Turquia tem gravações que provam assassinato de jornalista no consulado saudita

Sedat Suna / EPA

O Governo turco informou responsáveis norte-americanos de que tem gravações em vídeo e áudio que provam que o jornalista Jamal Khashoggi foi assassinado no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

A notícia é avançada pelo Washington Post, do qual o jornalista crítico do regime de Riade era colunista, e que cita como fontes funcionários norte-americanos a quem os investigadores turcos terão transmitido a informação.

Segundo o relato, as gravações provam que Jamal Khashoggi foi detido no consulado por uma equipa de segurança, que o matou e desmembrou. Khashoggi desapareceu a 2 de outubro depois de ter entrado no consulado saudita em Istambul para recolher documentos de que precisava para o seu casamento com uma cidadã turca.

O Washington Post destaca particularmente uma gravação áudio que “proporciona algumas das provas mais persuasivas e macabras de que a equipa saudita é responsável pela morte de Khashoggi”, revela o jornal.

“A gravação de voz do interior do consulado expõe o que aconteceu a Jamal depois da sua entrada”, disse uma fonte conhecedora da gravação e que não quis revelar a sua identidade devido à natureza “extremamente sensível” da informação. Segundo a mesma fonte, “pode escutar-se como foi interrogado, torturado e depois assassinado“.

Na sequência do desaparecimento, amigos do jornalista asseguraram, em declarações à imprensa turca, ter a certeza de que tinha sido assassinado no consulado e que o seu corpo tinha sido esquartejado e retirado do local dentro de malas.

As autoridades turcas não comentam esta tese, que é negada por Riade. No entanto, o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu às autoridades sauditas provas de que o jornalista saiu do consulado.

Polícia procura Apple Watch

De acordo com a agência Reuters, citada pelo Tech Crunch, os investigadores estão à procura do Apple Watch preto que o jornalista usava quando entrou no consulado em Istambul. O relógio poderia fornecer dados sobre o estado de saúde do jornalista – como a frequência cardíaca -, bem como a sua localização.

A Turquia não tem em sua posse o relógio, adiantou a Reuters, sugerindo que este pode ter sido perdido, destruído ou então estar sob custódia das autoridades sauditas.

Contudo, e mesmo que Khashoggi tenha entrado no edifício com o relógio – que, ao que apurou o Tech Crunch seria um modelo de 2017, da terceira geração de Apple Watch -, as informações poderiam não ser conseguidas.

De acordo com a plataforma, este modelo não suporta ligações com telemóveis na Turquia, descartando assim qualquer possibilidade de os seus dados estarem sincronizados com o seu telemóvel ou até mesmo com os servidores da Apple.

Também é igualmente improvável, notam, que o relógio esteja ligado a uma rede Wi-fi dentro do consulado ou que esteja localizado perto o suficiente para que se faça uma ligação através do Bluetooth. No entanto, e caso os dados do relógio tivessem sido transmitidos para o iCloud da Apple, onde poderiam depois ser replicados para o seu iPhone, os dados poderiam ser analisados após uma validação com a sua senha.

Neste cenário remoto, nem mesmo a Apple – e, consequentemente a lei – poderia aceder aos seus dados. Qualquer evidência estaria no seu telemóvel.

Nos últimos tempos, têm surgido alguns casos em que relógios ou dispositivos de monitorização física têm sido grandes ajudas para encontrar pessoas ou até mesmo para resolver casos judicias. Em abril deste ano, os dados de um Apple Watch ajudaram a polícia australiana numa investigação de homicídio.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este já foi e os sauditas parecem ser os responsáveis mas possivelmente fora da porta do consulado teria o Erdogan à perna e a volta seria a mesma caso arriscasse pôr o regime em causa.

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …

Booking abandona a criptomoeda do Facebook

  Booking junta-se ao Mastercard, eBay, Visa, PayPal, Stripe e Mercado Pago e desiste do projeto da Associação Libra, promovida por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para a desenvolver a infraestrutura financeira que está na base …

Michael Jackson era "doente mental" e uma pessoa "perturbadora", diz Elton John

Elton John defende na sua autobiografia que Michael Jackson era "verdadeiramente doente mental" e uma pessoa "perturbadora", recordando os encontros que teve com o rei da pop, falecido em junho de 2009. O músico britânico escreveu …