“Pessoas não respeitaram restrições”. Siza Vieira culpa Natal pelo aumento de casos (e antevê “semanas difíceis”)

António Pedro Santos / Lusa

A pandemia em Portugal tem sido notícia em jornais estrangeiros como a CNN e o The New York Times. Numa entrevista publicada neste último, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse que se preveem semanas bastantes difíceis.

O jornal norte-americano The New York Times recorda que Portugal, na primavera passada, durante a primeira vaga de infeções por covid-19, foi uma das “histórias de sucesso da Europa”, após ter implementado um confinamento restrito que ajudou a manter a taxa de mortalidade baixa.

Porém, desde o Natal, o país está perante um aumento de casos e óbitos.

Em entrevista ao The New York Times, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse que “muitas pessoas” em Portugal “não respeitaram as restrições” e reuniram-se com familiares fora do seu núcleo familiar durante as férias de Natal. Segundo o governante, muitos viajaram pelo país, ignorando as regras que proíbem viagens domésticas.

“As evidências da mobilidade no país mostram que as pessoas não respeitaram as restrições que tínhamos no local”, disse Siza Vieira.

O governante explicou ao mesmo jornal que as autoridades portuguesas também acreditam que a crise foi ampliada pela rápida disseminação da variante do vírus descoberta pela primeira vez na Grã-Bretanha, que provavelmente foi trazida para o país por portugueses que trabalham no Reino Unido e que voltaram a Portugal para a quadra natalícia.

“Não temos evidências de que a variante brasileira esteja significativamente ativa em Portugal, mas temos evidências de que a variante do Reino Unido explica mais da metade dos novos casos, particularmente na área de Lisboa”, disse o governante.

O ministro disse ainda que a União Europeia (UE) precisa de poderes adicionais para lidar com uma pandemia, incluindo “critérios uniformes sobre como abrir ou fechar fronteiras”.

“Uma das lições que esta crise nos ensina é que realmente precisamos de uma União Europeia com poderes e recursos para lidar com este tipo de ameaça que a humanidade enfrenta e que só pode ser combatida a nível continental”, afirmou.

Na entrevista, Siza Vieira assumiu ainda que as próximas semanas não serão melhores em Portugal. “Estamos a prever algumas semanas que serão difíceis”, rematou.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. A culpa é de cada um que optou por não ter cuidado e não deixou de fazer o possível para se resguardar e aos outros! Sim, o governo falha e não é pouco, mas o povo (eu, como outro qualquer incluído) falha bem mais. Se for para não trabalhar ou sair mais cedo do trabalho estão todos de acordo e ficam bem fechados em casa. Chega o fds e era a bandalheira! Se preferirem confinamento até ao Natal , continuem a negar o óbvio!

    • O óbvio é que somos governados por uma cambada de incompetentes! Isso é que é óbvio.

      Quem governa deve dar o exemplo. E o exemplo dado por este governo não podia ser pior!

      • Ainda assim, temos ou não inteligência e bom-senso para não seguir maus exemplos??? Se não temos é mau, mas se temos e somos estúpidos ao ponto de achar que, se eles fazem, então eu também farei, é simplesmente infantil…

        • Claramente que, como se percebe pelos comentários aqui debitados, boa parte dos “indignados” não tem inteligência sequer para se governarem a si próprios e estão sempre à espera do paizinho (Estado) para tomar conta deles!…

  2. A culpa é do povo que não respeitou as regras no Natal! Então quer dizer que todos os membros do (des)governo que aparecerem infetados também respeitaram as regras impostas pelo Natal. Tenha vergonha Sr. Ministro. Quando é que V. Exas. assumem as vossas responsabilidades e apresentam a demissão?

    • Esta gente, dita governo, troca as mãos pelos pés, com grande facilidade e grande frequência. Estes laparotos são autênticos principiantes a governar. Às vezes até dá para rir.

  3. Grande moral para quem esteve positivo!!
    “Pedro Siza Vieira, disse que “muitas pessoas” em Portugal “não respeitaram as restrições” e reuniram-se com familiares fora do seu núcleo familiar”.
    Ele respeito-as mas mesmo assim testou positivo (key study) – IMBECIL!!
    Entre 5% a 10% da população já testou positiva para COVID, 5 em 20 ministros já testaram positivo, temos assim uma taxa de incidência entre os ministros de 25%.
    CONCLUSÃO: Para além de não cumprirem com as regras que implementam, a probabilidade de um ministro, ser imbecil e simultaneamente testar positivo para COVID é mais de o dobro da população portuguesa
    !!!

  4. Este governo faz lembrar um pouco aqueles treinadores da bola que quando as coisas correm mal atiram a culpa para os árbitros, para o estado do relvado, para os lesionados…enfim…precisamos de uma chicotada psicológica…

  5. Quando havia um PR a dizer que ia comer à casa deste, à casa daquele e à casa do outro e ainda ia a casa do quim e a casa do zé, querem o que?

  6. Bom, a menos que ele esteja a falar do seu caso específico – os detentores de cargos políticos deveriam ser obrigados a explicar como é que se contagiaram, era um serviço público que prestavam – fica-lhe mal apontar responsabilidades aos doentes. Quando é que médicos, enfermeiros, governantes e afins vão ter a humildade de admitir que até o mais cumpridor dos cidadãos pode ser contaminado? É que nem quando são eles a ficar doentes. É mais fácil chamar-se irresponsável às pessoas do que rever uma a uma todas as normas em vigor e ver se alguma precisa de alteração.
    Desde Maio de 2020 que há testes feitos com os diferentes materiais com que as máscaras são feitos, tanto as de compra como as feitas em casa (neste caso testaram aquilo que estaria à mão: tecidos de camisa, de t-shirts, de lenços, guardanapos, lençóis, etc.) e rapidamente chegaram à conclusão que as feitas em casa ofereciam 0 protecção, com a agravante de alguns tecidos espalharem as gotículas por toda a face, ou seja aumentando a exposição do utilizador. Nessa ocasião, a este mesmo ministro, foi perguntado se o estado português ia distribuir máscaras pela população, dado ser uma despesa acrescida, e ele respondeu sempre “as pessoas podem fazer máscaras com os tecidos que têm em casa”. E mesmo agora, com o assunto na ordem do dia, o que se vê é que os políticos passaram a usar as máscaras seguras, mas continuam a não alertar a população para os perigos das máscaras feitas em casa.
    E também há muita responsabilidade política neste ênfase todo com as máscaras que não são, de todo, a principal forma de protecção, será a quarta ou, mais correctamente, uma espécie de 3b) – um complemento ao distanciamento social.
    E agora pergunto: não há um jornalista que lhe pergunte como é que ele ficou contaminado?

  7. Estes (des)governantes imbecis e incompetentes, saem-se com estas grandes tiradas filosóficas de atirarem com as culpas para nós e só nos fazem perder tempo a ler e a comentar.
    Já viram estes indivíduos assumirem as culpas de alguma coisa desde 2015?
    Até o animal feroz não fez nada de mal!

  8. Que culpa tem o governo… sim pq deu mts possibilidades de o povo as descontrolar!
    Estes tugas def’s ñ vêm tv, ñ têm informações do que corria pelo mundo fora¿?
    Multas sim, deviam ser passadas como forma de reforçar os cofres, claro la está, existem sp os espertinhos que deviam ser exemplo a fazer festas ‘policias, politicos, jogadores…’, estrangeiros que são uns basicos de inteligencia, piorando ainda lhe abrem as portas… bandalheira total.

    Lindo serviço passamos de bestiais aos verdadeiros bestas!!!

    Vergonha ser tuga, pela corrupção politica de A a Z e com estas noticias, que só demonstra os incapazes que somos, obviamente pq alguns são uns grandes animais, só mesmo fechados no curral

  9. O problema dos nossos políticos é a falta de atitude preventiva ou pro-activa, só sabem reagir e muitas vezes mal.
    Mas neste caso concreto o governo como não soube antecipar a 3ª vaga só tinha duas hipóteses fechar tudo durante 15 dias no Natal e passagem de ano aproveitando as férias das escolas, ou confiar nos Tugas. O resultado está a vista.

  10. Pois o culpado sou eu!
    Como é que quer que estes indivíduos sejam pró-activos se eles não sabem nada de nada a não ser governarem-se em vez de nos governarem?!!

RESPONDER

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Na Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, ao leme do comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. …

Governo aperta regras. Passageiros do Brasil ou Reino Unido têm de ter teste negativo e cumprir isolamento

Os passageiros provenientes do Brasil e do Reino Unido vão ser obrigados a apresentar um teste negativo e a cumprir 14 dias de isolamento profilático. A partir deste domingo, os passageiros provenientes do Brasil e do …

O primeiro hotel espacial mudou de nome (e deverá abrir em 2027)

Fechado em casa a sonhar com a próxima viagem? Esqueça as praias paradisíacas ou as grandes metrópoles. As férias do futuro podem vir a ser no Espaço. Tudo começou em 2019, quando a empresa californiana Gateway …

Testes rápidos esgotam na Alemanha no primeiro dia em que são postos à venda

O processo de vacinação na Alemanha continua lento. O Governo está a contar com a realização em massa de testes rápidos de antigénio para iniciar um plano de desconfinamento progressivo. As principais cadeias de supermercados …