Donald Trump considera “ridículo” pedido de recontagem dos votos

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump considerou hoje “ridículo” o pedido da ex-candidata ecologista à Casa Branca, Jill Stein, de recontagem dos votos no estado de Wisconsin, bastião democrata que o candidato republicano venceu em 8 de novembro.

“O povo exprimiu-se e esta eleição está terminada”, reagiu Donald Trump em comunicado.

“Como Hillary Clinton referiu na noite das eleições ao reconhecer a minha vitória e ao felicitar-me, ‘Devemos aceitar este resultado e olhar para o futuro'”, prosseguiu.

A ecologista Jill Stein submeteu oficialmente na sexta-feira um pedido de recontagem dos votos no Wisconsin, após ter recolhido milhões de dólares para financiar o seu pedido.

Pretende ainda exigir uma nova recontagem na Pensilvânia e no Michigan, dois outros estados muito disputados e onde Trump também venceu.

Segundo Jill Stein, os peritos eleitorais recensearam nestes três estados “‘anomalias estatísticas’ que suscitam inquietações”.

A equipa de Hillary Clinton anunciou hoje que vai participar na nova contagem de votos no Wisconsin, apesar de sublinhar que não detetou irregularidades.

“Por não termos tendo detetado provas suficientes de fraude ou de tentativas vindas do exterior para modificar a tecnologia disponibilizada para o voto, não prevíamos utilizar essa possibilidade”, explicou Marc Erik Elias, um advogado que trabalha para a equipa de campanha de Hillary Clinton no ‘site’ Medium.com.

“Mas agora que foi desencadeada uma nova contagem no Wisconsin, contamos participar para assegurar que o processo vai decorrer de forma justa para todas as partes”, prosseguiu.

O presidente eleito venceu nestes três estados com 100.000 votos de vantagem: cerca de 20.000 votos no Wisconsin, 70.000 na Pensilvânia e 10.000 no Michigan, e apesar de os resultados oficiais neste último estado do norte, com os seus 16 grandes eleitores, ainda não terem sido proclamados.

De acordo com o escrutínio universal indireto, o republicano venceu com 290 grandes eleitores contra 232 para Hillary Clinton, num total de 538 para os 50 estados norte-americanos e a capital Washington.

Em termos de votos populares, Clinton recolheu mais dois milhões de votos que Donald Trump.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Exactamente, nem mais.
      Pergunto-me quanto estupido tem de ser um povo para meter um labrego e louco destes á frente dos destinos da nação?.
      Ainda me recordo deste cromo na campanha dizer que se Hillary ganhasse ele não aceitaria os resultados. E agora está indignado pelos apoiantes dela quererem fazer o mesmo. É um cómico autêntico só que, infelizmente, é também perigoso.

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …