Governo preocupado com falta de coordenação na caça ao “Piloto”

Miguel Pereira da Silva / Lusa

-

Já passaram nove dias desde que “Piloto” fugiu para parte incerta. O Governo, e sobretudo a ministra da Administração Interna, começam a ficar preocupados com a falta de resultados da operação policial montada pela GNR e PJ.

Passaram nove dias desde que Pedro Dias, agora mais conhecido por “Piloto”, matou um agente da GNR e um civil e deixou outras duas pessoas em estado grave. Continua a monte desde então.

Segundo o Diário de Notícias, a ausência de resultados envolvidas na “caça ao homem” do tiroteio em Aguiar da Beira estão a preocupar cada vez mais o Governo.

Em especial, a ministra da Administração Interna que, todos os dias, de acordo com o seu gabinete, telefona à PJ “para colocar à disposição todos os meios e recursos das polícias sob a sua tutela”.

É cada vez mais evidente o fracasso das operações que, segundo o DN, pode ser explicado pela falta de coordenação entre as forças policiais no terreno.

De acordo com algumas fontes envolvidas, a GNR e a Polícia Judiciária não reúnem para trocar informação e têm a sua própria operação em campo.

Além disso, fonte oficial da PSP também lamentou ao jornal que, apesar de terem dado todas as informações que tinham na sua base de dados sobre o suspeito, continuam a ser colocados “à margem das operações”.

“Mas em troca, nada. Estamos às escuras, apesar de termos responsabilidade na segurança das zonas urbanas da região alvo da operação”, afirma.

Em declarações ao DN, o ex-secretário-geral do Sistema de Segurança Interna (SG-SSI), Mário Mendes, alerta que a sua sucessora, a procuradora Helena Fazenda, devia estar mais em cima do caso.

“Faz parte das suas competências promover mecanismos de coordenação” em casos “desta gravidade que são uma ameaça à segurança pública”, declarou.

GNR está a tratar fuga como uma “ameaça de bomba”

A GNR tem realizado buscas em várias localidades do distrito de Vila Real, onde o fugitivo chegou a ser visto e onde deixou um carro que tinha roubado em Arouca.

Esta quarta-feira, o major Marco Cruz salientou que a estratégia policial que está a ser usada para tentar apanhar o suspeito é semelhante aos casos de “ameaças de bomba”.

A estratégia passa por “pressionar um bocadinho para ver se há um erro”, disse à Renascença.

“Este indivíduo está desgastado pelos muitos dias de fuga. Mesmo que durma, não dorme em condições normais, e está a ficar psicologicamente mais desgastado”, acrescentou.

Entretanto, a GNR está a apelar, através do Facebook, para que as pessoas não divulguem “a localização” das patrulhas que estão no terreno.

O homem, que já era conhecido das autoridades e é considerado “perigoso”, está a deixar as populações do distrito com “muito medo”.

A edição do Jornal de Notícias desta quinta-feira dá conta que, depois do tiroteio, Pedro Dias encontrou-se com a antiga companheira para pedir que lhe servisse de álibi.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É o que dá gostarmos de complicar, porque é que precisamos de uma GNR, uma PSP e uma PJ? Não podíamos ter apenas um organismo chamado “Polícia” para não termos esta falta de coordenação? A GNR tem responsabilidade numas zonas, a PSP noutras e a PJ noutras… mas que palhaçada é esta? É normal que assim não haja coordenação entre as várias forças de segurança… Enfim, é o Portugal que temos…

RESPONDER

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …