Um ano depois. PSD estranha momento político para demissões do GalpGate

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade

O deputado do PSD Carlos Abreu Amorim manifestou a “enorme estranheza” do partido pelo momento político em que ocorreram este domingo as exonerações de três secretários de Estado, questionando o Governo sobre “o que está na sua origem”.

“O PSD queria manifestar antes de mais a sua enorme estranheza pelo momento político em que estas demissões destes três secretários de Estado são conhecidas. De facto, nós não compreendemos o que é que se alterou desde há um ano a esta parte”, começou por dizer o deputado Carlos Abreu Amorim.

Em reação à notícia da exoneração de 3 secretários de Estado, aceites este domingo pelo primeiro-ministro, o social-democrata assinalou que para o PSD “as razões éticas, morais e políticas que existiam há um ano para a eventual demissão dos governantes que estavam envolvidos nas viagens ao Euro pagas pela Galp mantêm-se exatamente da mesma forma”.

“Portanto, não se compreende porque é que se escolheu este momento para estas demissões e porque é que essas demissões, ou uma atitude mais drástica não foi tomada há um ano. Não sabemos se foi algum ‘focus group’ ou alguma técnica de ‘marketing’ política que aconselhou que fosse este exatamente o momento”, assinalou.

O que é que se alterou? O que é que aconteceu?”, pergunta.

“Se há razões que têm a ver com uma eventual investigação judicial, elas têm que ser ditas preto no branco, têm que ser esclarecidas. Se há razões de ordem política ou ética que fazem com que neste momento esta situação seja tão grave que se fala na demissão destes três secretários de Estado, e já há órgãos de comunicação a falar até na demissão de outros governantes, o PSD julga que o país tem o direito a saber porquê”, sublinhou.

Para Carlos Abreu Amorim, “se estas questões não forem devidamente resolvidas e esclarecidas, são demissões que só vão provocar mais inquietação, mais angústia, mais dúvidas, em vez de esclarecer, que era exatamente isso que deveria estar a ser feito”.

Porquê agora? O que é que leva a que neste momento, com o país a viver a situação em que está, o que é que leva a que estas demissões possam acontecer e  eventualmente outras demissões possam acontecer também? Nós queremos saber o que se passa”, frisou.

O primeiro-ministro, António Costa, aceitou hoje os pedidos de exoneração dos secretários de Estado da Internacionalização, dos Assuntos Fiscais e da Indústria, “apesar de não ter sido deduzida pelo Ministério Público qualquer acusação”, posição que consta de uma nota oficial enviada pelo seu gabinete à agência Lusa.

Os secretários de Estado da Internacionalização, dos Assuntos Fiscais e da Indústria pediram hoje a exoneração de funções, após terem solicitado ao Ministério Público a sua constituição como arguidos no inquérito relativo às viagens para assistir a jogos do Euro2016.

“Os signatários solicitaram ao primeiro-ministro a exoneração das funções que desempenham”, afirmam, em comunicado conjunto enviado à Lusa, o secretário de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira; o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, e o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos.

A decisão é justificada com a intenção de não prejudicar o Governo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Redução de 3% na eletricidade para o mercado regulado entra em vigor esta terça-feira

A descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh), ou seja, uma redução de aproximadamente 3% no total da fatura de eletricidade dos consumidores, entra esta terça-feira em …

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …