Se for preciso orçamento retificativo, não há drama

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), conversa com o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes (esq)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), conversa com o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes (esq)

O Presidente da República afirmou hoje, a propósito da revisão em baixa das previsões económicas, que se for preciso fazer ajustamentos ou um orçamento retificativo para cumprir a redução do défice, isso não constitui nenhum drama.

Em declarações aos jornalistas, no final de uma visita à Base N.º 1 da Força Aérea, em Sintra, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou que o rumo assumido por Portugal perante a União Europeia “é conter o défice abaixo de 3%, controlar o défice e garantir o rigor financeiro”.

Marcelo defendeu que “esse rumo impõe que seja feito tudo o que é necessário“.

“Já aconteceu com governos anteriores. Se obriga a ajustamentos, se obriga a retificações, se obriga a orçamentos retificativos, eles aparecem”, disse.

“Não são um drama, como eu já tive ocasião de dizer, são o fruto de uma lucidez“, acrescentou o chefe de Estado.

O Presidente da República – que foi interrompido a meio destas declarações pelo ruído de aviões em manobras aéreas – repetiu esta mensagem de desdramatização, utilizando quatro vezes a expressão “não tem drama” ou “não há drama”.

Questionado se é provável que venha a haver um orçamento retificativo, o presidente de República acha que “se for necessário, faz-se. Faz parte da vida, não tem drama nenhum”.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou, contudo, que os dados da execução orçamental até abril “mostram que está a ser respeitado o que estava previsto e programado” e que “neste momento é prematuro estar a especular sobre aquilo que vai ser necessário fazer”.

“Se as previsões de evolução da economia na Europa e em Portugal apontarem para a necessidade, de junho até dezembro, de haver retificações de percurso, desde que o rumo esteja lá, faz-se as retificações. Não é nenhum drama“, reafirmou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, “é isso que se tem de fazer e que será feito, como já se fez no ano anterior, e no ano anterior, e no anterior – houve essas retificações”.

O presidente da República frisou que o objetivo traçado pelo executivo do PS para a redução do défice “vai ter de ser atingido“.

“Na altura devida se verá como é atingido”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunais com luz verde para aceder a dados escolares de menores. Governo ignora alerta sobre Protecção de Dados

A Justiça vai ter acesso directo e automático às informações escolares de menores por via da "desmaterialização da informação" prevista no Simplex. A medida foi aprovada numa nova portaria conjunta dos ministérios da Justiça e …

"Ridícula". Donald Trump critica escolha de Greta Thunberg para Personalidade do Ano

O Presidente norte-americano, Donald Trump, comentou esta quinta-feira, a escolha da Greta Thunberg como “Personalidade do Ano” pela revista Time, aconselhando a jovem sueca a controlar a “raiva” e ir ao cinema. A ativista já …

Bruno de Carvalho sabia que o plantel "não estava com ele", diz Podence em tribunal

O futebolista Daniel Podence disse em tribunal, esta quinta-feira, que o antigo presidente do Sporting sabia "perfeitamente que o plantel não estava com ele", na altura da invasão à academia do clube, em Alcochete. Na 12.ª …

"É o que dá ser novata". Líder parlamentar do PAN engana-se no tema do debate

A líder parlamentar do PAN, Inês Sousa Real, protagonizou um momento caricato na Assembleia da República, esta quinta-feira, quando subiu à tribuna e começou a sua intervenção sobre pessoas sem-abrigo quando o debate era sobre …

Pelo menos um morto e 25 feridos na explosão em prédio na Alemanha

Pelo menos uma pessoa morreu e 25 ficaram feridas esta sexta-feira na sequência de uma explosão num edifício residencial em Blankenburg, na Alemanha. Uma explosão num prédio de habitação na cidade de Blankenburg, região da Sáxonia, …

Infarmed retira do mercado 7 cremes para crianças da Wells, Barral e Dermosense

O Infarmed detetou irregularidades em sete produtos cosméticos hidratantes para crianças, ordenando a retirada do mercado de dois cremes de rosto para bebé, da Barral e da Wells, e a retirada voluntária de dois outros …

Ninguém sabe o que fazer com duas estátuas de Salazar

Nem o Estado, nem a Câmara Municipal de Santa Comba Dão parecem saber o que fazer com duas estátuas de António de Oliveira Salazar. Haveria planos para as exibir no Museu Salazar, mas como o …

Tancos. Principal suspeito vai ser libertado em janeiro

João Paulino, o principal suspeito do roubo de material militar dois paióis de Tancos, e mais sete suspeitos vão ser libertados a 28 de janeiro. A informação é avançada esta sexta-feira pela revista Sábado, que dá …

Filhos de imigrantes nascidos em Portugal podem ser portugueses desde que um progenitor seja residente

A Assembleia da República aprovou, esta quinta-feira, na generalidade, as alterações à lei da nacionalidade do PAN e do PCP, e rejeitou, com os votos do PS, o projeto do Livre. Horas antes da votação em …

Instituição de caridade do Vaticano só entrega 10% das doações para os necessitados

O Vaticano arrecada anualmente mais de 55 milhões de dólares (aproximadamente 49 milhões de euros) em doações através do fundo de caridade de Peter's Pence. Contudo, apenas 10% desse montante chega aos necessitados, com o …