“Tenho orgulho em ajudar”. Jennifer foi a primeira pessoa a testar vacina para a covid-19 (e conta como se sentiu)

Jennifer Haller, uma mulher norte-americana de 44 anos, foi a primeira pessoa do mundo a testar uma vacina para o SARS-CoV-2.

Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, Jennifer Haller, diretora operacional de uma start-up de tecnologia de Seattle, nos Estados Unidos, contou que tudo se passou como se estivesse a tomar uma simples vacina contra a gripe.

Haller teve conhecido do pedido de voluntários para o ensaio experimental de uma vacina através da rede social Facebook e não hesitou em candidatar-se. “Não havia nada que eu pudesse fazer para deter esta pandemia pelo que decidi desta forma dar o meu contributo“, confessou.

Apesar das preocupações levantadas pelos amigos e familiares, Haller submeteu-se a exames médicos e acabou por avançar.

Haller teve de assinar 45 páginas de isenções de responsabilidade. Os responsáveis pelo estudo explicaram uma série de incertezas acerca da possibilidade dos participantes poderem tornar-se mais vulneráveis ao contágio numa fase posterior.

“Havia uma tonelada de riscos envolvidos. Mas eu sou uma pessoa realmente positiva e os benefícios superaram os riscos na minha cabeça “, admitiu.

Em 16 de março, Haller soube que seria a primeira pessoa a receber a vacina experimental, chamada de ARNm-1273, que tinha dado resultados promissores ao ser testada em animais.

Many thanks to this heroic woman. Jennifer Haller has displayed such courage and compassion in volunteering to test a…

Publicado por Jennifer Haller Coronavirus Covid-19 Vaccine Pioneer & American Hero em Segunda-feira, 16 de março de 2020

O ensaio, conduzido por cientistas do Instituto de Pesquisas de Saúde em Seattle, previa que os participantes recebessem duas doses da vacina experimental com 28 dias de intervalo.

“No primeiro dia, tive um pouco de febre. No segundo dia, o meu braço estava muito dorido. Mas foi só isso. Passei bem a seguir. Foi tão simples como uma vacina contra a gripe”, garantiu Haller. “Tenho muito orgulho em ajudar”.

Jennifer Haller, acompanhada por outros 44 adultos voluntários, receberá em breve a segunda dose e ficará sob vigilância até março/abril de 2021.

Em todo o mundo, há pelo menos 115 candidatas a vacinas contra a covid-19 em desenvolvimento, 78 ativas e cinco em fase de ensaios clínicos. Do total, 37 não foram confirmadas como ativas por falta de informação disponível. Entre as 78 vacinas candidatas ativas, 73 encontram-se em fase exploratória ou pré-clínica. As restantes cinco estão a ser testadas em pessoas.

Recentemente, Sarah Gilbert, investigadora da Universidade de Oxford, no Reino Unido, mostrou-se “80% confiante” de que uma vacina que a sua equipa está a desenvolver funcione contra a covid-19 e possa estar pronta já em setembro.

Também uma equipa de investigadores israelitas está a desenvolver uma vacina, que acredita que terá pronta dentro de um prazo de três meses.

Esta terça-feira, a China aprovou duas vacinas experimentais para testadas em humanos.

Também esta terça-feira, de acordo com o semanário Expresso, as farmacêuticas GlaxoSmithKline (GSK) e Sanofi anunciaram que irão colaborar para desenvolver uma vacina para a covid-19. Os ensaios clínicos devem começar na segunda metade deste ano. Trata-se de uma colaboração sem precedentes entre duas das maiores empresas mundiais do ramo, que procurarão “mobilizar recursos para acelerar o desenvolvimento de uma vacina”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …