Donald Trump considera “ridículo” pedido de recontagem dos votos

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump considerou hoje “ridículo” o pedido da ex-candidata ecologista à Casa Branca, Jill Stein, de recontagem dos votos no estado de Wisconsin, bastião democrata que o candidato republicano venceu em 8 de novembro.

“O povo exprimiu-se e esta eleição está terminada”, reagiu Donald Trump em comunicado.

“Como Hillary Clinton referiu na noite das eleições ao reconhecer a minha vitória e ao felicitar-me, ‘Devemos aceitar este resultado e olhar para o futuro'”, prosseguiu.

A ecologista Jill Stein submeteu oficialmente na sexta-feira um pedido de recontagem dos votos no Wisconsin, após ter recolhido milhões de dólares para financiar o seu pedido.

Pretende ainda exigir uma nova recontagem na Pensilvânia e no Michigan, dois outros estados muito disputados e onde Trump também venceu.

Segundo Jill Stein, os peritos eleitorais recensearam nestes três estados “‘anomalias estatísticas’ que suscitam inquietações”.

A equipa de Hillary Clinton anunciou hoje que vai participar na nova contagem de votos no Wisconsin, apesar de sublinhar que não detetou irregularidades.

“Por não termos tendo detetado provas suficientes de fraude ou de tentativas vindas do exterior para modificar a tecnologia disponibilizada para o voto, não prevíamos utilizar essa possibilidade”, explicou Marc Erik Elias, um advogado que trabalha para a equipa de campanha de Hillary Clinton no ‘site’ Medium.com.

“Mas agora que foi desencadeada uma nova contagem no Wisconsin, contamos participar para assegurar que o processo vai decorrer de forma justa para todas as partes”, prosseguiu.

O presidente eleito venceu nestes três estados com 100.000 votos de vantagem: cerca de 20.000 votos no Wisconsin, 70.000 na Pensilvânia e 10.000 no Michigan, e apesar de os resultados oficiais neste último estado do norte, com os seus 16 grandes eleitores, ainda não terem sido proclamados.

De acordo com o escrutínio universal indireto, o republicano venceu com 290 grandes eleitores contra 232 para Hillary Clinton, num total de 538 para os 50 estados norte-americanos e a capital Washington.

Em termos de votos populares, Clinton recolheu mais dois milhões de votos que Donald Trump.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Exactamente, nem mais.
      Pergunto-me quanto estupido tem de ser um povo para meter um labrego e louco destes á frente dos destinos da nação?.
      Ainda me recordo deste cromo na campanha dizer que se Hillary ganhasse ele não aceitaria os resultados. E agora está indignado pelos apoiantes dela quererem fazer o mesmo. É um cómico autêntico só que, infelizmente, é também perigoso.

RESPONDER

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …

Um milhão de assinaturas contra sátira de Natal da Porta dos Fundos

A petição online contra o filme “Especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo”, uma sátira da produtora brasileira Porta dos Fundos, exibido na Netflix, conta com mais de um milhão de assinaturas. Lançada na semana …

Sondagem: 81% dos brasileiros defende continuidade da operação Lava Jato

Uma sondagem aponta que 81% dos brasileiros consideram que a investigação levada a cabo pela Lava Jato, maior operação contra a corrupção no país, ainda não cumpriu o seu objetivo e que deve continuar. A sondagem, …