Costa tem “total confiança” em Azeredo

Paulo Cunha / Lusa

José Azeredo Lopes com o primeiro-ministro, António Costa

António Costa declarou “solidariedade” com o ministro que se demitiu na sequência do assalto a Tancos e disse saber que Azeredo está “profundamente magoado” com situação.

O primeiro-ministro, António Costa, assegurou este sábado manter “total confiança” no ex-ministro Azeredo Lopes, que foi constituído arguido no processo relativo ao chamado caso Tancos, até porque a comissão de inquérito parlamentar já fez “um trabalho esclarecedor”.

Tenho total confiança” no ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes e “acho que a comissão de inquérito parlamentar já fez um trabalho muito esclarecedor”, afirmou Costa, em Braga.

O ex-ministro foi constituído arguido na quinta-feira no processo sobre o furto de Tancos, considerando que esta condição, apesar de garantir mais direitos processuais, é “socialmente destruidora”.

“Comunico que fui (quinta-feira) constituído arguido no processo relativo ao chamado caso Tancos. Esta condição, se é verdade que me garante mais direitos processuais, é absolutamente inexplicável tendo em conta os factos relativos ao meu envolvimento do processo, que foi apenas de tutela política”, referiu na altura, em comunicado enviado à Lusa.

Admitindo que “o dr. Azeredo Lopes está profundamente magoado com toda a situação”, o primeiro-ministro lembrou que “é importante que não restem quaisquer insinuações ou dúvidas sobre esta matéria”, defendendo, por isso, que a Justiça “investigue o que tem a investigar”.

Presente em Braga para participar na última sessão organizada pelo Partido Socialista para preparar o programa para as eleições legislativas, António Costa enviou “um grande abraço de solidariedade” a Azeredo Lopes e garantiu que irá aguardar “tranquilamente o que vão ser as conclusões de todo este processo”.

No dia em que foi constituído arguido, o ex-ministro da Defesa mostrou-se convicto de que vai ser “absolutamente ilibado de quaisquer responsabilidades neste processo”.

O furto de material de guerra foi divulgado pelo Exército em 29 de junho de 2017 e, quatro meses depois, a Polícia Judiciária Militar revelou o aparecimento do material furtado, na região da Chamusca, a 20 quilómetros de Tancos, em colaboração com elementos do núcleo de investigação criminal da GNR de Loulé.

Entre o material furtado estavam granadas, incluindo antitanque, explosivos de plástico e uma grande quantidade de munições. O processo de recuperação do material militar levou a uma investigação judicial em que foram detidos o agora ex-diretor da PJM.

No dia 12 de outubro de 2018, Azeredo Lopes apresentou a sua demissão do cargo de ministro da Defesa Nacional. Na base do pedido de demissão estiveram os desenvolvimentos do processo de investigação judicial ao desaparecimento e recuperação das armas furtadas nos paióis de Tancos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Houve "zero negociação" com o PSD. Nome de Vitalino Canas e Correia Campos estão por um fio

Os nomes de representantes da Assembleia da República para órgãos externos são propostos pela maior força política - o PS -, mas só são aprovados se houver um amplo consenso entre o PS e o …

Contas do PSD congeladas por não ter pago a serralheiro em campanha de 2017

As contas do Partido Social Democrata (PSD) estão congeladas por falta de pagamento de serviços a um serralheiro que prestou serviços ao partido numa campanha eleitoral de 2017, avança o Jornal de Notícias. Em causa está, …

Conseguimos "ouvir" ao ler os lábios de alguém (e já sabemos como)

Um estudo recente sugere que, quando vemos uma pessoa a falar, a nossa atividade cerebral é sincronizada com a voz do locutor através da leitura dos lábios. Este fenómeno acontece mesmo quando não conseguimos interpretar …

"Classe pura". Ingleses rendidos a Bruno Fernandes

O Manchester United goleou esta quinta-feira o Club Brugge (5-0), conseguindo o apuramento para os "oitavos" da Liga Europa, numa partida em que o recém-chegado Bruno Fernandes esteve em destaque. O médio português ex-Sporting conseguiu …

Governador do Rio de Janeiro defende destituição de Bolsonaro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, defendeu na quinta-feira a destituição do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, após este ter partilhado vídeos, na plataforma de mensagens WhatsApp, com a convocação de uma manifestação contra …

Pelo menos 33 soldados turcos mortos em bombardeamento na Síria

Um ataque do exército sírio na província de Idlib, na Síria, causou esta quinta-feira a morte de pelo menos 33 militares turcos. Os números, inicialmente avançados pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), dava conta de …

Razia na Liga Europa com direito a lenços brancos. Todas as equipas portuguesas foram eliminadas

Benfica, FC Porto, SC Braga e Sporting foram eliminados nos 16 avos de final da Liga Europa. Portugal passou assim de ser o clube com mais representantes nesta prova europeia a um dos poucos sem …

Este animal marinho produz óvulos e espermatozóides ilimitados ao longo da sua vida

Um minúsculo animal marinho, chamado Hydractinia, foi analisado ao pormenor por uma equipa de investigadores que descobriu aquela que pode ser considerada uma habilidade muito rara desta criatura. Hydractynia consegue produzir ilimitadamente células germinativas, que são …

Há um segundo português internado no Japão por suspeitas de coronavírus

Um segundo português está hospitalizado no Japão “por indícios relacionados” com o Covid-19, também tripulante do navio de cruzeiros Diamond Princess,. “Dois dos tripulantes portugueses do Diamond Princess tiveram de ser hospitalizados, no Japão, por indícios …

Há um planeta gigante incrivelmente perto da Terra

Há um planeta gigante, com dimensões próximas das de Neptuno, a 90 anos-luz da Terra. É dos exoplanetas mais próximos do nosso planeta. Detetado pela primeira vez pelo "caçador" de planetas Kepler (NASA), a existência deste …