Mexia arguido por corrupção. “Patrocínio” da EDP a Manuel Pinho sob suspeita

José Sena Goulão / Lusa

António Mexia, presidente executivo da EDP

O presidente executivo da EDP, António Mexia, e o presidente executivo da EDP Renováveis, João Manso Neto, foram constituídos arguidos após buscas da PJ às instalações das duas empresas.

Segundo fonte oficial da Procuradoria-Geral da República citada pela Lusa, António Mexia e João Manso Neto, que tinha sido arguido no caso BPN, em 2008, com as suspeitas contra si arquivadas, foram constituídos arguidos no âmbito de uma investigação por suspeitas de corrupção ativa, corrupção passiva e participação económica em negócio.

A notícia surge depois de a Polícia Judiciária ter realizado buscas na EDP, REN – Redes Energéticas Nacionais, e na consultora The Boston Consulting Group.

Também João Faria Conceição, administrador da REN e antigo consultor do ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, e Pedro Furtado, responsável de regulação na REN, foram constituídos arguidos no processo.

A SIC Notícias avançou ainda que Rui Cartaxo, actual presidente do Novo Banco e ex-presidente da REN, também teria sido constituído arguido, mas posteriormente, negou essa informação.

Curso apoiado pela EDP sob suspeita

A investigação da PJ coloca sob suspeita um curso sobre energias renováveis ministrado na Universidade de Columbia (EUA) e onde Manuel Pinho, que é amigo de Mexia, lecciona uma cadeira.

O curso, criado em 2010, terá sido “viabilizado por patrocínios da EDP”, conforme avança a SIC, notando que a empresa sempre “negou qualquer favorecimento”.

Segundo o JN, terá sido uma denúncia anónima que levou a PJ a fazer buscas nas sedes da EDP e na REN, e os gestores foram constituídos arguidos numa investigação sobre contratos de apoio à produção de eletricidade, sobretudo em barragens.

Segundo o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), “o inquérito tem como objeto a investigação de factos subsequentes ao processo legislativo bem como aos procedimentos administrativos relativos à introdução no setor elétrico nacional dos Custos para Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC)”.

Os CMEC foram criados em 2004, durante o Governo de Durão Barroso, na sequência da liberalização do mercado da electricidade, e são uma compensação relativa à cessação antecipada de contratos de aquisição de energia (CAE).

Foi Manuel Pinho que, enquanto ministro da Economia, decidiu os pagamentos dos CMEC, bem como o prolongamento das concessões de várias barragens, por mais 15 a 25 anos.

Quando deixou o Governo, Manuel Pinho foi dar aulas no curso da Universidade de Columbia que está agora, sob suspeita.

Segundo a última edição do semanário Expresso, António Mexia é um dos participantes convidados para a reunião anual do “clube secreto” Bilderberg que decorre até domingo em Chantily, nos EUA.

ZAP // Lusa

17 COMENTÁRIOS

  1. Mais dois grandes patriotas para a galeria dos heróis nacionais, tipo varas, limas, salgados… O mexe é uma espécie de chulo nacional que, além de se fazer pagar afrontosa e escandalosamente, gere uma empresa que nos cobra uma das eletricidades mais caras do mundo. Vejam se correm com esse g.
    c. daqui para fora. Portugal também anda a precisar há muito tempo de uma limpeza moral.

    • Não esquecer, para este enormíssimo patriota, uma condecoração no próximo 10 de Junho. Ah, já foi condecorado? Não faz mal. Condecorem o homem, novamente. Uma cruz de ” merd@ ” qualquer, assenta-lhe que nem uma luva…

  2. Eu sempre disse que o António, mexia, e aí estão as primeiras ondas gravitacionais do grande buraco negro que toda a gente não conseguindo ver, sentia. Se isto teve inicio em 2004 quando o país estava de tanga, lá para 2024 a 2028 vamos ouvir falar da saída limpa e dos cofres cheios.

  3. Aaté nem fiquei surpreendido…

    Os patrões Chinocas lá vão concluir: é um país muito piquinino mas lá no cimo das pilâmides financeilas e dos govelnos toda gente gosta de mexele na algibeilas dos outlos!!
    Selá que tem as algibeilas fuladas e gostam de blincale com o calalho?!

    • Mas…desculpe. Lamento dizer mas está a incorrer numa grande ingenuidade. Alguma vez houve justiça para este tipo de escumalha. E caso haja, este tipo de indivíduos, nunca paga. Declaram insolvência, e está tudo resolvido. Como foi o caso de duarte lima, armandos varas etc. etc.

  4. Ele achou sempre que o salário que tinha correspondia ao salário médio dum bom jogador de futebol…
    Só que ele sempre andou a meter golos (no bolso) em off side.
    Mas será que a justiça vai mesmo funcionar ???….Tal como com o Baba e os outros quarenta ladrões que
    andam todos à solta….que justiça é esta que só resolve os casos pequeninos dos pequeninos portugueses que vivem como escravos. Têm o futebol e as raves para andarem entretidos….
    As hormonas dos portugueses estão com muito pouca energia…..
    A Caixa geral de depósitos jamais esteve envolvida nestas coisas e o Banco de Portugal esteve sempre
    muito atento a tudo…Haja Deus ou então venham os extraterrestres pôr ordem neste planeta.
    Como está o caso dos off shores ?? Se calhar teve um curto circuito com o excesso dos gamansos, digo,
    de voltagem da EDP.
    Este não é o País onde eu nasci. Quero ir prá Ilha….

  5. quarenta e três anos de traidores à pátria e aos tugas…… resultado tuga completamente despenado!!!!. parece um franguinho pendurado no talho…

    • Bem… que ‘qualidade’ de comentário…
      Vindo de um “otarinho” também não se podia esperar muito mais…
      Claro que, há mais de 43 anos, o país era um paraíso…

  6. Com tanta falta de honestidade nos cargos públicos e políticos ou de administração de grandes empresas começo a achar que afinal esse deve ser o principal requisito nos Curriculum Vitae de quem é convidado para esses cargos.
    Não esquecer que o Mexia foi um dos convidados do Durão Barroso (em quem deve ter muita afinidade e confiança e quiçá alguma parceria) para participar no encontro anual do grupo Bilderberg, que visa definir estratégias para o rumo do futuro financeiro e não só, do mundo.
    …… ESTAMOS FOD?DOS …..

  7. Pois, concluo estes comentários que somos todos otários e estes chicospertos são reis num país de ceguinhos; resta-me a máxima: o pior cego é o que não quer ver e ora, resumindo: merecemos o que temos!
    Bora lá para a rua, bora lá insistentemente correr com a escumalha… se conseguirmos. Só que não!

  8. ………….país de agiotas e de chulos, e nem vale a pena pensar quanto ganham mensalmente estes mentecaptos………………EU QUERO O MEU DINHEIRO DE VOLTA………………….

  9. Quantas empresas vivem na esfera da EDP, que só eles controlam para nos roubar, quanto dinheiro os políticos fazem os Portugueses pagar para estes chulos da sociedade viverem bem e ainda gozarem com o POVO. Tenham vergonha, estas supostas elites que o jornalismo engrandece e que tanto nos rouba.

RESPONDER

-

Em Madrid, já é possível pagar para se fazer uma sesta

A capital espanhola tem agora um estabelecimento exclusivamente dedicado a quem pretende fazer uma sesta para recuperar energias. Quando pensamos em Espanha, automaticamente associamos o país "hermano" ao bom clima, muita diversão, excelente comida, grande diversidade …

O secretário geral da NATO, Jean Stoltenberg

Ciberataque poderá desencadear mecanismo de defesa mútua da NATO

O secretário geral da NATO, Jean Stoltenberg, lembrou esta quarta-feira que um ciberataque pode ser objeto de aplicação do artigo 5 do tratado da NATO e que se está a estabelecer o âmbito "ciber como …

"A Fila" da série de quadros The Vulnerability Series

Artista sírio pinta líderes mundiais como refugiados

E se os grandes líderes mundiais fossem, na verdade, refugiados? Foi assim que o artista sírio Abdalla All Omari os imaginou e mostrou ao mundo. "The Vulnerability Series" é o nome do projeto criado por Abdalla Al …

-

Polícias realizam manifestação nacional contra falta de respostas do Governo

Os polícias realizam esta quarta-feira, em Lisboa, uma manifestação nacional para protestar contra a falta de respostas do Governo às principais reivindicações e demonstrarem indignação pela forma como estão a ser tratados. A manifestação, que vai …

Salvador Sobral atua no Festival Confluências, no Marco de Canaveses

Salvador Sobral pede desculpa por comentário "inoportuno"

O cantor pediu desculpa pelo comentário "inoportuno" que fez, esta terça-feira, durante a atuação no evento solidário "Juntos por Todos", no MEO Arena, em Lisboa, para reforçar o apoio às populações afetadas pelos incêndios. Salvador Sobral …

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa faz sucesso no Facebook dos The Doors

Marcelo Rebelo de Sousa é uma inusitada "estrela" na página oficial da banda The Doors no Facebook. O Presidente de Portugal destaca-se numa imagem que está a fazer sucesso na rede social. "O Presidente de Portugal, …

A Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa

Governo defende SIRESP e culpa PSP e Protecção Civil pela tragédia de Pedrógão Grande

O Governo critica a PSP e a Protecção Civil. A Protecção Civil e os bombeiros falam em falhas no SIRESP. Mas ninguém assume culpas pela tragédia em Pedrógão Grande, onde morreram 64 pessoas num incêndio …

Donald Trump

Revista Time pede a Trump que retire capa "fake" dos seus clubes de golfe

Donald Trump está envolvido em mais uma polémica. Depois de passar tanto tempo a criticar os media por fazerem aquilo a que chama de "notícias falsas", o próprio foi apanhado numa capa falsa da Time …

Imagem retirada do filme E.T., de 1982, do realizador Steven Spielberg

NASA desmente que "vai anunciar brevemente" descoberta de vida extraterrestre

Thomas Zurbuchen, administrador associado e director científico da NASA, clarificou esta segunda-feira nas redes sociais que a agência espacial norte-americana "não tem nenhum anúncio pendente" sobre a descoberta de vida extraterrestre. Num post publicado esta segunda-feira …

O vice-presidente brasileiro, Michel Temer

Temer diz que denúncia contra si é “uma ficção”

O Presidente do Brasil disse, esta terça-feira, numa declaração ao país que a denúncia de corrupção contra si, apresentada na segunda-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral, Rodrigo Janot, é "uma ficção". "A denúncia é …