitar o antigo campo de concentração nazi de Auschwitz na Polónia, pela primeira vez nos seus 14 anos no cargo, anunciou na quinta-feira um jornal de Munique. Segundo Sueddeutsche Zeitung, …

Bebé encontrado no lixo já está com uma família de acolhimento

O bebé encontrado num ecoponto, no início do mês, e que esteve até quinta-feira hospitalizado, já está com uma família de acolhimento, informou a Santa da Misericórdia de Lisboa esta sexta-feira. A instituição refere numa nota …

Fisco vai controlar declarações de IRS de beneficiários do programa "Regressar"

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai desenvolver mecanismos para verificar se os contribuintes abrangidos pelo regime fiscal do programa "Regressar" reúnem as condições exigidas, prevendo-se que parte desse controlo ocorra com a entrega da declaração …

Greta Thunberg vai de Lisboa a Madrid num carro elétrico emprestado por Espanha

A Junta da Extremadura, região espanhola, disponibilizou um carro elétrico à jovem ativista sueca Greta Thunberg para que possa viajar de Lisboa para Madrid para assistir à Cimeira do Clima respeitando o meio ambiente, adiantou …

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …