Se for preciso orçamento retificativo, não há drama

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), conversa com o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes (esq)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), conversa com o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes (esq)

O Presidente da República afirmou hoje, a propósito da revisão em baixa das previsões económicas, que se for preciso fazer ajustamentos ou um orçamento retificativo para cumprir a redução do défice, isso não constitui nenhum drama.

Em declarações aos jornalistas, no final de uma visita à Base N.º 1 da Força Aérea, em Sintra, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou que o rumo assumido por Portugal perante a União Europeia “é conter o défice abaixo de 3%, controlar o défice e garantir o rigor financeiro”.

Marcelo defendeu que “esse rumo impõe que seja feito tudo o que é necessário“.

“Já aconteceu com governos anteriores. Se obriga a ajustamentos, se obriga a retificações, se obriga a orçamentos retificativos, eles aparecem”, disse.

“Não são um drama, como eu já tive ocasião de dizer, são o fruto de uma lucidez“, acrescentou o chefe de Estado.

O Presidente da República – que foi interrompido a meio destas declarações pelo ruído de aviões em manobras aéreas – repetiu esta mensagem de desdramatização, utilizando quatro vezes a expressão “não tem drama” ou “não há drama”.

Questionado se é provável que venha a haver um orçamento retificativo, o presidente de República acha que “se for necessário, faz-se. Faz parte da vida, não tem drama nenhum”.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou, contudo, que os dados da execução orçamental até abril “mostram que está a ser respeitado o que estava previsto e programado” e que “neste momento é prematuro estar a especular sobre aquilo que vai ser necessário fazer”.

“Se as previsões de evolução da economia na Europa e em Portugal apontarem para a necessidade, de junho até dezembro, de haver retificações de percurso, desde que o rumo esteja lá, faz-se as retificações. Não é nenhum drama“, reafirmou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, “é isso que se tem de fazer e que será feito, como já se fez no ano anterior, e no ano anterior, e no anterior – houve essas retificações”.

O presidente da República frisou que o objetivo traçado pelo executivo do PS para a redução do défice “vai ter de ser atingido“.

“Na altura devida se verá como é atingido”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …