Não há razão nenhuma para não ser corrupto em Portugal

RTP / Flickr

O economista e ex-ministro Daniel Bessa

O economista e ex-ministro Daniel Bessa

O ex-ministro da Economia Daniel Bessa considera que há um “sistema de incentivos e de administração” que leva a que não haja “razão nenhuma para não ser corrupto em Portugal”.

Em declarações divulgadas pelo Jornal de Negócios e proferidas durante a participação num debate sobre competitividade, organizado pela Porto Business School, Daniel Bessa,  economista e professor universitário que foi ministro da Economia do Governo de Guterres, considerou que “não há razão nenhuma para não ser corrupto em Portugal“.

“Mesmo que venha a ser condenado judicialmente, para a cadeia não vai“, notou Daniel Bessa, realçando que “a coisa há-de prolongar-se o tempo suficiente até que morra. E isso é um tema de sistema de incentivos e de administração”, concluiu.

O ex-ministro da Economia também responsabiliza os incentivos públicos por alguns erros do sector privado e fala em concreto do caso da electricidade, em Portugal, que é a quarta mais cara dos 28 países da União Europeia.

Grande peso na factura da luz têm os muito falados, nos últimos dias, Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual ou “rendas excessivas” que estão no centro das suspeitas em torno da EDP e que levaram à constituição de António Mexia como arguido.

O Expresso anunciou que a EDP foi deliberadamente beneficiada, pelos Governos no poder, em mais de mil milhões de euros, em prejuízo dos consumidores.

“Não há problema nenhum, é tudo legal”, ironiza Daniel Bessa a propósito da formação dos preços da energia.

“Há aqui uma questão que tem a ver com o sistema de incentivos, com uma série de interesses que condicionam a legislação e a administração no sentido de determinado tipo de investimento”, acrescenta ainda o economista.

Estas declarações surgem depois de António Costa ter dito que a EDP tem “manhas” e de o ex-ministro Álvaro Santos Pereira ter referido que “o lóbi da energia é dos mais fortes em Portugal”.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Pois não vai p/ lado nenhum. Efetivamente ser corrupto em Portugal compensa… Se houvesse JUSTIÇA neste país bem como muitos outros. Não era prisão que isso era manter VADIOS era sim delapidarem de todos os bens e dinheiros quer em Portugal quer nos off shores, aí sim conseguia-se resultados, porque os corruptos só quando lhe vão ao bolso…

  2. Uma declaração completamente estúpida. Há várias razões para quem se norteia por princípios, valores. Não para quem actua em função de ser ou não facilmente apanhado pela justiça. Mas eu sou menos resçponsável. Nunca fui ministro…

  3. Mas será que está a descobrir a pólvora, até perece que no seu tempo de ministro a “coisa ” era diferente, olhe! o défice tarifário, mas bonito é a lei das taxas audiovisuais e mais não digo, até porque sou do povo e não politico…. as vezes apetece-me ser…

  4. O estado a que isto chegou…
    Até a própria classe política se pode gabar – perante o que chamam a “massa suja” – do que faz – e continuar a roubar e a enganar o povo, de modo impune.
    E, ainda assim – de tão estúpida e cobarde que é “gentinha” deste país – ninguém vai fazer nada em relação a isto…

  5. Daniel Bessa tem toda a razão no que diz.
    Mas o facto de o ter dito, só tem a utilidade da válvula na panela de pressão. Assim não rebenta…
    Serve para consumo das massas, para todos sabermos que há alguém atento a este lamaçal, e dar-nos a leve esperança de que ISTO um dia será resolvido.
    Este texto nunca será objecto de estudo no parlamento, e nenhuma medida lá será tomada para alterar um milímetro ao que hoje se faz.

  6. Houve alguém que disse que o vinho alimentava uns tantos portugueses
    Eu digo alimenta uns tantos que ainda se dão ao trabalho de ir votar

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …