Donald Trump considera “ridículo” pedido de recontagem dos votos

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump considerou hoje “ridículo” o pedido da ex-candidata ecologista à Casa Branca, Jill Stein, de recontagem dos votos no estado de Wisconsin, bastião democrata que o candidato republicano venceu em 8 de novembro.

“O povo exprimiu-se e esta eleição está terminada”, reagiu Donald Trump em comunicado.

“Como Hillary Clinton referiu na noite das eleições ao reconhecer a minha vitória e ao felicitar-me, ‘Devemos aceitar este resultado e olhar para o futuro'”, prosseguiu.

A ecologista Jill Stein submeteu oficialmente na sexta-feira um pedido de recontagem dos votos no Wisconsin, após ter recolhido milhões de dólares para financiar o seu pedido.

Pretende ainda exigir uma nova recontagem na Pensilvânia e no Michigan, dois outros estados muito disputados e onde Trump também venceu.

Segundo Jill Stein, os peritos eleitorais recensearam nestes três estados “‘anomalias estatísticas’ que suscitam inquietações”.

A equipa de Hillary Clinton anunciou hoje que vai participar na nova contagem de votos no Wisconsin, apesar de sublinhar que não detetou irregularidades.

“Por não termos tendo detetado provas suficientes de fraude ou de tentativas vindas do exterior para modificar a tecnologia disponibilizada para o voto, não prevíamos utilizar essa possibilidade”, explicou Marc Erik Elias, um advogado que trabalha para a equipa de campanha de Hillary Clinton no ‘site’ Medium.com.

“Mas agora que foi desencadeada uma nova contagem no Wisconsin, contamos participar para assegurar que o processo vai decorrer de forma justa para todas as partes”, prosseguiu.

O presidente eleito venceu nestes três estados com 100.000 votos de vantagem: cerca de 20.000 votos no Wisconsin, 70.000 na Pensilvânia e 10.000 no Michigan, e apesar de os resultados oficiais neste último estado do norte, com os seus 16 grandes eleitores, ainda não terem sido proclamados.

De acordo com o escrutínio universal indireto, o republicano venceu com 290 grandes eleitores contra 232 para Hillary Clinton, num total de 538 para os 50 estados norte-americanos e a capital Washington.

Em termos de votos populares, Clinton recolheu mais dois milhões de votos que Donald Trump.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Exactamente, nem mais.
      Pergunto-me quanto estupido tem de ser um povo para meter um labrego e louco destes á frente dos destinos da nação?.
      Ainda me recordo deste cromo na campanha dizer que se Hillary ganhasse ele não aceitaria os resultados. E agora está indignado pelos apoiantes dela quererem fazer o mesmo. É um cómico autêntico só que, infelizmente, é também perigoso.

RESPONDER

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …

Da gripezinha ao "problema mundial". Bolsonaro fala com Trump e anuncia mais medidas

Jair Bolsonaro mudou de tom. Esta quarta-feira, o Presidente brasileiro anunciou um novo pacote financeiro de apoio a medidas para "manutenção de empregos", uma das suas maiores preocupações diante da pandemia de covid-19. O Presidente brasileiro, …

Bale não abdica de salário milionário e quer ficar em Madrid

Bale vai rejeitar todas as propostas que receber para sair do Real Madrid no final da temporada. O jogador não aceita uma redução do seu salário de 19 milhões de euros anuais. Gareth Bale não tem …

"Abuso da força é recorrente". Imprensa ucraniana levanta suspeitas sobre o SEF no aeroporto de Lisboa

A imprensa ucraniana tem estado a dar grande destaque à morte de Igor Homenyuk nas instalações do aeroporto de Lisboa. Em causa está a morte de um cidadão ucraniano que desembarcou no aeroporto de Lisboa, com …

Benfica pagou 34,2 milhões em comissões a intermediários. Sporting gastou metade

Entre os clubes portugueses, o Benfica foi quem mais gastou em comissões a intermediários. O FC Porto gastou 23,7 milhões de euros e o Sporting CP desembolsou 15,9 milhões. O SL Benfica foi o clube português …

EUA atingem recorde diário de 884 mortes. Quarentena chega aos campos de refugiados

Os Estados Unidos são, atualmente, o país do mundo com o maior número de casos de infeções pelo novo coronavírus: mais de 210 mil infetados. Os Estados Unidos registaram, esta quarta-feira, um novo recorde diário de …

UEFA decide: Ligas europeias têm até 3 de agosto para terminarem

As principais ligas europeias de futebol têm até ao dia 3 de agosto para encerrar a atual época, tendo a UEFA deixado nas mãos de cada federação a decisão de retomar ou dar por terminados …