Mais três mortes e 375 novos casos. Festa em Lagos já fez 76 infetados

António Cotrim / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

Portugal registou, esta sexta-feira, mais três mortes relacionadas com a covid-19 e mais 375 infetados, sendo que 76% do total registou-se na região de Lisboa e Vale do Tejo.

De acordo com o boletim epidemiológico desta sexta-feira divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais três mortes (aumento de 0,19%) e 375 novas infeções (aumento de 0,98%) de covid-19.

Segundo a DGS, 284 dos 375 casos verificaram-se na região de Lisboa e Vale do Tejo (76% do total). A região Norte tem mais 28 casos, o Centro mais 21, o Alentejo mais nove e o Algarve mais 32. A Madeira voltou a registar um caso.

O boletim mostra ainda que dois dos três óbitos ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo e o outro na região Centro: um homem com entre 60 a 69 anos, uma mulher com entre 70 e 79 e uma mulher com 80 anos ou mais.

No total, o país contabiliza 1527 vítimas mortais e 38.464 infetados. Até ao momento, 24.477 pessoas recuperaram da doença, ou seja, houve mais 467 recuperados relativamente ao dia de ontem.

O boletim desta sexta-feira indica ainda que o número de doentes hospitalizados é, neste momento, de 422 (mais seis do que na quinta-feira), dos quais 67 pacientes estão nos cuidados intensivos, o mesmo número que ontem.

Há ainda 29.046 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde e 1530 aguardam resultado laboratorial para saber se estão infetadas.

No total, a região Norte é a que regista o maior número de casos confirmados (17.236), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (16.255), do Centro (3955), do Algarve (480) e do Alentejo (304). Há ainda 143 casos nos Açores e 91 na Madeira.

Festa ilegal em Lagos já fez 76 infetados

Antes da publicação do boletim epidemiológico da DGS, as autoridades de Saúde do Algarve realizaram uma conferência de imprensa para atualizar os números de casos na região.

Segundo a rádio TSF, as autoridades confirmaram que, até ao momento, há “76 casos confirmados do surto de Lagos”, que se iniciou numa festa ilegal realizada em Odiáxere.

O grupo etário mais atingido é entre os 20 e os 29 anos, sendo que já estão confirmadas nove infeções em crianças entre os zero e os nove anos.

De acordo com o boletim da DGS, o concelho de Lagos registou mais 20 casos nas últimas 24 horas.

“Dificuldades em quebrar cadeias de transmissão”

Na habitual conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, a ministra da Saúde, Marta Temido, avançou que, entre 11 e 15 de junho, o R médio foi de 0,98, ou seja, o número reprodução de contágios mantém-se próximo de um, avança o Observador.

A governante afirmou que estão “a ter dificuldades em quebrar as cadeias de transmissão, ainda que o R seja inferior àquilo que já foi”, declarou.

Temido acrescentou que a “maior preocupação está circunscrita a cinco concelhos da área de Lisboa” e, por isso, está marcada uma reunião para a próxima segunda-feira “que contará com a presença do primeiro-ministro e que envolverá o presidente da Área Metropolitana de Lisboa e os presidentes de câmara destas áreas geográficas”.

Não é possível baixar a guarda e estão redondamente enganados aqueles que pensam que podem regressar às suas vidas na normalidade anterior. Isso só acontecerá quando uma vacina ou um tratamento eficaz forem descobertos. Daqui até lá não hesitaremos em usar as medidas de saúde pública necessárias a que a supressão da doença seja efetivamente adquirida e conquistada para todos”, reforçou a ministra, citada pelo mesmo jornal online.

“Os portugueses fizeram sacrifícios enormes nos últimos meses e o ministério da Saúde e Governo não irão correr o risco de deixar que esse esforço seja desperdiçado. O comportamento individual é a melhor forma de cada um se proteger a si, proteger os mais expostos e vulneráveis e proteger o sistema de saúde. Isto é uma maratona, não é um sprint”, declarou ainda.

Sobre o surto no IPO, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, adiantou que “está controlado”, havendo, atualmente, “13 profissionais e 17 doentes positivos”. A ministra confirmou a existência de uma vítima mortal, que “terá falecido numa outra unidade de saúde”.

Atualmente, há 3681 profissionais de saúde infetados, dos quais 516 são médicos, 1180 enfermeiros, 1082 assistentes operacionais, 166 assistentes técnicos, 113 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e 620 profissionais de grupos profissionais diversos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Portugal deixa de estar entre regiões da UE de risco elevado

Esta quarta-feira, Portugal saiu da lista de regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19. Portugal deixou de estar entre as regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19 nos …

Brueckner absolvido de suspeitas no caso da "Maddie alemã"

Christian Brueckner foi absolvido das suspeitas que recaíam sobre si no caso do desaparecimento de Inga Gehricke, conhecida como a "Maddie alemã".  O The Sun avança, esta quarta-feira, que Christian Brueckner, suspeito do rapto de Madeleine …

Carlos Moedas é o candidato do PSD a Lisboa

Rui Rio está reunido com Carlos Moedas, ao final da tarde desta quinta-feira. Em cima da mesa está a corrida autárquica e a aposta no antigo comissário europeu para derrubar Fernando Medina da Câmara Municipal …

"Acabou-se o amor e as versões alteraram-se." Maria e Mariana julgadas pela morte de Diogo Gonçalves

O Tribunal de Portimão começou, esta quarta-feira, a julgar duas mulheres suspeitas de terem matado um jovem, em março do ano passado, no Algarve. As arguidas - uma enfermeira e uma segurança - estão acusadas pelo …

Dois anos depois, primeiro produto de canábis chega às farmácias em abril

Dois anos depois de aprovada a lei, as farmácias portuguesas já receberam "luz verde" para começar a vender o primeiro produto de canábis a partir de abril. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança …

"Sucesso completo". China declara (outra vez) que erradicou a pobreza extrema

O Presidente da China, Xi Jinping, declarou esta quinta-feira oficialmente que o país concluiu a "árdua tarefa" de erradicar a pobreza extrema, apontando que 98,99 milhões de pessoas saíram daquela condição nos últimos oito anos. "Hoje, …

Relatório acusa príncipe saudita de aprovar a morte de Khashoggi

Um relatório da inteligência norte-americana conclui que o príncipe herdeiro saudita aprovou o assassínio do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018. O príncipe herdeiro e governante da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, aprovou o assassínio em 2018 …

Venda de barragens. Terra de Miranda acusa EDP de fraude fiscal

O Movimento Cultural da Terra de Miranda suspeita que o negócio das barragens da EDP foi arquitetado de forma a escapar ao pagamento de impostos. Em causa está o pagamento de 110 milhões de euros …

Entre acusações a um Governo "incompetente" que "saiu do armário", foi aprovado o estado de emergência até 16 de março

Esta quinta-feira foi aprovada, na Assembleia da República, a renovação do estado de emergência até 16 de março. O decreto passou com votos a favor do PS, PSD, CDS, PAN e deputada não inscrita Cristina …

Alterações climáticas geram mais de 12 mil milhões de euros de perdas anuais na UE

Na apresentação da nova estratégia de Bruxelas para fazer face à crise ambiental, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Frans Timmermans, afirmou que o combate às alterações climáticas já não passa apenas pela redução das …