/

José Sócrates poderá ser detido

7

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O Ministério Público pondera deter o antigo primeiro-ministro para interrogatório, no âmbito do processo Monte Branco, de acordo com a edição da revista Sábado que vai esta quinta-feira para as bancas, de acordo com o que adianta a TVI24.

José Sócrates estará sob vigilância há alguns meses, tendo-lhe sido levantados o sigilo bancário e fiscal, sendo suspeito no mesmo caso de fraude fiscal e branqueamento de capitais que levou à detenção e apresentação em tribunal de Ricardo Salgado.

No passado domingo, no seu espaço semanal de comentário no Telejornal da RTP1, José Sócrates pronunciou-se sobre a detenção de Ricardo Salgado para interrogatório no âmbito do processo Monte Branco.

Sócrates manifestou estranheza pela necessidade de uma “detenção para interrogatório”.

“Há detenções quando uma pessoa é condenada, e há a prisão preventiva quando ocorre risco de fuga ou de crime continuado”, disse o ex-primeiro ministro, “agora acho estranho isto de uma pessoa ser detida para interrogatório”.

José Sócrates conclui não poder acreditar que “a justiça só persiga os poderosos quando deixam de o ser“, porque “seria terrível tirar essa conclusão”.

Poucos dias depois, a possível detenção do próprio comentador vai fazer capa da revista Sábado.

Entretanto, a Procuradoria-Geral da República já enviou um comunicado a declarar que José Sócrates “não está a ser investigado, nem se encontra entre os arguidos constituídos no caso Monte Branco”.

José Sócrates, por seu turno, declarou ao Telejornal da RTP que “isto é uma verdadeira canalhice para me difamar”, acrescentando que o seu patromónio é conhecido.

“Não tenho contas para movimentar”, afirmou Sócrates.

A revista Sábado contudo, veio entretanto reafirmar a sua posição, garantindo que o comunicado da PGR “não desmente” a notícia que havia sido publicada.

De acordo com o artigo publicado hoje pela revista, “é dito claramente que o Ministério Público retirou uma certidão do processo principal Monte Branco onde consta como suspeito José Sócrates. ‘O caso Monte Branco, que já deu origem a vários processos-crime autónomos, incluindo aquele onde é visado José Sócrates (…)’, é o que se pode ler no artigo”, indica a Sábado no comunicado entretanto publicado.

ZAP

7 Comments

  1. hhhaa nao esse e serio ,,aliaz muito serio tal como ,,fraaudas usadas todos serios sem culpas e a situacao do pais e culpa de quem ? de mim nao que ja estou fora a mais de 25 anos e nunca tive cargos de poder em parte alguma do mundo agora aqueles que estiveram ou estao ainda nesses postos que respondam por isso bem ou mal mas que renpondam , sei que ,,governar ou orientar nao e facil mas por isso e que eu nao ,,passso da ,cepa torta certo que nesses casos nao tenho responsabilidade mas tambem ,, nao mamo nem me encho a custa daqueles que pouco ou nada teem e tambem por isso e so por isso nao temo os jul;gamentos ,, populares ou dos tribunais sou apenas ,, menos que ,,remediado mas sem cargas as minhas costas nao sou ,, nem quero ser rico , quero somente viver om o esforso do meu trabalho nao da ,, escratura que se impoem aos outreos ,, principalmente aos menos protegudos ou desamparados hhhhhaaaa nao tenho nem sou ,,nem quero ser apoiante , socio ou militante de qualquer partido ou mentalidade politica sou apenas um cidadao farto de toda esta cambade de imcompetentes desonestos vigarista chulos ,, democratas de meia tigela que apenas querem o seu ,,bem estar e dos seus amigos ,, e que se estao ,,,burrifando para quem sofre

  2. Detenham é o passos Coelho quando ele deixar de ser 1º Ministro, porque quando se descobrir a lama que ela esconde até se borram todos!

  3. Tou a ver k o Socas tem amigos jornalistas, agora k ele sabe k tá a ser investigado é k nunca mais vai dar em nada, se ele fosse chamado para interrogatório sem saber com antecedência poder-se-ia descobrir alguma coisa, agora já tem tempo para ligar para os amigos na procuradoria geral da republica, ministério publico ou tribunal constitucional, como aconteceu no caso das escutas e no freeport, e tudo lhe irá “passar ao lado”, esperem para ver…e ainda lhe terão de pedir desculpas pelas suspeitas…Ó Socas, paga o k deves…

  4. Se a justiça funcionasse mesmo, creio que esse senhor nunca chegaria sequer a secretário geral do PS, mas enfim esta classe política é a vergonha Nacional. O povo cá está para pagar as facturas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE