MP diz que Azeredo sabia desde o início do encobrimento de Tancos e deu aval

Tiago Petinga / Lusa

O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes

O ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes é suspeito de saber “desde o início” de todo o plano da Polícia Judiciária Militar (PJM) para recuperar o material roubado de Tancos, em junho de 2017, de acordo com um despacho do Ministério Público.

A notícia foi avançada esta sexta-feira pela revista Sábado, sendo depois confirmada pelo semanário Expresso junto de uma fonte judicial.

Segundo o despacho de apresentação de Azeredo Lopes ao juiz de instrução, a que a revista Sábado teve acesso, os procuradores do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) sustentam que, em agosto de 2017 – dois meses antes do material furtado dois paióis de Tancos ser recuperado -, Azeredo Lopes teve uma reunião no ministério da Defesa com o ex-diretor da PJM, Luís Vieira.

Neste encontro, a 4 de Agosto de 2017, o então ministro da defesa não só foi informado como deu o seu aval para o plano para a recuperação do material, sustentam os procuradores do DCIAP. Azeredo Lopes, que é arguido neste caso desde 5 de julho, é suspeito dos crimes crimes de denegação de justiça e prevaricação e abuso de poder.

Na mesma reunião, Luís Vieira deu conhecimento a Azeredo Lopes de que “tinha tido informações, por militares da GNR de Loulé, da existência de um indivíduo que tinha subtraído e escondido o material militar” e que “estava disposto a negociar a entrega do material, contando com o apoio de alguns militares da GNR”, aponta o MP.

“Deste modo, o arguido Luís Vieira colocou o arguido Azeredo Lopes ao corrente das informações que tinha e das suas pretensões e procurou obter a concordância do ministro da Defesa, o que, efetivamente, obteve“, referem os procuradores Vítor Magalhães, Cláudia Porto e João Valente, que assinam o despacho.

No mesmo encontro, continuam, Azeredo Lopes recebeu de Luís Vieira um documento da PJM intitulado “Memorandum”, outro relativo a uma fita do tempo sobre os acontecimentos e uma cópia do despacho do Ministério Público de 7 de julho de 2017.

Por tudo isto, concluem os procuradores, Azeredo Lopes “ficou ciente da pretensão do arguido Luís Vieira, recebeu os referidos documentos, ciente de que um deles era a cópia de um despacho sujeito a segredo de justiça, deu instruções expressas para que a sua entrega não fosse registada no Ministério da Defesa Nacional e, por via da mesma, a presença e a conversa com o arguido Luís Vieira”.

Em reação à notícia avançada pela Sábado, Azeredo Lopes lamenta, em primeiro lugar, e citado em comunicado enviado às redações, “a flagrante violação do segredo de justiça que tal notícia consubstancia, e a que todos os agentes processuais estão obrigados por Lei”.

Depois, reforça “as declarações feitas na comissão parlamentar de inquérito de maio de 2019” e reitera que confia na Justiça: “Confio na Justiça, com ela colaborarei, como é meu dever, e estou convicto, porque nada fiz de ilegal ou incorreto, que serei completamente ilibado de quaisquer responsabilidades neste processo”, apontou.

Azeredo disse os deputados não saber da operação

Tal como recorda a Sábado, a investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária e pelo DCIAP contraria tudo o Azeredo Lopes disse, em maio deste ano, na comissão parlamentar de inquérito ao furto de material de guerra em Tancos.

O antigo ministro negou que soubesse da operação clandestina levada a cabo por elementos da PJM à revelia da PJ civil, que detinha o inquérito, juntamente com o DCIAP: “Não tive conhecimento de nenhuma investigação paralela da PJM”.

Apesar de reiterar nada saber sobre o encobrimento, Azeredo Lopes admitiu perante os deputados que a PJM polícia agiu à margem das orientações estabelecidas pela então procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, que tinha passado o caso à PJ e ao DCIAP. “A PJM não seguiu as regras”, frisou Azeredo Lopes, citado pelo Expresso.

O relatório final da comissão parlamentar de inquérito ao caso, recorde-se, ilibou Azeredo Lopes de qualquer tipo de responsabilidade política. O ex-ministro foi, no entanto, criticado por não tomado qualquer medida para “um cabal esclarecimento” dos factos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho muito estranho a PJM ir contar a um ministro a tramóia que estava a preparar…
    Ainda por cima, a um ministro como este tótó!…

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …