Turquia tem gravações que provam assassinato de jornalista no consulado saudita

Sedat Suna / EPA

O Governo turco informou responsáveis norte-americanos de que tem gravações em vídeo e áudio que provam que o jornalista Jamal Khashoggi foi assassinado no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

A notícia é avançada pelo Washington Post, do qual o jornalista crítico do regime de Riade era colunista, e que cita como fontes funcionários norte-americanos a quem os investigadores turcos terão transmitido a informação.

Segundo o relato, as gravações provam que Jamal Khashoggi foi detido no consulado por uma equipa de segurança, que o matou e desmembrou. Khashoggi desapareceu a 2 de outubro depois de ter entrado no consulado saudita em Istambul para recolher documentos de que precisava para o seu casamento com uma cidadã turca.

O Washington Post destaca particularmente uma gravação áudio que “proporciona algumas das provas mais persuasivas e macabras de que a equipa saudita é responsável pela morte de Khashoggi”, revela o jornal.

“A gravação de voz do interior do consulado expõe o que aconteceu a Jamal depois da sua entrada”, disse uma fonte conhecedora da gravação e que não quis revelar a sua identidade devido à natureza “extremamente sensível” da informação. Segundo a mesma fonte, “pode escutar-se como foi interrogado, torturado e depois assassinado“.

Na sequência do desaparecimento, amigos do jornalista asseguraram, em declarações à imprensa turca, ter a certeza de que tinha sido assassinado no consulado e que o seu corpo tinha sido esquartejado e retirado do local dentro de malas.

As autoridades turcas não comentam esta tese, que é negada por Riade. No entanto, o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu às autoridades sauditas provas de que o jornalista saiu do consulado.

Polícia procura Apple Watch

De acordo com a agência Reuters, citada pelo Tech Crunch, os investigadores estão à procura do Apple Watch preto que o jornalista usava quando entrou no consulado em Istambul. O relógio poderia fornecer dados sobre o estado de saúde do jornalista – como a frequência cardíaca -, bem como a sua localização.

A Turquia não tem em sua posse o relógio, adiantou a Reuters, sugerindo que este pode ter sido perdido, destruído ou então estar sob custódia das autoridades sauditas.

Contudo, e mesmo que Khashoggi tenha entrado no edifício com o relógio – que, ao que apurou o Tech Crunch seria um modelo de 2017, da terceira geração de Apple Watch -, as informações poderiam não ser conseguidas.

De acordo com a plataforma, este modelo não suporta ligações com telemóveis na Turquia, descartando assim qualquer possibilidade de os seus dados estarem sincronizados com o seu telemóvel ou até mesmo com os servidores da Apple.

Também é igualmente improvável, notam, que o relógio esteja ligado a uma rede Wi-fi dentro do consulado ou que esteja localizado perto o suficiente para que se faça uma ligação através do Bluetooth. No entanto, e caso os dados do relógio tivessem sido transmitidos para o iCloud da Apple, onde poderiam depois ser replicados para o seu iPhone, os dados poderiam ser analisados após uma validação com a sua senha.

Neste cenário remoto, nem mesmo a Apple – e, consequentemente a lei – poderia aceder aos seus dados. Qualquer evidência estaria no seu telemóvel.

Nos últimos tempos, têm surgido alguns casos em que relógios ou dispositivos de monitorização física têm sido grandes ajudas para encontrar pessoas ou até mesmo para resolver casos judicias. Em abril deste ano, os dados de um Apple Watch ajudaram a polícia australiana numa investigação de homicídio.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este já foi e os sauditas parecem ser os responsáveis mas possivelmente fora da porta do consulado teria o Erdogan à perna e a volta seria a mesma caso arriscasse pôr o regime em causa.

RESPONDER

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Benfica decreta distanciamento, regressos às vitórias, a prática de Darwin, heróis do Giro

Mais um jogo, mais uma vitória. SL Benfica de JJ alcança pleno no Campeonato, onde FC Porto e Sporting CP regressaram às vitórias. Nas provas europeias, Dragão e Luz com público, numa semana em que se …

Mais de três dezenas de bancos da UE utilizam paraísos fiscais

Mais de três dezenas de bancos da União Europeia (UE) e do Reino Unido utilizaram paraísos fiscais de baixo imposto ou imposto zero e 29 "pareciam estar a declarar" lucros em países onde não empregavam, …

Ex-presidente de Santa Comba Dão alega Alzheimer para faltar a julgamento

O ex-presidente da Câmara de Santa Comba Dão alegou sofrer de Alzheimer para faltar ao julgamento, esta segunda-feira, em que está acusado dos crimes de prevaricação de titular de cargo público e fraude na obtenção …

Alemães e ingleses recolheram pistas em Portugal para tentar chegar ao corpo de Maddie

Elementos das polícias alemã e inglesas estiveram no nosso país, no final de Setembro, para uma reunião com investigadores portugueses com o intuito de recolher dados sobre Christian Brueckner que é suspeito de ter raptado …

“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com "caos" na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet. As oito …

Football Leaks. Advogado admite que podia ter emails relacionados com o Luanda Leaks

O advogado e ex-sócio da PLMJ João Magalhães Ramalho admite que pudesse ter documentos relacionados com o Luanda Leaks e com Isabel dos Santos na sua conta de email, que alegadamente foi pirateada por Rui …

Portugal regista mais 3.299 casos e 28 mortes por covid-19

Portugal contabiliza hoje mais 28 mortes e 3.299 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, Portugal conta com mais 3.299 …

Argentina levanta restrições na capital. Rússia regista recorde de mortes diárias e aumenta contenção

A Argentina prorrogou esta semana as medidas para combater a pandemia de covid-19 nas zonas mais afetadas do país, ao mesmo tempo que prossegue a reabertura na capital, onde os casos têm vindo a diminuir. Desde …

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …