Demitir a DGS? “No meio das batalhas não se mudam os generais”

António Cotrim / Lusa

Esta quarta-feira, durante o debate quinzenal, na Assembleia da República, discutiu-se como é que o Governo vai dar resposta ao surto do novo coronavírus Covid-19, que já fez oito infetados em território nacional.

António Costa, que recentemente visitou o Hospital de São João, no Porto, onde se encontram alguns dos infetados, afirmou que “tudo tem sido feito” para garantir “uma resposta adequada” e para assegurar que o país se prepara “o melhor possível para enfrentar esta epidemia”.

O primeiro-ministro lembrou que já foram ativados quatro hospitais de segunda linha e disse haver seis hospitais “em estado de prontidão”. “Estão a ser identificadas cerca de 2000 camas de isolamento que podem ser disponibilizadas, 300 das quais em cuidados intensivos”, disse, citado pelo jornal Público.

Consciente do impacto que esta epidemia vai ter na economia, o governante anunciou uma linha de crédito para apoio de tesouraria a empresas afetadas, caso seja necessário, no valor inicial de 100 milhões de euros.

Costa sublinhou que o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital já se reuniu “com as principais associações empresariais para fazer um ponto de situação e procurar formas de minimizar os efeitos desta epidemia”.

Num outro plano, o primeiro-ministro destacou a necessidade de “salvaguardar os direitos laborais daqueles que, por razões de saúde pública, não possam comparecer nos respetivos locais de trabalho, por decisão de uma autoridade de saúde pública, continuando a receber o seu salário por inteiro, tanto no setor público, como no setor privado”.

Sobre a revisão constitucional para consagrar o internamento obrigatório, proposta apresentada pelo deputado único do Chega, André Ventura, o chefe do Executivo defendeu que “todas as medidas devem sempre observar o princípio da proporcionalidade, sendo adotadas de forma gradual e apenas em caso de necessidade”. “O pior vírus é mesmo o do alarme social”, lembrou Costa durante a sua intervenção no debate.

O mesmo deputado perguntou ao primeiro-ministro se retirava a confiança à diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, que, recentemente, admitiu um cenário de um milhão de infetados em Portugal, mas depois veio negar.

“Não se trata da minha diretora-geral de Saúde, mas a da República portuguesa. Estamos no risco de uma pandemia e no meio das batalhas não se mudam os generais. Em momentos como este, travam-se as batalhas e vencem-se as batalhas e é isso que faremos com a senhora diretora-geral da Saúde”, disse Costa, citado pelo jornal Expresso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E o Ventura já se demitiu por mentir à descarada e de fazer exactamente o contrário do que prometeu em campanha?!
    O “artista” é advogado, consultor, comentador da CTMV e, nos tempos livres, deputado!!!
    Um verdadeiro artista…
    “André Ventura e a arte de gozar com a cara do eleitorado do Chega”
    facebook.com/chegadeventura/videos/2225205857786052/

  2. Ainda bem que vozes de burro não chegam ao céu! Essas pessoas que estão a dar o corpo ao manifesto. ministros responsáveis, médicos, enfermeiros e pessoal que trabalha todos os dias na área da saúde, precisam que burros se calem, pelo menos nestas horas difíceis. Todos eles precisam de animo, coragem e o nosso reconhecimento. Desmotivação não! A todos eles OBRIGADA. Confiarei!

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …