Há 72 concelhos com risco “muito elevado” de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso identifica 72 concelhos com risco “muito elevado” de infecção.

O Expresso calculou os concelhos portugueses com maior incidência de covid-19, no período de 5 a 19 de Outubro, tendo por base dados da DGS e estimativas de população do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Assim, ordenou 72 concelhos que apresentam um risco “muito elevado” de contágio depois de, em duas semanas, terem contabilizado mais de 120 novos casos por 100 mil habitantes.

Esses concelhos são os seguintes, ordenados do maior ao menor grau de incidência do contágio por coronavírus:

– Paços de Ferreira, Lousada, Bragança, Alvaiázere, Porto, Montalegre, Alcoutim, Mogadouro, Paredes, Pinhel, Felgueiras, Vizela, Góis, Marco de Canaveses, Penafiel, Arruda dos Vinhos, Valongo, Cinfães, Lisboa, Loures, Vila Flor, Sintra, Amarante, Cascais, Esposende, Vila Pouca de Aguiar, Guimarães, Vila Real, Alfândega da Fé, Santo Tirso, Resende, Borba, Vila Franca de Xira, Beja, Matosinhos, Ribeira de Pena, Odivelas, Lagos, Alter do Chão, Castelo de Paiva, Maia, Vila Verde, Castro Marim, Amadora, Mafra, Mêda, Seixal, Oeiras, Alenquer, Odemira, Penamacor, Entroncamento, Almada, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Vila do Conde, Albufeira, Macedo de Cavaleiros, Fafe, Póvoa de Lanhoso, Sernancelhe, Valença, Vinhais, Gondomar, Alcochete, Vila do Bispo, Tabuaço, Cantanhede, Valpaços, Guarda, Constância e Vila Nova de Famalicão.

A grande maioria dos concelhos que têm uma incidência “preocupante” de covid-19 estão a norte, como revela ao Expresso o professor de Epidemiologia Manuel Carmo Gomes, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Vizinhos de Felgueiras, Lousada e Paços Ferreira em avaliação

Paços de Ferreira, Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto, já foram sinalizados como os concelhos com as situações mais complicadas, tendo sido alvo de medidas de restrição específicas.

A ministra da Saúde assumiu que há concelhos na região Norte que “merecem maior preocupação” e que estão a ser avaliados “muito concretamente” pela DGS, nomeadamente aqueles que ficam próximos daqueles três concelhos.

“A confluência geográfica e a movimentação de pessoas são factores que agravam o risco, estamos a avaliar essa situação”, considerou Marta Temido na conferência de imprensa de actualização de dados sobre o coronavírus.

Sobre as medidas de restrição decretadas pelo Governo para Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira, a governante afirmou que a decisão “teve a ver com a incidência de novos casos ao longo dos últimos sete e 14 dias, mas também com a velocidade de crescimento de novos casos e com a pressão que se está a sentir em termos de capacidade de resposta de serviços de saúde”.

Desde as 00:00 desta sexta-feira, 23 de Outubro, as pessoas dos três concelhos do distrito do Porto têm o dever de permanência no domicílio, a proibição de quaisquer eventos com mais de cinco pessoas, bem como a obrigatoriedade de os estabelecimentos encerrarem às 22 horas e o teletrabalho como obrigatório para todas as funções que o permitam.

Mapas de risco escondidos

Com o agravamento dos novos casos nos últimos dias e prevendo-se que a curva continue a crescer até ao fim do ano, há investigadores e especialistas que defendem a divulgação dos mapas de risco de contágio por concelho que foram elaborados por peritos do Instituto Ricardo Jorge e da DGS.

Esses mapas de risco visam fazer “recomendações destinadas ao funcionamento dos transportes públicos, escolas, lares, cafés, restaurantes ou realização de festas, e que possam ser postas em prática pelas autoridades de saúde locais”, explica ao Expresso o professor Manuel Carmo Gomes.

Contudo, o Governo recusa divulgar esses mapas, considerando que torná-los públicos “poderia acentuar as desigualdades”, bem como “dificultar a mensagem que se quer passar: de que a luta contra a pandemia é uma responsabilidade de todos, independentemente de onde vivem”, como aponta o Expresso.

Inicialmente, o Governo previa divulgar estes mapas de risco, mas mudou de ideias “quando os surtos aumentaram em freguesias e concelhos mais pobres“, salienta ainda o semanário.

Estes mapas têm sido utilizados pela DGS nas análises diárias à situação, argumenta o Governo, desvalorizando, assim, a sua não divulgação pública.

Toda a região Norte já está com mapas de risco a funcionar e a avaliar a situação epidemiológica. São esses mapas de risco que norteiam a nossa decisão”, já referiu Marta Temido.

A ministra acrescentou que estes mapas podem ser “um instrumento muito importante na adopção de medidas locais e regionais“, nomeadamente para “ajudar a definir as fronteiras de zonas onde há uma maior transmissão, mas têm um impacto interpretativo nas pessoas”.

“Não podemos esquecer que mapear uma zona com uma tipologia de cores pode ter algum efeito negativo na forma como se encaram determinadas localidades“, alertou Marta Temido.

Contudo, há especialistas que insistem que “os cidadãos têm o direito de ter acesso a toda a informação que lhes permita protegerem-se melhor”, como destaca ao Expresso o antigo diretor-geral da Saúde, Constantino Sakellarides.

“Os riscos não são iguais ao mesmo tempo em todos os municípios, portanto, faz sentido existirem mapas locais para alertar para a adopção de medidas pela comunidade“, acrescenta o também ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George, igualmente em declarações ao Expresso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não há “mapas de risco”, a sim um grande Mapa de risco que é todo o Portugal Continental e Anexos !………. A estirpe COVID não viaja sozinha, acompanha as nossas deslocações !…por isso digressões e eventos em localidades dispersas, que acolhem grandes lotações, são a excelente “boleia” para esse nosso hospede !

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …