Vídeo de 2005 com comentários machistas volta a entalar Trump

gageskidmore / Flickr

O milionário americano Donald Trump

O milionário americano Donald Trump

O candidato à Presidência dos EUA lamentou o conteúdo de um vídeo de 2005, divulgado esta sexta-feira, no qual afirma que faz o que quer com as mulheres bonitas. Mas evocou Bill Clinton para dizer que este fazia bem pior.

Donald Trump já pediu desculpa pelo conteúdo do vídeo de 2005, divulgado esta sexta-feira pelo The Washington Post, no qual aparece a fazer comentários sexistas sobre as mulheres.

“Já disse, procedi mal e peço desculpa“, lamentou o candidato presidencial, sublinhando que a gravação tem mais de dez anos e que se arrepende daquilo que disse.

Nas imagens, o magnata gaba-se de fazer o que quer com as mulheres por ser uma “estrela” e afirma que não consegue evitar beijar aquelas que considera bonitas, andando sempre com rebuçados para o hálito.

O vídeo está a tornar-se o novo centro da polémica na campanha de Trump, com várias personalidades a considerar os comentários de Trump inaceitáveis.

O presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Paul Ryan, desistiu de aparecer este sábado, pela primeira vez, ao lado de Trump, “indignado” com as suas declarações machistas.

Também o presidente do Partido Republicano, Reince Priebus, condenou as palavras do candidato, dizendo que “nenhuma mulher deve ser descrita naqueles termos”.

Por outro lado, o governador do Utah, o republicano Gary Hernert, anunciou que retirou o apoio a Trump e que não votará nas eleições de novembro, considerando as suas declarações “ofensivas e desprezíveis”.

O mesmo fez o congressista eleito pelo Utah, Jason Chaffetz, enquanto o ex-governador deste estado, Jon Huntsman, pediu a Trump para retirar a sua candidatura à Casa Branca.

A sua adversária democrata, Hillary Clinton, também já reagiu à polémica, escrevendo no Twitter que “isto é horroroso” e que “não podemos permitir que este homem seja Presidente”.

No seu pedido de desculpas, Trump compromete-se “a ser um homem melhor”, mas evoca o nome do ex-Presidente norte-americano e marido da democrata para se defender.

“Eu disse coisas parvas mas há uma grande diferença entre as palavras e os atos de outras pessoas. Bill Clinton abusou mesmo das mulheres e Hillary perseguiu, atacou, humilhou e intimidou as suas vítimas”, afirmou.

Antes de divulgar o vídeo de hoje, Trump já havia dito, através de um comunicado, que a gravação se tratou de uma conversa privada com anos, desculpou-se “se alguém se sentiu ofendido” e referiu o ex-chefe de Estado.

“Era uma conversa de vestuário, privada, que teve lugar há anos. Bill Clinton disse-me coisas muito piores no campo de golf”, disse.

Esta polémica surge a poucos dias do segundo debate entre os dois principais nomes na corrida à Casa Branca deste ano, que está marcado para domingo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …

Uma queda da varanda. Morreu fundador dos Capacetes Brancos que Rússia acusou de ser espião

O antigo oficial do exército britânico James Le Mesurier, um dos fundadores do movimento humanitário Capacetes Brancos que tem ajudado milhares de pessoas na Síria, foi encontrado morto perto de casa. Terá caído da varanda …

Nuno foi para a Noruega treinar uma equipa de futebol e acabou como vice-presidente da Câmara de Notodden

Nuno Marques emigrou para a Noruega há 15 anos para treinar uma equipa de futebol e acabou eleito vice-presidente da Câmara de Notodden (Leste), funções que jamais aceitaria em Portugal, onde “o principal problema da …