Foram “apagados” ou “destruídos” documentos sobre incêndio de Pedrógão Grande

Paulo Cunha / Lusa

Uma série de erros da Proteção Civil culminou no “desaparecimento” de documentos – que foram apagados ou destruídos – sobre o incêndio de Pedrógão Grande, segundo uma auditoria da ANPC.

Uma auditoria da Autoridade Nacional de Proteção Civil ao desempenho dos seus agentes no incêndio de Pedrógão Grande revela que houve problemas de organização no combate ao fogo e documentos que foram “apagados” ou “destruídos”, segundo o Público.

O documento, pedido por Constança Urbano de Sousa, na altura ministra da Administração Interna, e recebido já pelo seu sucessor, Eduardo Cabrita, foi mantido “em silêncio” desde meados de novembro.

A auditoria foi realizada pela Direção Nacional de Auditoria e Fiscalização (DNAF) da Proteção Civil, anunciou em agosto a então ministra.

Nas conclusões, o relatório é duro no que toca à prestação dos agentes da ANPC, revelando “amadorismo”, falta de preparação e problemas de organização nas primeiras três horas de combate ao fogo, como falhas na comunicação, veículos de informação que tardaram em chegar, passagens de trabalho feitas informalmente e “ausência” de um dos comandantes de operações – Augusto Arnaut.

O documento revela também que os auditores tiveram dificuldade no apuramento de responsabilidades, uma vez que não conseguiram aceder a informação fundamental, como é exemplo os planos estratégicos de ataque, quadros de situação tática e todas as informações existentes em postos de comando.

De acordo com os autores da auditoria, “todos estes documentos tinham sido apagados dos quadros das VCOC e VPCC (viaturas de comunicação), ou destruídos os documentos em papel que os suportaram”.

Os comandantes da Proteção Civil justificaram-se argumentando que a situação ocorreu da falta de meios para trabalho num posto de comando, uma vez que os planos são desenhados e redesenhados conforme o evoluir da situação.

Para a DNAF, esta situação demonstra a necessidade de informatização deste tipo de documentação para que esta seja preservada. O relatório descreve ainda em que consistia o primeiro posto de comando: uma mesa, na qual estava um computador de um bombeiro “com o Google Earth aberto”, e quatro cadeiras.

“É falso que o Governo tenha escondido o relatório”

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, o Governo negou ter escondido o relatório da auditoria interna à ação da Proteção Civil no incêndio de Pedrógão Grande.

O Ministério da Administração Interna explica que os documentos foram remetidos “ao Ministério Público a 20 de novembro”. Assim, o Ministério de Eduardo Cabrita justifica o “silêncio” à volta da auditoria com “segredo de justiça”.

O Público refere, no entanto, que este facto não explica o “tratamento diferencial” que este relatório teve em relação aos outros, também a serem avaliados pelo MP.

O jornal relembra que os relatórios da GNR, assim como da comissão técnica independente, foram revelados em agosto pelo Governo.

Cláudia Fernandes CF, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Falta um Trump em Portugal para saber dizer a tanto incompetente em Portugal a começar no comandante dos bombeiros Marta Soares “youre fired”

  2. Só neste país, tantos mortos e ninguém da Proteção Civil acusada de homicídio. Se alguém tinha dúvidas, está acção de destruição de provas são o confessar do crime cometido. Eu estava lá… Nem um bombeiro vi ou veio me ajudar a combater o fogo.

RESPONDER

Tweet de Elon Musk afunda Bitcoins (e dá força à criptomoeda que nasceu como meme)

A Tesla vai deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento. A revelação foi feita por Elon Musk numa publicação no Twitter e levou à queda do valor da criptomoeda no mercado. A par disso, …

Investigadores criam nova solução para óculos de realidade virtual e aumentada

Uma equipa de investigadores criou uma nova tecnologia para fornecer óculos de realidade virtual que não parecem "olhos de inseto". Num novo artigo publicado na Science Advances, os especialistas descrevem a impressão de ótica de forma …

Genética da população portuguesa pode explicar deficiência de vitamina D

Investigadores portugueses concluíram que a população portuguesa tem uma prevalência superior à média europeia de algumas alterações genéticas que levam a uma predisposição para o défice de vitamina D. Este estudo, coordenado pelo Centro Cardiovascular da …

Polónia quer comprar casa de campo francesa (para recuperar o legado de Marie Curie)

A Polónia quer comprar e renovar a casa de campo francesa de Marie Curie e transformá-la num museu, naquele que é um esforço para reivindicá-la como génio científico e pioneira polaca. Embora tenha nascido na Polónia, …

Min Nyo é jornalista, cobriu os protestos em Myanmar e foi condenado a 3 anos de prisão

Min Nyo, um jornalista birmanês de 51 anos, foi condenado a três anos de prisão pela sua cobertura dos protestos na sequência do golpe de Estado em Myanmar. Min Nyo, que trabalhava para a DVB (Voz …

McDonald's e Casa Branca unem-se para sensibilizar população a ser vacinada

Numa parceria com a Casa Branca, a cadeia de fast food norte-americana também está a dar o seu contributo para sensibilizar a população para a vacinação contra a covid-19. A ideia é promover informações relevantes sobre …

Voo "para lado nenhum" esgota em tempo recorde. Bastaram 2,5 minutos

A companhia aérea australiana Qantas vendeu os bilhetes para o próximo "voo para lugar nenhum" em tempo recorde: 2,5 minutos. A Qantas está a promover um novo "voo para lugar nenhum" que dará aos famintos por …

Todos queriam "O Senhor dos Anéis". Mas cinemas chineses foram obrigados a exibir filmes de propaganda

Pequim ordenou que os cinemas chineses divulgassem propaganda em homenagem ao Partido Comunista. Os cinéfilos do país, que clamam pelos filmes de Hollywood, revoltaram-se. A 1 de abril, no dia em que entrou em vigor um …

Presidente da República condecorou Jorge Coelho a título póstumo

Marcelo Rebelo de Sousa condecorou, a título póstumo, o antigo ministro e dirigente socialista Jorge Coelho com a grã-cruz da Ordem do Infante D. Henrique. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta quinta-feira, …

Comer caladas, autocarro sem parque, pavilhão sujo: assim foi uma final europeia

Episódios quase inacreditáveis rodearam a final feminina da Taça EHF. O diretor da equipa vencedora conta tudo o que aconteceu (e há muito para contar). O Rincón Fertilidad Málaga conquistou a Taça EHF feminina desta época. …