Donald Trump considera “ridículo” pedido de recontagem dos votos

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump considerou hoje “ridículo” o pedido da ex-candidata ecologista à Casa Branca, Jill Stein, de recontagem dos votos no estado de Wisconsin, bastião democrata que o candidato republicano venceu em 8 de novembro.

“O povo exprimiu-se e esta eleição está terminada”, reagiu Donald Trump em comunicado.

“Como Hillary Clinton referiu na noite das eleições ao reconhecer a minha vitória e ao felicitar-me, ‘Devemos aceitar este resultado e olhar para o futuro'”, prosseguiu.

A ecologista Jill Stein submeteu oficialmente na sexta-feira um pedido de recontagem dos votos no Wisconsin, após ter recolhido milhões de dólares para financiar o seu pedido.

Pretende ainda exigir uma nova recontagem na Pensilvânia e no Michigan, dois outros estados muito disputados e onde Trump também venceu.

Segundo Jill Stein, os peritos eleitorais recensearam nestes três estados “‘anomalias estatísticas’ que suscitam inquietações”.

A equipa de Hillary Clinton anunciou hoje que vai participar na nova contagem de votos no Wisconsin, apesar de sublinhar que não detetou irregularidades.

“Por não termos tendo detetado provas suficientes de fraude ou de tentativas vindas do exterior para modificar a tecnologia disponibilizada para o voto, não prevíamos utilizar essa possibilidade”, explicou Marc Erik Elias, um advogado que trabalha para a equipa de campanha de Hillary Clinton no ‘site’ Medium.com.

“Mas agora que foi desencadeada uma nova contagem no Wisconsin, contamos participar para assegurar que o processo vai decorrer de forma justa para todas as partes”, prosseguiu.

O presidente eleito venceu nestes três estados com 100.000 votos de vantagem: cerca de 20.000 votos no Wisconsin, 70.000 na Pensilvânia e 10.000 no Michigan, e apesar de os resultados oficiais neste último estado do norte, com os seus 16 grandes eleitores, ainda não terem sido proclamados.

De acordo com o escrutínio universal indireto, o republicano venceu com 290 grandes eleitores contra 232 para Hillary Clinton, num total de 538 para os 50 estados norte-americanos e a capital Washington.

Em termos de votos populares, Clinton recolheu mais dois milhões de votos que Donald Trump.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Exactamente, nem mais.
      Pergunto-me quanto estupido tem de ser um povo para meter um labrego e louco destes á frente dos destinos da nação?.
      Ainda me recordo deste cromo na campanha dizer que se Hillary ganhasse ele não aceitaria os resultados. E agora está indignado pelos apoiantes dela quererem fazer o mesmo. É um cómico autêntico só que, infelizmente, é também perigoso.

RESPONDER

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …