Votos do Wisconsin vão ser recontados

Overpass Light Brigade

Jill Stein foi candidata à presidência norte-americana pelo Partido Verde

Jill Stein foi candidata à presidência norte-americana pelo Partido Verde

O Estado do Wisconsin, um dos que o republicano Donald Trump venceu por estreita margem nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, anunciou, esta sexta-feira, que vai recontar os votos em resposta aos pedidos de dois ex-candidatos presidenciais.

A Comissão Eleitoral do Wisconsin, onde Trump se impôs à sua principal rival, a democrata Hillary Clinton, por pouco mais de 20.000 votos, indicou que irá recontar os votos na sequência dos pedidos para o efeito de Jill Stein (Partido Verde) e Rocky Roque De La Fuente (independente).

Este organismo “prepara-se para proceder à recontagem estatal dos votos segundo o solicitado por estes candidatos”, detalhou, em comunicado, o administrador da comissão estadual, Michael Haas.

Segundo Haas, a recontagem vai começar no final da próxima semana, “depois de a campanha de Stein pagar a taxa necessária”, a qual “está ainda a ser calculada”.

As leis do Wisconsin determinam que o estado faça a recontagem a pedido de um candidato, se este ou esta a puder pagar, mas nunca foi realizada uma operação do tipo.

A recontagem está estimada em um milhão de dólares (944 mil euros).

A estrutura de campanha de Stein tem estado a recolher dinheiro, através da Internet, para suportar os custos da recontagem nos estados do Wisconsin, Pensilvânia e Michigan e, até sexta-feira, tinha angariado 5,4 milhões de dólares (5,1 milhões de euros).

A verba deverá chegar para financiar a recontagem de votos no Wisconsin e também na Pensilvânia.

A campanha lançou na quarta-feira uma iniciativa de angariação de fundos para financiar a recontagem de votos nesses dois estados e também no Michigan, onde os resultados eleitorais aguardam a validação final e a vantagem de Trump sobre Clinton é na ordem dos 10.000 votos.

O objetivo da campanha de Stein passa por chegar aos sete milhões de dólares (6,6 milhões de euros) para poder também custear a recontagem no Michigan.

Vantagem determinante

De acordo com a campanha de Jill Stein, existem provas “convincentes” de “anomalias” na votação nestes três Estados e, por isso, é necessário verificar os resultados dos condados que dependem de máquinas de voto eletrónico.

Jill Stein, que obteve pouco mais de 1% do voto popular nas eleições de 08 de novembro, negou que o seu objetivo seja evitar uma presidência de Donald Trump.

A vantagem nestes três estados federais foi determinante para que Donald Trump ultrapassasse os 270 grandes eleitores necessários no Colégio Eleitoral e conquistasse a eleição para a Casa Branca.

Estes estados votaram sempre no candidato democrata nas eleições presidenciais recentes.

Apesar de Trump ter conseguido impor-se no sistema do Colégio Eleitoral (órgão que determina o Presidente dos Estados Unidos), Hillary Clinton conseguiu superar o adversário republicano no voto popular com mais de 2,1 milhões de votos, segundo o site Cook Political Report.

Esta semana, advogados e especialistas em eleições sugeriram à antiga candidata presidencial Hillary Clinton que solicitasse a recontagem de votos naqueles três estados para garantir que não foram manipulados por um ataque informático, mas a sua equipa não deu, até ao momento, sinais de estar a equacionar essa possibilidade.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …

Emissão do programa de Ricardo Araújo Pereira cancelada. Humorista em isolamento

O programa de Ricardo Araújo Pereira na SIC não será emitido este domingo, uma vez que o humorista se encontra em isolamento profilático depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com covid-19. …

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …