Grande Lisboa com mais casos de covid-19 do que Itália em 14 dias (com as docas cheias e festa na praia)

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a registar a larga maioria dos novos casos de infectados com covid-19 do país, numa altura em que surgem notícias de ajuntamentos nas docas e de festas ilegais na praia. Nos últimos 14 dias, a Grande Lisboa contabiliza mais novas infecções do que toda a Itália no mesmo período.

Apenas Alemanha, Espanha, Suécia, França e Polónia registaram mais novos casos de covid-19 do que a região de Lisboa e Vale do Tejo nos últimos 14 dias, conforme dados recolhidos pela revista Sábado até esta sexta-feira, com base no boletim da Direcção Geral de Saúde (DGS).

Desde o início de Junho, a Área Metropolitana de Lisboa revelou “quase cinco 5 mil casos dos 5.594 infetados de todo o país”, como nota a Sábado. Com uma média de cerca de 275 novos casos por dia, a região teve mais novos casos do que países como Itália, Bélgica e Holanda, de acordo com a mesma fonte.

“Foram confirmados cerca de 8 casos por cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias”, enquanto o resto do país teve “apenas 0,8 casos de Covid-19 por cada 100 mil habitantes”, ainda segundo a mesma revista.

O primeiro-ministro, António Costa, tem insistido que Portugal apresenta um elevado número de novos casos porque é um dos países que mais testa.

O concelho de Lisboa já ultrapassou os 3 mil casos de infectados (3.037), o que constitui 7,9% dos 38.464 casos de infecção confirmados em todo o país.

O Porto, onde começou o foco da infecção, está sem novos casos há 14 dias consecutivos, mantendo 1.414 infecções confirmadas desde o início do mês. Apesar disso, Rui Moreira proibiu espectáculos e impôs várias restrições na noite de S. João que se celebra no próximo dia 24 de Junho.

Em Lisboa, o primeiro-ministro anunciou com “orgulho” o facto de os Estádios da Luz e de Alvalade receberem a fase final da Liga dos Campeões de futebol em Agosto, chegando a considerar que é “um prémio para os profissionais de saúde”.

A directora-geral de Saúde também admitiu que pode haver adeptos nos Estádios, notando que “quantos mais visitantes forem melhor será para o país, mas desde que sejam cumpridas as regras”.

Docas cheias e festa ilegal na praia

Entretanto, continuam a surgir notícias de ajuntamentos de pessoas em Lisboa. O Correio da Manhã (CM) reporta que, nesta sexta-feira à noite, as docas de Alcântara, em Lisboa, estavam “cheias de jovens sem máscara e a desrespeitar distanciamento social”, “entre abraços e beijos”.

Na praia de Carcavelos, em Oeiras, a PSP foi obrigada a intervir para interromper uma “festa ilegal com 200 pessoas”, também de acordo com o CM.

O jornal refere que “vários jovens juntaram-se esta sexta-feira no areal com bebidas alcoólicas” e que alguns deles eram menores.

Na semana finda, foi notícia que várias pessoas ficaram infectadas depois de uma festa ilegal em Lagos. Já foram detectados mais de 70 pessoas infectadas e o Estado está agora a pensar pedir uma indemnização aos organizadores da iniciativa.

Nesta sexta-feira, na habitual conferência de apresentação dos números da pandemia, a ministra da Saúde, Marta Temido, teve uma intervenção dura, recordando que “isto é uma maratona, não é um sprint”. “Não é possível baixar a guarda e estão redondamente enganados aqueles que pensem que podem baixar a guarda”, apontou.

Temido assumiu que está a haver alguma “dificuldade em quebrar as cadeias de transmissão”.

“Continuamos em estado de calamidade, não sabemos até quando o vamos manter. É o momento de pôr os pés na terra e pensar que não está tudo adquirido porque não está”, vincou ainda, salientando a importância da “responsabilidade dos indivíduos”.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. ZAP, corrijam
    “Desde o início de Junho, a Área Metropolitana de Lisboa revelou “quase cinco 5 casos dos 5.594 infetados de todo o país”, como nota a Sábado. ”
    Segundo a Sábado são cerca de 5 mil.
    Cumprimentos

  2. Boa noite.
    Este crescimento de casos referem a ocorrências de há duas semanas nomeadamente a manif da extrema esquerda ‘contra o racismo’ (?) com centenas de pessoas confinadas ombro a ombro com o vírus à solta pois é assim que atua. E regressaram a casa e contaminar a pais e avós. Mas isto a imprensa não fala. Estas situações presentes só vão despoletar infeção por covid dentro de duas semanas..
    Estes irresponsáveis prejudicaram muito o País, a população portuguesa e o SNS. É é um crime público de propagação de doença..

  3. Isso só demonstra que em vez de orgulho, os Portugueses deveriam é estar muito preocupados com a Liga dos Campeões! Somos os únicos que se puseram a jeito para receber nesta altura esses jogos pois os outros Países da Europa (civilizados) mandaram a UEFA dar uma curva para não pôr em perigo os seus cidadãos. Somos tratados pelos nossos governantes como idiotas pondo toda a gente ao nível do que eles são, uma cambada de idiotas!

  4. Português… só quando existe castigo é que cumpre.
    Para isto se resolver: Quem fosse apanhado, além de uma multa. Deveria ficar registado os seus dados, em caso de ficar com Covid-19 nos 14 dias a seguir. Sairia do seu bolso o tratamento. Só assim o Português teria cuidado.

  5. Tudo começou logo no 1º. de Maio com as festas dos comunas da CGTP. Mas a comunicação social cala-se. E para ir mais longe, aquele comuna da América Latina, não me recorda o nome mas também não importa, que estava exilado em Espanha e foi ao Porto com um grande rebanho de infetados e já a tossir. Esse acabou por bater a bota pouco depois e os seus apoiantes não se sabe. Mas como é tudo gente “de esquerda” os jornais estão calados que nem ratos.

RESPONDER

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …

Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um "cenário de recuperação muito gradual" do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para …

Hospital de Lisboa deixou entrar pessoas sem máscara

O Hospital da Luz, em Lisboa, permitiu a entrar e circulação de pessoas sem máscara dentro das instalações. O hospital garante que foi um "erro humano" e que não voltará a acontecer. A Rádio Renascença escreve, …

A Estação Espacial Internacional moveu-se para evitar uma colisão

Esta terça-feira, a Estação Espacial Internacional realizou uma "manobra de evasão" para evitar ser atingida por um pedaço de lixo espacial. Controladores de voo russos e norte-americanos terão trabalhado em conjunto para mover a Estação Espacial …

Professor de Direito que ataca feminismo está a ser julgado por violência doméstica

Francisco Aguilar, professor na Faculdade de Direito de Lisboa, está a causar polémica devido a conduta que escolhe para dar as suas aulas. O professor que leciona algumas cadeiras do mestrado em Direito, aproveita as …

Ministério da Educação não revela o número de casos em escolas desde o início do ano letivo

Numa altura em que muitas turmas de várias escolas do país tiveram de voltar ao ensino à distância, devido ao surgimento de infeções, o Ministério da Educação não revela quantos alunos, discentes ou docentes ficaram …