Sócrates quer 50 mil euros pela demora no processo da Operação Marquês

Fernando Veludo / Lusa

José Sócrates quer uma indemnização de 50 mil euros do Estado pela demora em tomar uma decisão durante a fase de instrução do processo da Operação Marquês.

O antigo primeiro-ministro José Sócrates é um dos arguidos da Operação Marquês, tendo sido investigado durante anos, sem que o Ministério Público tomasse uma decisão final. Por aquilo que entende ser um “mau funcionamento da administração da justiça”, Sócrates pede ao Estado uma indemnização na ordem dos 50 mil euros.

A ação do ex-primeiro-ministro deu entrada no Tribunal Administrativo de Lisboa no dia 6 de fevereiro de 2017, mas só recentemente esteve disponível para consulta. A notícia é avançada esta quinta-feira pela revista Sábado. Está agora marcada para abril uma audiência preliminar.

José Sócrates é acusado de 31 crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada. Na altura em que a ação entrou em tribunal, Sócrates ainda não tinha sido formalmente acusado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), o que só viria a acontecer oito meses depois.

O principal arguido da Operação Marquês esteve em prisão preventiva durante seis meses e a sua equipa legal defende que a demora na investigação retirou-lhe o direito à “paz jurídica”, tendo ficado associado a crimes “especialmente desonrosos e gravíssimos”.

A equipa de defesa de José Sócrates argumenta que terminados os prazos previstos na lei para a fase de inquérito, o Ministério Público era obrigado a arquivar o caso ou submeter uma acusação.

A procuradora-geral adjunta do Supremo Tribunal de Justiça, Maria Ramalho Galego, está encarregue de defender o Estado nesta ação movida por Sócrates. Como defesa legal, sustenta-se num parecer de Cláudia Santos, professora de Direito na Faculdade de Direito de Coimbra.

“No fundo, o que inapagavelmente subjaz à ideia de que se pode investigar sem prazo é a convicção de que o arguido é culpado: ainda não se encontraram indícios bastantes da sua culpa, mas com mais tempo encontrar-se-ão“, lê-se no parecer, citado pela Sábado.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Só 50K euros? Até foi meiguinho…. Culpado ou não é já abuso o tempo que levam a decidir se existe ou não matéria para o processar. Enquanto isso o animal tem a vida congelada para o resto da vida?

  2. Congelada onde? Continua a ter vida de Lord á custa de todos os portugueses. Só não vai p/ onde quer, que pôr-se a andar de Portugal. Ele e os seus lacaios é que estão a emperrar que assumam as ladroagens que fizeram e processo já estava mais que encerrado.

    • Sabes que quando falei congelada falei na carreira politica? Como ele a muitos casos em que as pessoas ficaram sem emprego, sem familia e no fim declaram inocente…. não quero dizer que seja o caso dele. Já agora recomendo um chá de camomila que andas muito stress acumulado. Queres dizer que o tipo não tem direito a um julgamento justo ou pensas que só tu é que tens esse direito?

  3. Tendo em conta que ele foi PM (e portanto, “chefe” do Estado) durante anos, também deverá ser responsabilizado e processado pelos atrasos/problemas do Estado!!

    • Era um começo mas temos um problema. A separação de poderes que garante que um politico não possa “meter” as mãos e manipular a justiça como acontece em países em que são governados por um unico partido. Mas a ideia não era mal recebida por quem manda na justiça de verdade.

  4. Bem…….. Ele tem razão num ponto .. a cronica e talvez voluntária lentidão da Justiça !….. São “Mega Processos” diz inocentemente a Ministra da Justiça !

Responder a Eu! Cancelar resposta

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …