Juiz Carlos Alexandre alvo de processo disciplinar

José Sena Goulão / Lusa

O juiz Carlos Alexandre

Carlos Alexandre vai ser alvo de um processo disciplinar por parte do Conselho Superior de Magistratura. Em causa estão as declarações feitas relativamente ao sorteio do magistrado para a fase de instrução da Operação Marquês.

O juiz questionou o sistema de sorteio de juízes do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC). Em causa está o sorteio eletrónico, realizado de forma aleatória, que determinou que será Ivo Rosa a decidir se o caso da Operação Marquês, no qual o ex-primeiro ministro José Sócrates é arguido, segue ou não para julgamento.

Em entrevista à RTP, o juiz afirmou que o sorteio de atribuição do processo não é 100% aleatório. “Há uma aleatoriedade que pode ser maior ou menor consoante o número de processos de diferença que exista entre mais do que um juiz”, disse.

Logo após a divulgação destas declarações, o Conselho Superior de Magistratura (CSM) anunciou que iria abrir um inquérito “para cabal esclarecimento de todas as questões suscitadas pelo juiz de instrução criminal”.

Na sequência deste inquérito, Carlos Alexandre explicou que as suas palavras foram descontextualizadas, tendo inclusivamente, noticia o Expresso, entregue uma transcrição integral das suas declarações. No entanto, os instrutores do inquérito não ficaram convencidos, tendo recomendado que o processo disciplinar avance.

O juiz foi responsável por acompanhar a fase de inquérito da Operação Marquês, que levou o antigo primeiro-ministro socialista, José Sócrates, a ficar em prisão preventiva durante 10 meses e a ser acusado por 31 crimes de corrupção.

Quando foi feito o sorteio sobre que magistrado iria liderar a fase de instrução criminal do processo, as hipóteses dividiam-se entre Carlos Alexandre e Ivo Rosa, tendo sido o último jurista o escolhido. Segundo a interpretação das declarações, o sorteio poderia ter sido viciado para Ivo Rosa ter mais hipóteses de ser escolhido, considerou o CSM.

A fase inicial de inquérito da Operação Marquês foi dirigida pelo Ministério Público, mas contou com decisões e intervenções de Carlos Alexandre, motivo que levou alguns dos advogados de defesa a pedir o afastamento deste juiz da fase seguinte, a instrução do processo.

No início do mês o Conselho Superior de Magistratura determinou que Ivo Rosa ficasse em exclusividade para a instrução da Operação Marquês e do processo colégios GPS.

Carlos Alexandre já tinha tido sido alvo de inquéritos disciplinares por outras duas entrevistas, mas tinham sido arquivados, não tendo sido instaurado nenhum processo.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Deputado do PS nega presença-fantasma no Parlamento, mas Facebook desmente-o

Há mais um caso de um deputado com uma presença-fantasma no Parlamento. Desta vez, é afectada a bancada do PS e o deputado Nuno Sá que nega não ter estado no plenário a 12 de …

Funcionários públicos passarão a ter inscrição automática na ADSE

A inscrição dos funcionários públicos na ADSE passará a ser feita de forma automática, em vez de partir da iniciativa dos trabalhadores. Segundo o Público, esta medida esteve em cima da mesa numa reunião entre o …

Os papagaios são os "seres humanos" do mundo dos pássaros (e a genética explica porquê)

O papagaio-comum está para as outras aves assim como o ser humano está para os demais primatas: vive mais e é mais inteligente. Isto pode ser evidente a "olho nu", mas até agora não se conhecia …

Greve dos bombeiros arranca esta terça-feira e dura até janeiro

Os bombeiros profissionais vão estar em greve de quarta-feira a 2 de janeiro, com os Sapadores de Lisboa a começar a paralisação já esta noite, contra as propostas do Governo sobre estatuto e aposentação. Em Lisboa …

José Mourinho despedido do Manchester United

O técnico português José Mourinho foi esta terça-feira despedido do comando técnico do Manchester United, informou o clube britânico. A demissão, anunciada através do Twitter oficial do clube, surge após a derrota (3-1) frente ao Liverpool …

Ghosn terá desviado dinheiro para comprar casas, férias e até batatas fritas

O franco-brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, terá usado verbas da empresas para fins pessoais, para pagar desde casas a férias, até pacotes de batatas fritas, concluiu uma nova investigação. Ghosn está detido e foi oficialmente …

Afinal, os tornados não se formam como os meteorologistas pensavam

Se imaginarmos um tornado a formar-se, pensamos numa nuvem em forma de funil a descer dos céus como se fosse um dedo malicioso a tocar na Terra. No entanto, este modelo "de cima para baixo" …

Arqueólogos revelam o que se esconde debaixo do castelo do "Conde Drácula"

Os arqueólogos estudaram o conhecido castelo de Corvin na região romena de Transilvânia, onde Vlad III foi preso, e encontraram vestígios de várias estruturas desconhecidas. O castelo de Corvin, também conhecido como Castelo de Hunyadi ou …

Bola de fogo que explodiu na Gronelândia poderia ajudar-nos a estudar mundos alienígenas

Uma misteriosa bola de fogo que explodiu sobre a Gronelândia poderia ajudar-nos a estudar a estrutura de mundos alienígenas distantes e cobertos de gelo. Apesar de os primeiros dados terem demonstrado que a bola de fogo …

O interior dos buracos negros cresce (quase) para sempre

Os buracos negros são sugadores exímios, e nem a luz consegue escapar. Mas por que razão continuam a expandir-se? Agora, um dos maiores físicos do mundo apresentou uma nova explicação. Leonard Susskind propôs uma solução para …