CDU saúda “grande derrota” da coligação e perda de governabilidade

Tiago Petinga / Lusa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) e líder da CDU, Jerónimo de Sousa

A CDU revelou-se satisfeita com a suposta perda de maioria absoluta da coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP), desvalorizando o facto de surgir nas sondagens atrás do Bloco de Esquerda, na sua sede de candidatura, em Lisboa.

“Valeu a pena a luta do nosso povo, dos trabalhadores, da juventude, dos reformados que deixaram bem clara uma derrota eleitoral da coligação PSD/CDS que, independentemente das projeções, perderá a sua maioria absoluta”, disse o membro da comissão política do comité central do PCP Paulo Raimundo.

Relativamente ao facto de o BE poder vir a crescer em termos de votação, o responsável comunista limitou-se a frisar as “possibilidades reais de progressão do resultado eleitoral da CDU”.

Confrontado pela Agência Lusa com o facto de os partidos do executivo poderem ganhar o ato eleitoral e isso significar o triunfo daquilo a que os elementos da coligação que junta PCP e “Os Verdes” designam por “política de direita, Paulo Raimundo salientou a limitação do “espaço” de Passos Coelho e Paulo Portas.

“Eles ficam com menos espaço para continuarem, sem maioria absoluta. Sozinhos não têm condições para o fazer e é preciso alguém para o fazer. É preciso alguém que lhe dê esse auxílio e, da nossa parte, não o terão. Não podem fazê-lo sozinhos e, portanto, dificulta-os”, afirmou.

PSD/CDS perderam governabilidade – a não ser que “haja entorse”

O membro do comité central do PCP, Francisco Lopes, afirma que os resultados eleitorais significam uma grande derrota da coligação governamental por ir perder a maioria absoluta.

Em declaração na sede da candidatura, no centro de trabalho comunista Vitória, em Lisboa, o dirigente deu também pouca importância ao facto de o Bloco de Esquerda poder vir a ultrapassar a CDU em votação e em mandatos.

No espaço do centro de trabalho Vitória, gritou-se “CDU”, na altura das projeções, mas o estado de espírito geral é de pouca ou nenhuma animação.

Jerónimo destaca forte castigo a PSD/CDS e diz que PS tem condições para governar

O líder da CDU, Jerónimo de Sousa, sublinhou hoje que a homóloga Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) foi “fortemente” castigada pelo povo português nas eleições e defendeu que o PS tem condições para formar Governo.

“O resultado de PSD e CDS, independentemente de ter sido a coligação mais votada, expressa uma clara condenação face aos quatro anos de governo”, afirmou Jerónimo de Sousa, na sede da candidatura, em Lisboa, enaltecendo a “luta e o combate trabalhadores, do povo e da CDU”.

“Seria intolerável que o Presidente da República quisesse dar posse ao Governo contra a vontade do povo português”, disse Jerónimo de Sousa.

O líder da CDU diz-se disponível para deixar passar um orçamento do PS, ainda que ache que “são os conteúdos desse orçamento que determinarão a posição do grupo parlamentar do PCP”.

/Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. o PCP vai resistindo e caindo até ao estertor final, sem conseguir ver o que lhe está a acontecer. O Jerónimo de Sousa atingiu o limite de Peter, façam-lhe o favor de o mandar gozar a reforma e arranjem alguém que pelo menos consiga pensar um bocadinho fora da caixa

  2. Nunca perdem, aliás ganham sempre. Desta vez foram eles que “evitaram a maioria absoluta” da coligação!
    Observo e interrogo-me pela presença de tantos ‘netos’ no décor… Entretanto
    o partido das “angélicas” (actrizes da ribalta), anti euro, tratado orçamental, anti nato, anti união europeia, a favor da nacionalização de tudo e mais qualquer coisa, consegue arrebanhar meio milhão de votos!!!

  3. Para os camaradas os outros são sempre os derrotados e eles sempre vitoriosos.
    Para eles 80 e tal por cento dos votantes são a reacção e os que votaram no PCP são o Povo!!!! Ditadores disfarçados de democratas até que um dia consigam o poder!!!

  4. Só posso dizer uma coisa, se calhar se fizesse como o BE que pôs alguém novo a frente do partido talvez tivesse melhores resultados, e antes de mais e que chocalhem não não sou do ps nem do psd

  5. Esta comunada que vão caindo aos poucos procuram sempre encobrir a sua desgraça com as vitórias ainda que mais pequenas dos outros e note-se que estes partiditos de extrema-esquerda arranjam sempre argumentos para com poucos votos ganharem sempre.

  6. Quando ontem ouvi as declarações do Jerónimo pensei que o PCP tinha ganho as eleições. Afinal já só é a quarta ou quinta força política. É sempre a descer, camarada! De vitória virtual em vitória virtual até ao descalabro total.

Cuba anuncia mais duas vacinas e já conta com quatro possíveis fármacos contra a covid-19

Cuba anunciou esta quinta-feira que vai começar os ensaios clínicos de dois projetos de vacinas contra a covid-19, que aumentam para quatro o número de possíveis fármacos deste tipo desenvolvidos na ilha para combater a …

Governo garante que não haverá limite de idade na vacinação. Marcelo fala em "ideia tonta"

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde garantiu, esta sexta-feira, que a vacinação para a covid-19 não terá qualquer limite de idade e que os idosos e doentes com comorbilidades serão uma prioridade. Numa conferência …

Descontos nas ex-SCUT poupam privados, mas é o Estado quem sai lesado

Os descontos nas ex-SCUT, aprovados em Parlamento esta quinta-feira, poupam os privados, mas geram perdas de 1.500 milhões de euros para o Estado. Uma maioria de deputados ditou a aprovação da parte de uma proposta do …

Portugal com mais 67 mortes e 5444 novos casos de covid-19

Portugal regista, esta sexta-feira, mais 67 mortes e 5444 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 5444 novos casos, 3161 …

Microsoft vai contratar 300 pessoas, formar funcionários públicos e investir em startups em Portugal

A Microsoft Portugal e o Governo assinaram esta sexta-feira um memorando de entendimento, numa parceria que prevê reforçar a cooperação entre a empresa e o país. O protocolo assinado, descreve o Jornal Económico, estipula que a …

Jerónimo critica "ofensiva anticomunista" e justifica abstenção no Orçamento

O secretário-geral do PCP afirmou, esta sexta-feira, no discurso de abertura do XXI congresso nacional, que a abstenção na votação final global do OE2021 resultou da "persistência" do partido para garantir "importantes soluções". Jerónimo de Sousa …

Câmara de Lisboa pode encaixar 10 milhões com penalizações no IMI de imóveis devolutos

Desde este ano que a Câmara de Lisboa (CML) penaliza mais os proprietários de imóveis devolutos em zonas de pressão urbanística, tendo agravado o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Em 2021, quer tornar toda a …

Estado não usou pandemia para negociar custos da Web Summit (e podia fazê-lo)

O Estado português não utilizou a pandemia de covid-19 que assola todo o mundo para tentar reduzir os custos de realização da cimeira tecnológica Web Summit de 2020, apesar de o contrato firmado permitir fazê-lo. …

Apoios a fundo perdido. Excesso de procura bloqueia sistema

A corrida aos apoios a fundo perdido no site do Balcão 2020, destinados a ajudar os setores da restauração, comércio e cultura, gerou um bloqueio na plataforma. A maioria dos empresários viram-se impossibilitados de entregar …

Alojamento local com quebras superiores a 75% no 2.º trimestre

Cerca de 80% dos titulares e gestores de alojamento local (AL) registaram uma queda de faturação superior a 75% durante o segundo trimestre de 2020, face ao mesmo período do ano anterior, revelou esta sexta-feira …