/

Dono de bar na Galiza diz que serviu uma sandes ao “Piloto”

5

Paulo Novais / Lusa

Pedro Dias, suspeito de um duplo homicídio em Aguiar da Beira

Novos testemunhos dizem ter visto o homem mais procurado de Portugal, desta vez em território espanhol. Dono de um bar na Galiza assegura que atendeu o “Piloto”. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira está em fuga há duas semanas e a Polícia Judiciária admite que lhe perdeu o rasto, embora aposte na ideia de que continua na zona de Vila Real.

Entretanto, há quem garanta ter visto Pedro Dias em território espanhol, mais concretamente na localidade de Xinzo, na Galiza, escreve o Jornal de Notícias.

A notícia foi inicialmente avançada pelo jornal La Region e dá conta que o suspeito, também conhecido por “Piloto”, estava volante de um BMW preto.

Além disso, o dono de um bar, na localidade de Sandiás, diz ter servido o homem, que saiu do estabelecimento de forma precipitada depois de ter pedido uma sandes.

Em declarações ao jornal, o subdelegado do Governo de Ourense, Roberto Castro, diz que a Guardia Civil já estar a par do caso e em contacto com as autoridades portuguesas.

Pedro Dias é o principal suspeito de matar um guarda da GNR e um civil, além de ter deixado duas pessoas em estado grave.

A última pista que aponta para “Piloto” foi o roubo de um jipe, numa quinta de turismo rural em Celeirós do Douro, Sabrosa, na madrugada de segunda-feira.

Mas não há confirmação de que tenha sido mesmo ele o autor do furto e pode ter sido simplesmente uma pista falsa. A PJ também já admitiu que o homem pode estar a ser ajudado por terceiros na sua fuga.

ZAP

PUBLICIDADE

5 Comments

  1. Tenho uma dúvida relacionada apenas com a ortografia do título: de onde eu venho há quem coma uma “sande” ou duas “sandes”. Em outras zonas do país, não interessa quem come 1 ou 2, come sempre plural, “sandes”. Há mais casos destes na língua portuguesa? Exemplos? Ou trata-se de um erro que a comunidade jornalística insiste em repetir?

    Obrigado.

  2. As palavras sande e sandes são sinónimas de sanduíche, o aportuguesamento da palavra inglesa sandwich. As duas formas, sande e sandes, são obtidas por truncação (processo de formação de palavras que consiste na redução de um termo sem alteração do seu significado ou da sua categoria gramatical) do substantivo sanduíche, sendo que no caso de sandes se verifica o acréscimo paragógico de um -s expressivo.

    O plural de sande forma-se de modo regular, acrescentando um s ao final da palavra (ex.: comeu uma sande de fiambre / comeu duas sandes de fiambre), enquanto a palavra sandes é invariável em número, isto é, a forma singular é igual à forma plural (ex.: a sandes de frango estava deliciosa / as sandes de frango estavam deliciosas). Em português, existem vários casos de pares de variantes em que uma delas flexiona em número e a outra, que corresponde graficamente ao plural da primeira, é invariável em número, tais como cosmo / cosmos, lava-loiça / lava-loiças ou pobretana / pobretanas.
    Pedro Mendes, 16/01/2007

    http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/2471

  3. Francamente! Mas o que é que interessa se é “sande” ou “sandes”? O que interessa é a notícia em concreto. Vamos ao que interessa, para mim este “taberneiro” quer é publicidade ( porque o cromo “piloto” nunca lá esteve).

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.