Em África, milhões de pessoas não têm água ou sabão. Lavam as mãos com cinzas

No continente africano, cerca de 258 milhões de pessoas não têm acesso a água e sabão. Para higienizar as mãos, usam-se cinzas.

A falta de condições sanitárias, sobretudo no sudoeste asiático e na África subsariana, é de tal forma grave que, em 2008, foi instituído o Dia Global de Lavar as Mãos, que se celebra a 15 de outubro.

Ivo Saruga, da AMI – Assistência Médica Internacional, estima que o número de pessoas que “não tem acesso a dispositivos para higienizar as mãos na África subsariana é de 258 milhões”.

O responsável disse ao Expresso que, na falta de água e sabão, e quando existe lixívia, “pode ser substituído por uma diluição feita na proporção certa, apesar de não ser tão eficaz quanto o sabão”.

Lavar as mãos é um passo fundamental para nos protegermos de qualquer infeção. Numa altura em que o mundo está a braços com a pandemia de covid-19, a higienização das mãos ganha outra proporção, principalmente nesta zona do globo, onde o transporte de água é muitas vezes feito à cabeça, numa tarefa que cabe quase sempre às mulheres.

A OMS – África estima que o novo coronavírus possa provocar 190 mil mortes neste continente, este ano. “Oitenta e três mil a 190 mil pessoas em África poderão morrer de covid-19, e 29 a 44 milhões poderão ser infetadas no primeiro ano da pandemia se as medidas de contenção falharem.”

Ao mesmo semanário, Cláudia Conceição, do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, lembrou que utilizar cinzas para lavar as mãos não tem eficácia comprovada na prevenção da infeção por coronavírus, mas é o método utilizado na falta de “dispositivos para lavar as mãos”.

Aliás, o Expresso adianta que o site do Ministério da Saúde de Moçambique tem dois vídeos onde explica de forma detalhada como se devem lavar as mãos utilizando cinzas quando não há sabão.

A prática é uma recomendação “da OMS, que a menciona num guia publicado a 23 de abril”, disse ao matutino a médica pneumologista Elisabete Nunes, do Hospital Central de Maputo. O site do Ministério da Saúde de Moçambique disponibiliza ainda uma ferramenta interativa de auto-avaliação, “com perguntas a que as pessoas devem responder para avaliar a sua condição de saúde”.

A médica lembra que as autoridades de saúde moçambicanas tomaram “medidas muito cedo para retardar a transmissão do vírus e organizar os serviços de saúde a nível hospitalar: sensibilizámos a população para ficar em casa, ter cuidado com a higiene das mãos, usar máscara, manter a distância social e proteger os mais velhos”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. E para lavar os dentes usa-se pedaços de madeira já em carvão e mantêm os dentes mais brilhantes do que muitos por cá!

  2. Se não têm sabão podem usar lixívia. E se não têm pão comam brioches. Peçam responsabilidades aos comunistas que foram os responsáveis pelas guerras de África e hoje está tudo muito pior. Excepto para os cabecilhas.

RESPONDER

Depois de Latifa e Haya, mais uma princesa pediu ajuda para fugir do Dubai (e está desaparecida)

Depois da fuga da princesa Latifa e da princesa Haya do Dubai, outra jovem gravou um vídeo a pedir ajuda para escapar dos seus pais. Agora, está deparecida. De acordo com o jornal espanhol Maitha al …

Caso Maddie. Suspeito alemão alvo de nova investigação por crime semelhante na Alemanha

Christian B., de 43 anos, poderá estar associado ao desaparecimento de uma menina de cinco anos, em 2015, na Alemanha. De acordo com a agência DPA, o Ministério Público alemão abriu uma nova investigação sobre o …

À espera de propostas concretas, Jerónimo quer salário pago a 100%

Jerónimo de Sousa admite que só tomará uma posição quanto ao Orçamento Suplementar quando souber as "propostas concretas". Esta sexta-feira, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse que só tomará uma posição quanto ao Orçamento …

Do ruído à reciclagem. No Dia Mundial do Ambiente, associação Zero divulga dados preocupantes

As principais preocupações da associação ambientalista Zero em Portugal são ao nível do desperdício de água, do ruído e da reciclagem. Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo …

Esferográfica pessoal e máscara obrigatórios nas eleições do FC Porto

As eleições do FC Porto estão agendadas para este fim de semana e os sócios que quiserem exercer o seu direito de voto terão de levar uma máscara de proteção individual e uma esferográfica. No comunicado …

Açores sem infetados por covid-19. Último paciente internado recuperou

Os Açores estão oficialmente livres de covid-19. Dois meses e meio depois do primeiro caso na região, os Açores não têm qualquer registo de infetados por covid-19. Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional, anunciou no Facebook …

Miguel Albuquerque ainda pondera candidatura a Belém

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, ainda está a ponderar uma eventual candidatura à Presidência da República. O presidente do Governo Regional da Madeira e da estrutura regional do PSD, Miguel Albuquerque, disse …

Governo reforça oferta de creches e lares com mais espaços e funcionários

O primeiro-ministro, António Costa, considera que "é necessário reforçar em equipamentos como creches, lares ou no apoio domiciliário". Os programas sociais de apoio a idosos vão criar três mil postos de trabalho, anunciou o primeiro-ministro esta …

Marcelo e Rio almoçaram a sós em frente ao Tejo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou o líder do PSD, Rui Rio, pela apresentação do programa de recuperação económica. Marcelo Rebelo de Sousa e Rui Rio almoçaram, esta sexta-feira, num restaurante em frente …

75% dos hotéis em Portugal reabre em junho, mas com menos quartos

A maioria dos hotéis em território nacional vai abrir portas a partir de junho, sendo a expectativa dos feriados da próxima semana muito importante para esta reabertura. Segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal …