Um milhão de infetados por Covid-19. Diretora-geral da Saúde foi “um pouco precipitada”

No seu espaço de comentário habitual na SIC, este domingo, Luís Marques Mendes falou da decisão “precipitada” de Graça Freitas em falar do cenário de um milhão de infetados, disse que Orlando Nascimento se deveria demitir e do chumbo de Vitalino Canas.

“A diretora-geral de Saúde [Graça Freitas] tem feito globalmente um bom trabalho, com honestidade, transparência mas foi precipitada ao falar ao Expresso no cenário de um milhão de infetados em Portugal”, disse  Marques Mendes. “Divulgar números tão exagerados pode levar a uma atitude alarmista”.

Para o comentador, a função da DGS é “informar e alertar, não é causar pânico e medo”.

Marques Mendes disse ainda que, no caso do novo coronavírus, “já há histeria a mais”. “Devemos evitar o pânico e praticar a prudência. Nem desvalorizar nem dramatizar. Como disse um médico italiano, o medo é um vírus e a informação é a vacina”.

“Sabemos que há um risco, sabemos o que fazer, sabemos quais as precauções a tomar. O medo não resolve problema nenhum. Não é o fim do mundo, nem perto disso. Temos de confiar nas instituições de saúde e fazer, o mais possível, a vida normal“, acrescentou.

Por outro lado, na economia, há razões para preocupação. “Vamos ter um abrandamento inevitável da economia mundial e europeia. Isso vê-se pela perturbação nas bolsas, no turismo, no consumo e nas exportações”. Há outro risco que se junta a este: a crise dos refugiados.

Orlando Nascimento deve demitir-se

Marques Mendes pediu a demissão do presidente do Tribunal da Relação, Orlando Nascimento, pelo caso “gravíssimo” de alegadas irregularidades na distribuição de processos, além da autorização a Vaz Neves para utilizar o Salão Nobre do tribunal para um julgamento privado, pelo qual recebeu 280 mil euros.

“O anterior presidente do Tribunal da Relação já foi constituído arguido esta semana por suspeitas de corrupção e de abuso de poder, e eu acho que o atual presidente, envolvido também nesta matéria, tem de demitir-se”, frisou, acrescentando que “ou então desmente categoricamente com provas, coisa que não o fez”.

O comentador justificou esta posição salientando que, independentemente das responsabilidades criminais que o atual presidente possa vir a ter, “ele não é exemplo”. Marques Mendes disse que não pode estar a dirigir um tribunal “alguém que dá exemplo de um comportamento censurável, absolutamente intolerável como este”, e realçou que “isto é muito grave para a imagem da Justiça”.

Chumbo de Vitalino Canas para o Tribunal Constitucional

Sobre o chumbo de Vitalino Canas para o Tribunal Constitucional, Marques Mendes diz que o PS “andou sempre mal” em tentar nomear um homem que é “essencialmente um político”, um “mistério” que Marques Mendes diz não saber decifrar.

Durante o processo, com a “contestação enorme” que houve, o PS não deveria ter mantido nome. Depois da votação, o PS continuou mal, com Ana Catarina Mendes a ter declarações “inaceitáveis” sobre as “forças de bloqueio”.

O PS “comporta-se como se fosse o dono disto tudo”, quando nem sequer tem maioria parlamentar, diz Luís Marques Mendes.

Aeroporto do Montijo: “É uma loucura”

Marques Mendes comentou o caso do aeroporto do Montijo, um caso que considera ser “uma loucura”. “O novo aeroporto é urgentíssimo. O turismo que o diga” e a solução Portela + 1 está decidida desde 2015. No Governo Passos Coelho houve um grupo de trabalho que estudou quatro hipóteses possíveis (Beja, Sintra, Alverca e Montijo) e concluiu que a melhor solução era o Montijo.

A hipótese Alcochete foi posta de lado há anos porque é seis ou oito vezes mais caro e tem tantos ou mais problemas ambientais que o Montijo.

“Em função de tudo disto é uma loucura completa voltar à estaca zero”, diz Marques Mendes, acrescentando que há outra “loucura” que é um governo que está em funções há mais de quatro anos e “só agora descobriu que há uma lei que pode bloquear a construção do aeroporto”.

Porque é que o Governo não pensou nisto antes? Por que é que não acautelou a situação? Porque é que não negociou atempadamente com os autarcas?”, pergunta.

“Só resta ao Governo um caminho – deixar-se de arrogâncias, dialogar com os municípios que contestam o Montijo e negociar medidas compensatórias dos seus problemas” e “se, no final, algum município se mantiver intransigente, fazendo braço de ferro, então, sim, fará sentido mudar a lei”. “O interesse nacional não pode ficar refém de uma teimosia local“, afirma Marques Mendes, que diz que o PSD tem de se lembrar que esta solução já vem do tempo de Passos Coelho.

Marques Mendes disse ainda que “o Governo está a desgastar-se a um ritmo brutal, enorme”. “O primeiro-ministro e o núcleo político do Governo deviam parar para pensar”, depois de vários casos que têm atormentado a governação, desde a negociação orçamental até aos casos mais recentes.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Matheus: "Não sei o que se passa em Barcelona, nem me trataram como jogador"

Matheus Fernandes tinha contrato com os catalães até 2025 mas, em junho, soube que ia sair do clube... por e-mail. Já assinou pelo Palmeiras mas não esquece o que aconteceu em Espanha. Tinha sido um dos …

Quem são os 91 portugueses nos Jogos Olímpicos (e as 4 medalhas que vão conquistar)

Participação portuguesa em Tóquio arranca neste sábado. Serão 91 atletas espalhados por 17 modalidades. Associated Press fez previsão para todas as especialidades presentes nos Jogos Olímpicos. Portugal teve 17 atletas na cerimónia de abertura dos Jogos …

Encontrada "impressão digital" do megatsunami provocado pelo asteróide que matou os dinossauros

Cientistas encontraram uma "impressão digital" no centro do Luisiana, nos Estados Unidos, do megatsunami provocado pelo asteróide que levou à extinção dos dinossauros. A devastação causada pelo asteróide que exterminou os dinossauros há 66 milhões de …

De que forma é o universo? Astrofísicos acreditam que pode ser um donut 3D gigante

Um novo estudo pode vir mudar a percepção de que o universo é infinito. Será que o universo é infinito? Qual será a forma do cosmos? Já há séculos que estas perguntas andam nas mentes dos …

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …