“Piloto” sequestrou idosos, roubou carro e já foi visto em Vila Real

Miguel Pereira da Silva / Lusa

A GNR mantém um forte aparato policial na zona de Vila Real, continuando as buscas pelo suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, que foi avistado ao final da tarde de domingo, numa aldeia, junto à cidade transmontana, depois de ter sequestrado dois idosos em Arouca e de ter roubado um carro.

A GNR mantém vários elementos no terreno, com muitos militares concentrados em alguns pontos, onde estão a parar algumas viaturas, pedindo aos condutores para abrirem as malas.

As autoridades continuam, assim, à procura do homem que é suspeito de ter assassinado duas pessoas em Aguiar da Beira, no distrito da Guarda.

Chegou a ser notícia que Pedro Dias, de 44 anos, já teria fugido para Espanha e que teria roubado um carro em Salamanca.

Mas o suspeito foi avistado, este domingo, por uma patrulha da Guarda na zona industrial de Vila Real e na aldeia de Constantim, horas e cerca de 100 quilómetros depois de alegadamente ter roubado um carro branco em Arouca. O Diário de Notícias adianta que a viatura é um Opel Astra.

Populares contaram que o presumível homicida terá passado por uma rua central de Constantim, onde teve de parar atrás de um carro que fazia manobras de estacionamento.

O condutor de Constantim desviou-se para deixar passar o carro branco, alegadamente conduzido pelo suspeito, e, numa segunda tentativa de estacionamento, acabou por impedir também a passagem dos militares da GNR.

De imediato, a GNR montou uma operação de busca pelo homem, com dezenas de militares, ainda agentes da PSP e elementos da PJ, no terreno.

Logo depois, alguns populares ligaram para as autoridades a dar conta de avistamentos do alegado homicida, nomeadamente nas aldeias de Carro Queimado ou São Cibrão.

Dois idosos sequestrados em Arouca

Horas antes de ter sido visto em Vila Real, Pedro Dias terá sequestrado um casal de idosos numa residência em Moldes, Arouca, e roubado a viatura de um deles, pondo-se em fuga.

As autoridades acreditam que o suspeito passou os últimos dias refugiado numa casa abandonada, naquela localidade, situada ao lado de uma moradia de emigrantes, que se encontra desabitada grande parte do ano.

A GNR está agora focada na zona de Vila Real mas continua a exercer acções também nos distritos limítrofes, tanto a norte como a sul.

Durante a noite, o porta-voz da GNR, major Marco Cruz, disse à agência Lusa que a “prioridade continua a ser a segurança das populações mais isoladas, principalmente nos distritos de Viseu, Aveiro e Guarda”, reforçando a ideia de que o suspeito “já mostrou que é perigoso”.

O porta-voz da GNR acrescentou que os comandos territoriais “têm trabalhado muito no sentido de procurar o principal suspeito”, continuando a “investigação criminal e a recolha de indícios”.

Foi há uma semana que um militar e um civil foram assassinados a tiro em Aguiar da Beira, onde também um outro militar e uma civil ficaram feridos com gravidade.

Já durante a tarde, na zona de Candal, um outro militar da GNR foi também ferido com uma arma de fogo mas teve depois alta hospitalar.

O presumível homicida encontra-se, desde então, em fuga, apesar das operações policiais em curso para o capturar.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal de Loures. António Joaquim vai manter-se em liberdade

O Tribunal de Loures decidiu esta sexta-feira manter a medida de coação de termo de identidade e residência a António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, após um pedido …

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …

Em tempos difíceis, Von der Leyen diz que “sempre vi em Portugal um forte aliado"

Numa entrevista, Ursula von der Leyen disse que Portugal terá “a tarefa de liderar” com a recuperação da pandemia quando chegar à presidência do Conselho da UE em 2021. E promete uma proposta “mais humana …

Caso Eurofin. Salgado recebe coima de 4 milhões de euros do Banco de Portugal

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar mais uma coima, no valor de quatro milhões de euros, no processo sobre o veículo suíço Eurofin e por operações que lesaram …

"Último recurso". Governo britânico admite novo confinamento no Reino Unido

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, admitiu esta sexta-feira que o Governo conservador não descarta decretar um segundo confinamento nacional para conter a pandemia de covid-19, embora considere esta opção um "último recurso" “Faremos …

Pais deixaram aluno com covid-19 na escola. Denúncia já chegou à PSP

Um aluno de uma escola de Leiria que está infectado com o coronavírus foi à apresentação do ano lectivo, nesta quarta-feira, quando já havia suspeitas de que teria covid-19, uma vez que o pai também …

A segunda vaga já chegou a Portugal (e há "uma diferença muito importante")

Os especialistas não duvidam que a segunda vaga de covid-19 já chegou a Portugal, mas apontam que há diferenças significativas relativamente ao início da pandemia, em Março. "Há uma diferença muito importante nesta segunda vaga que …

Governo tinha 90 milhões para apoiar criação de emprego (mas pedidos superaram os 487 milhões)

O programa do Governo para apoiar a criação de emprego, lançado em julho, tinha uma verba de 90 milhões de euros. Dois meses depois, a procura excedeu os 487,5 milhões. O jornal Público adiantou esta quinta-feira …