Champions é em Lisboa. Costa fala em “prémio merecido” para profissionais de saúde

Miguel A. Lopes / Lusa

Tanto António Costa como Marcelo Rebelo de Sousa enalteceram o esforço dos portugueses no combate à covid-19, que contribuiu para este “prémio”. A DGS diz que ainda é cedo para falar sobre a admissão de público nos estádios, mas não descarta essa hipótese.

A diretora-geral da Saúde considerou esta quarta-feira “precoce” admitir a presença de público nos estádios portugueses durante a ‘final a oito’ da Liga dos Campeões de futebol, que se vai realizar em Lisboa. No entanto, Graça Freitas não exclui, de imediato, essa possibilidade.

“É precoce dizer [se haverá público]. O que quer que a Direção-Geral da Saúde [DGS] faça, fá-lo-á avaliando a situação especifica desta competição e em articulação com o parceiro que tem nessa avaliação, que é a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Neste momento, é precoce dizer seja o que for”, afirmou Graça Freitas, na conferência de imprensa diária sobre a pandemia de covid-19.

A responsável respondia a uma pergunta sobre se a DGS perspetiva autorizar público nos estádios na principal competição europeia de clubes, cuja fase final foi hoje atribuída a Portugal pelo Comité Executivo da UEFA.

Graça Freitas referiu ainda cabe a “outras entidades” calcular a estimativa de visitantes ao país. A responsável disse que “quantos mais visitantes forem melhor será para o país, mas desde que sejam cumpridas as regras” sanitárias.

Graça Freitas observou ainda que tem “a garantia da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), da FPF, e dos clubes envolvidos, mas sobretudo da FPF, de que os códigos de conduta e regras serão observados”.

A diretora-geral notou ainda que Portugal “é um país seguro” e que a região de Lisboa e Vale do Tejo tem registado um elevado número de casos de infeção pelo novo coronavírus porque as entidades estão a “procurá-los ativamente”.

“Um excelente exemplo da segurança do nosso país é a forma como o campeonato foi retomado. Um modelo que tão bem tem resultado com a FPF, também resultará com a ‘champions’”, afirmou.

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, destacou que o envolvimento da DGS no plano de organização da prova, assinalando que “dá confiança aos organismos internacionais para trazer o evento” para Portugal.

“Será uma boa decisão trazer a ‘champions’, com segurança, como tem acontecido com o campeonato nacional”, afirmou.

Costa: “É uma vitória antecipada de todos os portugueses”

“É uma vitória antecipada de todos os portugueses. Demonstraram uma capacidade extraordinária de resistir e ultrapassar esta pandemia. Permitiram diferenciar Portugal e permitiram controlar a pandemia”, disse o primeiro-ministro português, esta quarta-feira.

António Costa relembrou o bom trabalho feito pelos portugueses no combate à pandemia de covid-19, reforçando que este é um prémio por esse esforço.

“O nosso Serviço Nacional de Saúde é robusto. Nunca tivemos uma taxa de ocupação superior a 60 por cento nos cuidados intensivos. Tenho de agradecer aos profissionais de saúde e a todos os portugueses. Portugal é um destino seguro, para quem quer viver, trabalhar, fazer turismo e investir. É muito importante o esforço que todo o pais está a fazer para recuperar a economia ao mesmo tempo que combatemos a pandemia”, disse Costa, citado pelo jornal Público.

O primeiro-ministro disse ainda que este reconhecimento por parte da UEFA é um “prémio merecido aos profissionais de saúde”, pela forma como provaram que o sistema de saúde português é robusto para responder a qualquer eventualidade.

“A prova não vai ter nenhum clube português, se calhar terá jogadores e treinadores portugueses, mas é uma vitória de todos os portugueses. Só foi possível porque os portugueses mostraram uma capacidade extraordinária para enfrentarem esta pandemia. E é um prémio aos profissionais de saúde. Ao longo desta crise nunca tivemos uma taxa de ocupação superior a 60% nos cuidados intensivos, nunca tivemos uma situação de rutura. Temos de agradecer aos profissionais de saúde e a todos os portugueses que fizeram com que Portugal se afirmasse como um destino seguro. Portugal é um destino seguro”, afiançou.

Marcelo Rebelo de Sousa também aproveitou o momento para falar sobre o assunto, salientando que este é um caso “único e irrepetível”.

“Esta não é mais uma final da Champions, é um caso único e irrepetível, pelo momento que estamos a viver. Não conhecemos uma pandemia semelhante a esta nos ultimos 100 anos e que ainda estamos a viver. Nada é comparável com o fechamento de fronteiras, a paragem do comércio, e é neste clima que se realiza a fase final em Lisboa, num momento em que todos os países disputam o regresso do turismo internacional. Ser a marca Portugal aquela que vence e aquela que se vai afirmar em Agosto não tem preço”, disse o Presidente da República.

Marcelo deixou também um voto de felicitações aos portugueses pelo seu empenho e dedicação durante a pandemia. “Os portugueses merecem o que vão ter em agosto”, atirou.

O Estádio da Luz e o Estádio José Alvalade, em Lisboa, vão receber a fase final da Liga dos Campeões futebol em agosto, em campos neutros e em apenas um jogo, anunciou hoje a UEFA. A final estava prevista para o Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul.

A edição de 2019/20 da ‘Champions’, que foi suspensa em março devido à pandemia de covid-19, vai ser reatada com os restantes quatro jogos dos oitavos de final, seguindo-se o desfecho inédito em campos neutros, na Luz e em Alvalade.

Atlético de Madrid, Atalanta, Leipzig e Paris Saint-Germain aguardam a segunda mão dos embates dos ‘oitavos’ (Manchester City-Real Madrid, Juventus-Lyon, FC Barcelona-Nápoles e Bayern Munique-Chelsea), agendados para 7 e 8 de agosto, no Porto ou em Guimarães, caso não sejam jogados nos recintos dos clubes, segundo a UEFA.

Portugal registou, esta quarta-feira, mais um morto relacionado com a covid-19 do que no dia anterior e mais 336 infetados, a maioria na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim epidemiológico da DGS.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. A retoma é muito desejada , isto pode dar uma ajuda e agradecemos. Agora ver os 3 estarolas a fazer uma conferencia de impressa como se fosse o acontecimento do ano e a salvação nacional é no mínimo deprimente.
    Por favor poupem-nos a estes episódios deprimentes que só mostram a nossa pequenez e uns miseráveis politiqueiros que parecem estar no Big-Brother e dizem: ” olhem para nós, o que queremos é fama”.

    Francamente já não há pachorra…

  2. Este é sem dúvida o maior momento de afirmação da grandeza do povo português.
    É a suprema afirmação do nosso desígnio enquanto cidadãos deste grande país.
    É a concretização de um sonho, o alcançar do maior objectivo da nação.
    Equiparado a isto, talvez só o épico europeu de 2004.
    Nem festival da canção, nem web summit, apesar da sua grandiosidade, se comparam com tamanha façanha.
    Os outros países devem estar a roer-se de inveja. Afinal, isto era o que todos mais ambicionavam e aquilo por que todos se gladiavam obsessivamente. Era o principal objectivo de todas as nações, e apenas Portugal saiu vitorioso.
    Resto do mundo: aprendam com Portugal, que mais uma vez mostrou que é o pais mais desenvolvido à face da Terra.

  3. Se fosse dar banho ao cão!!!!
    Dêem o prémio da champions aos profissionais de saúde e assim, sim.
    Agora discurso idiota só para enganar totós, mais vale estar calado.

  4. O que os profissionais de saúde mais querem e merecem é a melhoria das condições de trabalho: desde ordenados; material de protecção; desinfecção geral para evitar que os doentes entrem no hospital por 1 doença e saiam mortos com 1 bactéria / virus hospitalar. …..

  5. A Demagogia, tem limites…..mas para o nosso Costa, com esta afirmação…excedeu-se !….Para aqueles que sofrem de futebolite aguda esta declaração é musica para os adictos ! Os profissionais de Saúde merecem outro tipo de reconhecimento !

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …