Carles Puigdemont renuncia à presidência da Catalunha

Alberto Estevez / EPA

O presidente da Generalitat de Catalunya, Carles Puigdemont

Depois de o tribunal espanhol barrar a sua candidatura, o líder separatista indicou outro nome para o cargo de presidente da Catalunha, que será votado no Parlamento. Passo promete destravar meses de impasse político na região.

O dirigente independentista catalão Carles Puigdemont anunciou esta quinta-feira, a partir da Alemanha, que renuncia a voltar a ser o presidente da Catalunha e designou um recém-chegado à política, Quim Torra, como candidato à sua sucessão.

“O nosso grupo propõe o camarada deputado (catalão) Quim Torra para a presidência da Generalitat”, declarou Puigdemont, num depoimento gravado em vídeo, avançando o nome deste editor de 55 anos para o seu lugar à frente do governo regional.

“Pessoalmente, eu entendo os esforços e o sacrifício de assumir o governo em circunstâncias tão extremas como a que vive a Catalunha”, disse o líder separatista. “Espero que assuma a responsabilidade nos próximos dias e forme um governo imediatamente.”

Apesar de desistir de sua ambição de voltar a ser presidente da região espanhola, Puigdemont afirmou que “continuará a lutar pela defesa dos direitos” dos catalães.

O governo espanhol tinha agido na quarta-feira para barrar a possibilidade de uma reeleição do ex-presidente independentista da Catalunha, forçando os separatistas a apresentar um novo candidato, se pretenderem formar governo.

O conselho de ministros tinha recorrido ao tribunal constitucional para que este anulasse uma lei votada na semana passada no parlamento catalão, que deveria permitir que Puigdemont, fosse investido na chefia do governo, mesmo que ausente fisicamente.

“A intolerância e a falta de respeito do Estado para com a vontade dos cidadãos da Catalunha apareceram claramente aos olhos do mundo”, comentou Puigdemont no seu discurso, incitando o próximo executivo regional a construir um país independente.

Os independentistas ganharam as eleições regionais em dezembro, mas, se não elegerem um novo presidente até 22 de maio, os catalães vão ser chamados automaticamente às urnas.

Mas se o parlamento catalão eleger um presidente que forme um governo, a Catalunha liberta-se da tutela de Madrid, imposta depois da tentativa de secessão em 27 de outubro último.

ZAP // Lusa / Deutsche Welle

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Espero que forme e governo para que se liberte da tutela do estado opressor e famoso artigo 155. Depois o novo presidente deve seguir a pisadas do ex presidente para levar a Catalunha até à independencia.

RESPONDER

Cães conseguem detetar covid-19, mas não estão a ser usados. "Podiam salvar tantas vidas"

Um cão pode cheirar um pano que antes esteve no pulso ou no pescoço de alguém e identificar imediatamente se a pessoa contraiu o vírus até cinco dias antes do aparecimento de qualquer sintoma. Parece …

Noruega com poucos casos de infeções nas escolas. Medidas podem ser aliviadas

A Noruega mantém as escolas com o segundo nível das medidas para combate à pandemia. Contudo, pondera aliviá-las caso se confirme que as crianças não têm um papel acrescido na transmissão do vírus. As autoridades de …

Ex-SCUT com descontos para passageiros frequentes e transporte de passageiros

Os passageiros particulares frequentes e os veículos de transporte de passageiros vão ter descontos na passagem pelas portagens das antigas SCUT a partir de 1 de janeiro, anunciou esta quinta-feira o Governo. De acordo com a …

Situação "muito grave" leva a uma nova corrida ao papel higiénico na Alemanha

A Alemanha atingiu esta quinta-feira um novo máximo diário, com mais de 11 mil casos em apenas 24 horas. A nova vaga de infeções está a levar os alemães a um novo açambarcamento de papel …

Taça: todos os "grandes" defrontam equipas do terceiro escalão

FC Porto, Benfica e Sporting vão jogar em casa de formações do Campeonato de Portugal. Sporting de Braga estará na Trofa. Decorreu nesta quinta-feira o sorteio da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, a …

DGS vai comprar mais de 100.000 frascos de Remdesivir até março de 2021

A Direção-Geral da Saúde vai adquirir entre este mês e março de 2021 mais de 100.000 frascos do medicamento antiviral remdesivir, com a designação comercial Veklury, para tratamento de doentes com covid-19. A decisão foi tomada …

Utilizadores do PayPal vão poder usar criptomoeda para pagar a mais de 26 milhões de comerciantes

O PayPal anunciou que vai investir no mercado das criptomoedas, lançando um novo serviço que permitirá aos utilizadores da plataforma nos Estados Unidos comprar, guardar e vender moeda digital, já a partir de 2021. De acordo …

Escavações revelam sepulcro do final da Idade do Bronze em Oliveira de Frades

Escavações arqueológicas realizadas recentemente revelaram a existência de um sepulcro do final da Idade do Bronze na Cumeeira, junto à zona industrial de Oliveira de Frades, anunciou esta quinta-feira a autarquia. "Este sítio arqueológico era já …

Farmacêutica Purdue aceita declarar-se culpada em processo sobre analgésico opiáceo

A farmacêutica Purdue concordou em declarar-se culpada pela promoção agressiva do analgésico opiáceo OxyContin. O acordo foi anunciado pelo ministério da Justiça norte-americano e está avaliado em cerca de 8,3 mil milhões de dólares. A farmacêutica …

Norte pode ultrapassar os 2.000 casos diários esta semana e os 4.000 na próxima

As novas infeções pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 podem ultrapassar esta semana a "barreira dos dois mil casos" na região Norte, alertaram especialistas esta quinta-feira, afirmando que o atual índice de transmissibilidade (o designado RT) "permite …