//

“Piloto” terá sido ajudado pela família

13

(dr)

Pedro Dias, assassino de Aguiar da Beira

Pedro Dias, assassino de Aguiar da Beira

O principal suspeito dos crimes em Aguiar da Beira terá sido ajudado pelos pais que, além de lhe terem transferido dinheiro, recusaram prestar qualquer auxílio à equipa de investigação.

Já passaram vinte dias desde que “Piloto”, o principal suspeito dos crimes em Aguiar da Beira, continua a monte. Agora, segundo o Correio da Manhã, o homem poderá ter sido ajudado pelos pais.

De acordo com o jornal, a PJ da Guarda detetou movimentações suspeitas nas contas dos familiares, logo no dia a seguir ao tiroteio, que matou duas pessoas e deixou outras duas em estado grave.

Pelo menos 30 mil euros foram levantados de uma conta conjunta dos pais de Pedro Dias, valor que foi de seguida transferido para uma aplicação financeira.

Além disso, as buscas feitas em casa do casal levantaram ainda mais suspeitas. O pai do criminoso não esteve presente e terá tido depois um comportamento considerado estranho pela polícia.

Quando confrontado pelas autoridades, o homem recusou prestar qualquer ajuda e negou mesmo a hipótese de ter sido o filho a cometer estes crimes.

Relativamente aos vestígios de sangue encontrados na Casa da Eira, em Paços, Sabrosa, tudo indica que serão do suspeito mas ainda não foi possível confirmar porque os familiares não aceitaram ceder uma amostra de ADN.

Tanto os progenitores como a irmã de “Piloto”, que também já tinha negado que o irmão pudesse estar envolvido neste crime, recusaram-se a ceder essa amostra assim como as suas impressões digitais.

Tal como escreve o CM, os pais não podem ser indiciados por estarem a ajudar Pedro Dias, uma vez que, em termos penais, não é considerado crime por estar em causa a defesa do filho.

Nos últimos dias, foram praticamente inexistentes novas informações sobre o paradeiro daquele que é o homem mais procurado de Portugal.

Na semana passada, habitantes da Galiza, em Espanha, garantem ter visto o suspeito. Já foi emitido um mandado de captura europeu.

ZAP

13 Comments

  1. Há coisas estranhas, os familiares recusaram dar amostras de ADN ???? Então não temos juízes para as obrigar ?? não existem mandatos para isso ?? ou a noticia está mal contada o é uma vergonha o que se está a passar.

  2. E a justiça serve para quê? Obriguem-nos e ponto final. Eles estao a ajudar um assassino, logo deviam ser entalados por isso.

    • Falas assim porque não sabes nem sonhas o que é amar um filho! Tu é que estás entalado és um arrogante sem conhecimento !

      • Amar um filho é ajudar um assassino em fuga que anda a aterrorizar outras pessoas?!
        Não te trates, que vais longe!|…

        • Idependentemente de ser assassino e estar em fuga, qual foi a parte de que um pai jamais trairá um filho seja qual for a situação, que tu não percebestes! Que eu sabia o único país onde as galinhas comem as raposas é na América, em Portugal isso não
          acontece por enquanto.

  3. Pelo que se lê na notícia, a polícia também precisa das impressões digitais, embora não digam de quem, mas para que serve o Cartão de Cidadão se, aquando do seu pedido, é efectuada essa medida? desculpem mas não entendo tantas interrogações.. além de que, pelo que leio diariamente, só é aceitável a recusa dos pais em cederem amostra de ADN, então isso significa que, a irmã também é abrangida???e com tantos elementos pertencentes ao “malandro” não se consegue saber a quem pertencem????acho que os filmes me estão a incentivar a divagar…..digo eu

  4. Uma coisa me parece indispensável e para mais perante a recusa dos familiares em colaborar com as autoridades será o acompanhamento por perto das movimentações dos mesmos, suas contas bancárias e das suas comunicações porque mais tarde ou mais cedo o suspeito tentará aproximar-se dos familiares sobretudo filhos.

  5. Uma família exemplar, não haja duvida!
    Dizem que não foi ele, mas depois recusam colaborar – o que, só por si, já é muito esclarecedor…
    No mínimo, terão que ser todos condenados por cumplicidade na fuga, etc!

  6. Nao acredito que P.Dias tenha atuado sozinho quando matou o militar da GNR
    por isso entendo que de facto ele está a ser ajudado ,nåo por amigos ou mesmo familiares mas sim pelo grupo em que ele fazia parte Este grupo anda tentar tira-lo
    para fora do país ,e caso não consiga,acaba também por o matar e,fazendo crer que foi suicido .Logo penso que a PJ não está a investigar a pista correta
    Manuel. Ferreira

  7. Se a lei permite que os parentes de um suspeito de crime se recusem a ajudar a polícia para capturar o fugitivo não vejo qual o espanto…

    • Pois, não sabes….
      A lei “permite” que se recusem a ajudar as autoridades, mas não permite que ajudem o bandido; como é óbvio!…
      E se não foi ele ou é um “santinho”, como se justifica essa recusa?

  8. Enquanto o país vai parolando á volta de um assunto sem interesse, eles vendem o país a terceiros.. realmente o portugues está ainda mais burro que no tempo dos meus avós..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.